terça-feira, 30 de abril de 2024

Instinto Predador & Plano de Aposentadoria

 


Instinto Predador (Primal, EUA, 2019) – Nota 5,5
Direção – Nick Powell
Elenco – Nicolas Cage, Famke Janssen, Kevin Durand, Michael Imperioli, LaMonica Garrett, Jeremy Nazario.

Frank (Nicolas Cage) é um caçador de animais que captura uma rara onça branca na Floresta Amazônica. Ele leva o animal para os EUA no mesmo cargueiro em que um assassino político (Kevin Durand) está sendo extraditado. No meio da viagem o sujeito escapa e solta alguns animais, transformando o navio em um inferno. 

A premissa é claramente de filme B e ao mesmo tempo tinha potencial para render algo melhor. O problema é que as sequências de ação são no máximo razoáveis, os diálogos ruins e tudo bastante previsível. Nicolas Cage novamente parece se divertir vestido como um Indiana Jones tropical.

Plano de Aposentadoria (The Retirement Plan, Canadá, 2023) – Nota 4,5
Direção – Tim Brown
Elenco – Nicolas Cage, Ashley Greene, Ron Perlman, Thalia Campbell, Jackie Earle Haley, Ernie Hudson, Grace Byers, Lynn Whitfield, Joel David Moore, Rick Fox, Jordan Johnson Hinds, Ronnie James Hughes.

Após uma tentativa de golpe malsucedido planejado pelo marido, Ashley (Ashley Greene) e sua filha Sarah (Thalia Campbell) precisam fugir de uma quadrilha. A garota é enviada para as Ilhas Cayman, local onde vive seu avó Matt (Nicolas Cage). Lógico que os criminosos seguem as pistas, mas não imaginam que no passado Matt foi um assassino da CIA. 

Esta bizarra mistura de ação e comédia tem como único destaque mais uma atuação exagerada de Nicolas Cage, que até se encaixa no contexto da trama. O grande problema é que a história é muito ruim, a motivação para o golpe é mal explicada e até as sequências de ação parecem amadoras. O final com uma série de mortes e reviravoltas deixa tudo ainda pior.

segunda-feira, 29 de abril de 2024

Projeto Extração

 

Projeto Extração (Hidden Strike, China / EUA, 2023) – Nota 6
Direção – Scott Waugh
Elenco – Jackie Chan, John Cena, Pilou Asbaek, Chunrui Ma, Wenli Jiang, Amadeus Serafini.

Uma quadrilha cerca uma refinaria de petróleo chinês no Iraque. Um grupo de soldados liderados por Dragon Luo (Jackie Chan) é encarregado de resgatar os trabalhadores. O problema fica ainda pior quando um terceiro grupo de mercenários entra em ação com um objetivo completamente diferente. 

Esta é uma daquelas aventuras explosivas em que a trama é apenas uma desculpa para uma série de sequências de ação e diálogos engraçadinhos. O filme intercala sequências muito bem feitas, com outras absurdas e com as habituais lutas em que o veterano Jackie Chan é especialista. Aos setenta anos ele ainda continua ágil, criativo e ousado, melhorando bastante um filme genérico cheio de furos.

domingo, 28 de abril de 2024

Sr. Seis

 


Sr. Seis (Lao Pao Er, China, 2015) – Nota 7,5
Direção – Hu Guan
Elenco – Xiaogong Feng, Hanyu Zhang, Qing Xu, Kris Wu, Yifeng Li.

Em um bairro comum de Pequim na China, Liu (Xiaogong Feng) é um sujeito na casa dos sessenta anos respeitado por todos, inclusive os policiais. Quando seu filho se envolve em um sério problema com uma quadrilha de jovens, Liu terá de reviver seu violento passado para salvar a vida do rapaz. 

A grande sacada deste longa é explorar com criatividade o clichê do conflito entre o velho e o novo, o moderno e o tradicional. O protagonista por mais que tenha uma vida cheio de erros, carrega consigo uma série de princípios ligados a honra, inclusive nos momentos de briga. 

