terça-feira, 17 de março de 2015

True Detective

True Detective (True Detective, EUA, 2014)
Criador - Nic Pizzolatto
Direção - Cary Joji Fukunaga
Elenco - Matthew McConaughey, Woody Harrelson, Michelle Monaghan, Michael Potts, Tori Kittles.

Para os fãs do gênero policial, esta é com certeza uma da melhores séries já produzidas.

Com o padrão HBO de qualidade, a série em oito episódios é praticamente perfeita, tudo funciona. O ótimo roteiro, o suspense da narrativa, o clima de terror em algumas sequências, a assustadora música tema que gruda nos ouvidos e as grandes interpretações da dupla principal, que criam personagens extremamente complexos.

O roteiro divide a trama em duas narrativas, a primeira em 1995 e outra nos dias atuais.

Tudo começa em 1995 nos pântanos da Lousiana, quando o corpo de uma garota é encontrado ao lado de uma árvore com claros sinais de um ritual macabro. Para investigar o caso, são designados os detetives Rust Cohle (Matthew McConaughey) e Marty Hart (Woody Harrelson).

O que parecia ser um crime cometido por um psicopata, se mostra algo muito maior quando os detetives descobrem pistas que ligam o assassinato da garota com outros crimes cometidos na região, principalmente desaparecimentos de crianças e mulheres.

Em paralelo, a segunda narrativa se passa nos dias atuais, quase vinte anos após o assassinato original, quando os detetives não mais trabalham na polícia e estão passando informações sobre o caso para uma outra dupla de policiais (Michael Potts e Tori Kittles), que estão investigando um novo assassinato semelhante ao antigo caso.

Marty agora é um investigador particular, enquanto Rust trabalha como atendente em um decadente bar. Mesmo fora da polícia e com as vidas pessoais complicadas, o caso da garota assassinada ainda assombra os ex-detetives, que terão um nova chance de resolver o caso.

As narrativas intercaladas mostram aos poucos os depoimentos de cada personagem em paralelo ao que realmente ocorreu durante a investigação. Estas idas e vindas entre verdade e versão, vai deixando pistas sobre o caso e amarrando a história de uma forma que aguça a curiosidade do espectador.

Tudo isso é valorizado pelos ótimos personagens principais. O detetive de Matthew McConaughey é um sujeito estranho, frio, avesso as amizades, que diz o que pensa para todo mundo e que carrega um trauma familiar. Sua composição do personagem é fantástica, tal qual seu trabalho em "Clube de Compras Dallas".

O personagem de Woody Harrelson é o oposto. Ele faz o típico policial machista, que gosta de falar e que muitas vezes age pela emoção ao invés da razão, fato que afeta drasticamente seu casamento com a personagem de Michelle Monaghan.

A diferença de personalidades, pensamentos e atitudes é um dos pontos altos da série, rendendo vários diálogos sensacionais e algumas sequências de tensão.

A série terá uma segunda temporada, porém como era uma história fechada e a proposta é criar uma trama diferente, com personagens diferentes em cada temporada, infelizmente não teremos mais a oportunidade de ver esta dupla em cena. O criador Nick Pizzolatto terá um grande desafio em criar uma nova história tão interessante quanto esta primeira temporada.

Quem gostou da série jamais vai esquecer de Carcosa e o Rei de Amarelo. Se você não tem a mínima ideia do que seja, assista a série.

Um comentário:

Aide Hernández disse...

A primeira temporada de True Detective pensei que era muito bom e eu esperar para a segunda temporada, embora eu tenha minhas dúvidas 2 com Vince Vaughn, o novo elenco vai lhe dar uma chance e ver como ele vai.