A forma como muitos jovens desprezam os mais velhos é explorado tanto nas discussões do protagonista com o filho, quanto na disputa com o jovem líder da quadrilha. A violência é muito mais sugerida do que realizada, deixando espaço para os conflitos pessoais. 

É interessante também a relação do protagonista com seus amigos de juventude, hoje homens entrando na terceira idade carregando os traumas do passado, inclusive os curiosos apelidos. 

É um filme mais profundo do que parece.

sábado, 27 de abril de 2024

In the Land of Saints and Sinners

 


In the Land of Saints and Sinners (In the Land of Saints and Sinners, Irlanda, 2023) – Nota 7
Direção – Robert Lorenz
Elenco – Liam Neeson, Kerry Condon. Ciaran Hinds, Colm Meaney, Jack Gleeson, Desmond Eastwood, Sarah Greene, Conor MacNeill, Seamus O’Hara.

Belfast, Irlanda do Norte,1974. Um atentando a bomba cometido por integrantes do IRA termina na morte de crianças. Eles fogem para uma pequena cidade no interior do país pensando em se esconder, porém cruzam o caminho de um assassino profissional (Liam Neeson) que vive no local e que pretendia se aposentar. 

Esta interessante mistura de drama e policial tem um roteiro que lembra um western. A quadrilha que chega na cidade e que terá de enfrentar alguém tão perigoso quanto eles é uma premissa clássica do gênero. A ideia de transportar a trama para a explosiva Irlanda do Norte dos anos setenta funciona. 

O veterano Liam Neeson repete pela enésima vez o o contraditório anti-herói violento e ao mesmo tempo de bom coração.

sexta-feira, 26 de abril de 2024

Filmes Antigos Produzidos para TV

 


Férias de Amor (Picnic, EUA, 2000) – Nota 5,5
Direção – Ivan Passer
Elenco – Josh Brolin, Gretchen Mol, Chad Morgan, Jay O. Sanders, Bonnie Bedelia, Mary Steenburgen, Ben Caswell.

Madge (Gretchn Mol) é uma jovem de uma pequena cidade que é pressionada para se relacionar com o filho do homem mais rico da região. Tudo fica muito mais complicado quando um desconhecido (Josh Brolin) chega à cidade, despertando o interesse em Madge. 

Esta produção para tv é um refilmagem do clássico de 1955 que tenta criar uma narrativa um pouco mais forte sem grande sucesso. As limitações das produções para a tv da época resultam em uma obra descartável, principalmente para quem assistiu ao original.

Falando Francamente (Straight Talk, EUA, 1992) – Nota 5,5
Direção – Barnet Kellman
Elenco – Dolly Parton, James Woods, Griffin Dunne, Philip Bosco, Michael Madsen, Teri Hatcher, John Sayles.

Shirlee (Dolly Parton) sai de uma cidade pequena para viver em Chicago. Uma confusão a leva se tornar apresentadora de um programa de rádio em que dá conselhos aos ouvintes. Conforme sua fama cresce, um repórter (James Woods) começa a desconfiar da situação. 

Filmes sobre radialistas polêmicos são interessantes, como por exemplo “Bom Dia Vietnã” e “Talk Radio – Verdades que Matam”, porém este perde pontos pela atuação da histriônica Dolly Parton e da história repleta de clichês das comédias de erros. Nem o ótimo James Woods consegue salvar o filme.

Eu Aceito, Eles Não (I Do, They Don’t, EUA, 2005) – Nota 5
Direção – Steven Robman
Elenco – Josie Bissett, Rob Estes, Lyndsy Fonseca, Martha MacIsaac.

Jim (Rob Estes) e Carrie (Josie Bissett) se conhecem em Las Vegas, ficam bêbados e terminam casados. Ao voltar para a vida normal, eles precisam contar para seus filhos dos casamento anteriores que agora serão uma nova família. 

Esta produção para tv foca nos pequenos conflitos que surgem como consequência de colocar crianças a adolescentes que não se conhecem na mesma casa, além é claro dos problemas comuns do relacionamento de um casal. 

O filme tentava aproveitar a fama na tv de Rob Estes, astro da série “Silk Stalkings” e Josie Bissett conhecida por seu papel na original “Melrose Place”.

Vivendo um Conto de Fadas (If the Shoe Fits, EUA / França, 1990) – Nota 5
Direção – Tom Clegg
Elenco – Rob Lowe, Jennifer Grey, Andrea Ferreol, Elizabeth Vitali.

Kelly (Jennifer Grey) é uma assistente em desfiles de moda em que ajuda a vestir as modelos. O sonho dela é conhecer o famoso estilista Francesco Salvitore (Rob Lowe), algo que se realiza quando uma fada madrinha (Andrea Ferreol) aparece em seu caminho. 

Esta comédia sem graça é basicamente uma versão moderna do clássico “Cinderela”. É uma história de amor que jamais decola e que desperdiça os então famosos Rob Lowe e Jennifer Grey

Grace Quigley: Um Jogo de Vida e Morte (Grace Quigley, EUA, 1984) – Nota 5
Direção – Anthony Harvey
Elenco – Katharine Hepburn, Nick Nolte, Elizabeth Wilsonm Chip Zien. 

Grace Quigley (Katherine Hepburn) é uma senhora que vive sozinha em Nova York. Ao testemunhar um assassinato, ela passa a chantagear o criminoso (Nick Nolte). Ela deseja que o sujeito mate duas pessoas que ela não gosta e depois assassine ela mesma. 

Esta comédia de humor negro é lembrada pela inusitada trama e pela atuação da então veteraníssima estrela Katharine Hepburn. O filme mesmo não tem emoção e nem faz rir

Cara & Coroas (My First Love, EUA, 1988) – Nota 5,5
Direção – Gilbert Cates
Elenco – Beatrice Arthur, Richard Kiley, Joan Van Ark, Anne Francis

Jean (Beatrice Arthur) é uma viúva que decide procurar seu antigo amor do colégio (Richard Kiley), mas descobre que ele tem uma relacionamento com uma jovem (Joan Van Ark). 

Esta comédia romântica produzida para a tv explora o tema do amor na terceira idade de forma uma sóbria, porém também sem grande emoção. Vale pelo talento de Beatrice Arthur, atriz famosa pela série “The Golden Girls”, que por aqui foi batizada como “As Super Gatas”.

quinta-feira, 25 de abril de 2024

Fim de Caso

 


Fim de Caso (The End of the Affair, Inglaterra / EUA, 1999) – Nota 6
Direção – Neil Jordan
Elenco – Ralph Fiennes, Julianne Moore, Stephen Rea, Ian Hart, Sam Bould, Jason Isaacs.

Algum tempo após o final da Segunda Guerra Mundial, o escritor Bendrix (Ralph Fiennes) encontra por acaso seu amigo Henry (Stephen Rea), que acredita que sua esposa Sarah (Julianne Moore) tem um amante. A situação é mais complicada, porque durante a guerra Bendrix e Sarah foram amantes também. Enciumado, o escritor contrata um detetive (Ian Hart) para investigar se Sarah está tendo um novo caso. 

Baseado em um romance de Graham Greene, apesar da produção da caprichada e do ótimo elenco, a história é totalmente previsível e a narrativa lenta. A trilha sonora também é over, passando do ponto em alguns momentos. Destaque para as sequências ousadas do casal e a participação do garoto Sam Bould como o filho do investigador que ajuda o pai em seu trabalho.

quarta-feira, 24 de abril de 2024

Dentro

 


Dentro (Inside, Grécia / Alemanha / Bélgica, 2023) – Nota 6
Direção – Vasilis Katsoupis
Elenco – Willem Dafoe, Gene Bervoets, Eliza Stuyck.

Um ladrão (Willem Dafoe) invade uma cobertura enorme e extremamente luxuosa em Manhattan para roubar quadros valiosos. A ação dá errado e o ele fica preso no local que está vazio por conta de uma longa viagem do proprietário. 

Este curioso longa explora uma premissa semelhante aos filmes sobre sobrevivência, porém mudando as locações de uma selva, mar ou ilha deserta para um apartamento que parece uma mansão high tech.

O protagonista passa pelas mesmas fases de quem percebe que se meteu em uma armadilha. Ele busca saídas, cria situações bizarras e aos poucos vai perdendo o senso da realidade. O filme perde pontos por ser mais longo que o necessário e irregular, algo comum neste tipo de contexto. 

Vale citar uma interessante sequência em flashback que explica um pouco mais sobre o protagonista e o porquê da tentativa de roubo.

terça-feira, 23 de abril de 2024

O Astronauta (2 Filmes)

 


O Astronauta (Spaceman, EUA / República Tcheca, 2024) – Nota 5
Direção – Johan Renck
Elenco – Adam Sandler, Carey Mulligan, Paul Dano, Kunal Nayyar, Isabella Rossellini, Lena Olin.

Jakub (Adam Sandler) é o primeiro astronauta da República Tcheca. Após seis meses no espaço, ele está prestes a retornar à Terra, porém a falta de contato com a esposa (Carey Mulligan) e os traumas que carrega da infância e adolescência se materializam em algo incomum que poderá colocar até mesmo sua vida em risco. 

Esta mistura de ficção e drama tem uma produção caprichada e uma narrativa extremamente arrastada. Muitos críticos destacam as discussões filosóficas sobre solidão, família e relacionamento, além dos vários simbolismos, alguns bizarros como a criatura com sua forma de falar e seu nome, porém tudo isso se perde em uma narrativa desconexa e chata. 

Adam Sandler entrega uma boa atuação, porém é pouco para segurar o espectador. É uma pena, o diretor sueco Johan Renck, responsável pela sensacional minissérie “Chernobyl”, aqui dá uma enorme bola fora na carreira.

O Astronauta (L'Astronaute, França, 2022) – Nota 6,5
Direção – Nicolas Giraud
Elenco – Nicolas Giraud, Mathieu Kassovitz, Helene Vincent, Bruno Lochet, Ayumi Roux, Hippolyte Girardot, Jean Henri Compere, Jeremie Renier, Anne Charrier.

Jim Desforges (Nicolas Giraud) trabalha na agência espacial francesa como engenheiro, porém esconde um projeto secreto da construção de um foguete na fazenda de sua família. Tendo sido rejeitado como astronauta anos atrás, Jim decidiu chegar ao espaço a qualquer custo, tendo ajuda apenas de poucas pessoas ao seu redor. 

Este drama com pitadas de ficção escrito, dirigido e protagonizado por Nicolas Giraud, é basicamente uma história sobre a busca pela realização de um sonho. O protagonista enfrenta a descrença do seu pai, o risco de perder o emprego e o medo de sua avó em perder o neto sem fraquejar em momento algum. Por mais que o sonho seja uma loucura, o simbolismo da saga pelo objetivo é forte e passa a mensagem de que o aparente impossível muitas vezes pode ser possível.

segunda-feira, 22 de abril de 2024

Maratona Final ou Condenado à Vitória

 


Maratona Final ou Condenada à Vitória (The Jericho Mile, EUA, 1979) – Nota 7
Direção – Michael Mann
Elenco – Peter Strauss, Richard Lawson, Roger E. Mosley, Brian Dennehy, Geoffrey Lewis, Billy Green Bush, Ed Lauter, Beverly Todd, William Prince.

Na prisão de Folsom na Califórnia, Rain (Peter Strauss) é um condenado que utiliza seu tempo livre para correr. Percebendo o talento e a rapidez do sujeito, os administradores da penitenciária contratam um treinador para ajudá-lo a disputar corridas oficiais. Enquanto isso, Rain precisa conviver com criminosos perigosos que se dividem em grupos étnicos. 

Este competente drama produzido para a tv é um dos vários bons filmes dirigidos por Michael Mann antes de ficar famoso. Ao mesmo tempo em que o roteiro explora os clichês dos filmes sobre prisão, ele mostra que alguns presos podem mudar o rumo de sua vida se encontrarem um propósito verdadeiro. Destaque para a atuação atormentada e obcecada de Peter Strauss.

domingo, 21 de abril de 2024

O Segredo do Lago Mungo

 


O Segredo do Lago Mungo (Lake Mungo, Austrália, 2008) – Nota 6,5
Direção – Joel Anderson
Elenco – David Pledger, Rosie Trainor, Martin Sharpe, Talia Zucker.

Uma família enfrenta a tragédia da morte da filha por afogamento durante um passeio. Pouco tempo depois, fatos inexplicáveis começam a ocorrer na casa em que eles moram, o que os leva a acreditar que o espírito da garota está tentando fazer contato. 

Este falso documentário entrega algumas reviravoltas interessantes e sequências que assustam não pelo terror explicito, mas pelo contexto do que é mostrado. Se a pessoa assistir sem saber nada, pode acreditar que seja um documentário real. 

Entre os tantos filmes do gênero que foram produzidos desde “A Bruxa de Blair”, este se destaca pelo clima e por prender a atenção do espectador.

sábado, 20 de abril de 2024

Romeo Akbar Walter

 


Romeo Akbar Walter (Romeo Akbar Walter, Índia, 2019) – Nota 6
Direção – Robbie Grewal
Elenco – John Abraham, Mouni Roy, Jackie Shroff, Sikandar Kher, Raghudir Yadav, Suchitra Krishnamoorthi.

Durante o conflito entre a Índia e o Paquistão em 1971, o serviço secreto indiano recruta o jovem Romeo (John Abraham) para ser espião. Filho de um oficial falecido em serviço, Romeo é enviado ao Paquistão para se aproximar de um traficante de armas que está fornecendo munição ao governo paquistanês. 

Com uma ótima produção e uma trama bastante complexa, este thriller indiano tinha tudo para render um grande filme, porém o diretor errou em algumas escolhas. O roteiro perde tempo com a relação do protagonista como uma namorada e também com sua mãe, além de não entregar praticamente nada de ação, com exceção da sequência do interrogatório. 

É uma pena, por mais que a trama seja interessante, o resultado ficou frio e até monótono em alguns momentos.

sexta-feira, 19 de abril de 2024

Uma Virada do Destino, Garota da Vitrine & Um Dia de Louco

 


Uma Virada do Destino (A Simple Twist of Fate, EUA, 1994) – Nota 7
Direção – Gillies MacKinnon
Elenco – Steve Martin, Gabriel Byrne, Catherine O’Hara, Stephen Baldwin, Laura Linney, Alana Austin

Michael (Steve Martin) é um sujeiro solitário e mal humorado que tem sua vida virada de ponta cabeça quando alguém deixa uma bebê na varanda de sua casa. Ele termina adotando a criança, sem saber porque ela foi deixada em sua porta. 

Este sensível drama toca na questão de como a paternidade, mesmo sendo uma adoção, pode mudar a forma que uma pessoa encara o mundo. Este filme foi umas poucas tentativas do astro da comédia Steve Martin em se aventurar no drama.

Garota da Vitrine (Shopgirl, EUA, 2005) – Nota 6,5
Direção – Anand Tucker
Elenco – Steve Martin, Claire Danes, Jason Schwartzman, Bridgette Wilson Sampras, Sam Bottoms, Francis Conroy, Rebecca Pidgeon, Clyde Kusatsu.
 
Mirabelle (Claire Danes) é um jovem que trabalha como vendedora em uma loja em Manhattan. Ray (Steve Martin) é um empresário bem sucedido e egoísta que se sente atraído pela garota. Jeremy (Jason Schwartzman) é um jovem sem rumo na vida que também deseja se aproximar de Mirabelle. 

Este curioso longa é muito mais um drama sobre relacionamentos com algumas situações constrangedoras do que uma comédia. O triângulo amoroso entre personagens com vidas bem diferentes entre si é explorado de uma forma sóbria a até fria em vários momentos. 

O ponto principal fica na indecisão da protagonista entre o jovem sem rumo ou homem mais velho, rico, porém frio e que não deseja se comprometer. Como informação, a história é baseada em um roteiro escrito pelo ator Steve Martin, que interpreta aqui um papel bem diferente da maioria dos sujeitos atrapalhados que viveu por quase toda a carreira.

Um Dia de Louco (Mixed Nuts, EUA, 1994) – Nota 5,5
Direção – Nora Ephron
Elenco – Steve Martin, Madeline Kahn, Anthony LaPaglia, Juliette Lewis, Rob Reiner, Rita Wilson, Adam Sandler, Robert Klein, Liev Schreiber, Parker Posey, Garry Shandling, Steven Wright, Brian Markinson.

Na véspera de Natal, Philip (Steve Martin) precisa resolver uma série de problemas no escritório em que administra um serviço telefônico de apoio a pessoas que precisam de ajuda. Entre os vários problemas estão os funcionários complicados e as pessoas desesperadas que procuram o serviço. 

Esta estranha comédia escrita e dirigida por Nora Ephron tinha o objetivo de fazer graça com situações incomuns e personagens caricatos, o que não funcionou. O elenco cheio de nomes conhecidos não consegue ajudar, tendo como maior destaque o sempre ótimo Steve Martin.

quinta-feira, 18 de abril de 2024

Legião do Mal

 


Legião do Mal (La Horde, França, 2009) – Nota 7
Direção – Yannick Dahan & Benjamin Rocher
Elenco – Jean Pierre Martins, Eriq Ebouaney, Claude Perron, Doudou Masta, Jo Prestia, Antoine Oppenheim, Aurelien Recoing.

Para vingar a morte de um colega, quatro policiais invadem um prédio decadente na periferia de Paris em busca de uma quadrilha. Ao mesmo tempo em que eles iniciam um conflito, explode na cidade um apocalipse zumbi. Policiais e criminosos precisarão se unir para lutar pela sobrevivência. 

Esta produção francesa de baixo orçamento vai direto ao ponto, começando com o tiroteio entre os inimigos e seguindo com sequências extremamente violentas entre humanos e zumbis. 

A curiosidade é que este longa foi produzido um ano antes do lançamento de “The Walking Dead”, ou seja, não foi uma tentativa de lucrar no rastro do sucesso da série. 

As sequências de violência lembram mais o anterior “Extermínio” e os filmes de George A. Romero, com sua ambientação suja e personagens marginais. 

O final é típico dos filmes B, fugindo do lugar comum.

quarta-feira, 17 de abril de 2024

Jornada para o Inferno

 


Jornada para o Inferno (Butcher’s Crossing, EUA, 2022) – Nota 6
Direção – Gabe Polsky
Elenco – Nicolas Cage, Fred Hechinger, Jeremy Bobb, Xander Berkeley, Paul Raci.

Kansas, 1854. O jovem Will (Fred Hechinger) abandonou os estudos em Harvard para conhecer o oeste selvagem. Ele se junta a Miller (Nicolas Cage) e outros dois sujeitos (Jeremy Bobb e Xander Berkeley) para uma caçada de búfalos que tem previsão de demorar algumas semanas. Conforme o tempo passa, cresce a obsessão de Miller em matar búfalos para vender as peles, o que leva o grupo a enfrentar uma interminável jornada. 

Este curioso longa é muito mais um drama sobre obsessão e sobrevivência do que um western. São diversas sequências de búfalos sendo dissecados, de discussões entre os personagens e uma bela fotografia das paisagens naturais do Colorado em todas as estações. 

O filme perde pontos pela narrativa irregular que resulta em algumas sequências cansativas e na falta de emoção ou aventura, mesmo com alguma violência e um final com uma certa surpresa. Destaque para mais uma interpretação perturbada de Nicolas Cage.

terça-feira, 16 de abril de 2024

The Mountain

 


The Mountain (Dag, Turquia, 2012) – Nota 7
Direção – Alper Caglar
Elenco – Caglar Ertugrul, Ufuk Bayraktar, Firat Dogruloglu, Mesut Akusta, Gozde Mutluer, Cengiz Coskun.

Quatro soldados do exército turco ficam cercados por rebeldes em uma montanha gelada, local para onde seguiram com o objetivo de consertar uma antena. Enquanto esperam o resgate, eles lutam para sobreviver ao ataque dos inimigos. 

Este interessante longa turco divide a narrativa entre a tensão do conflito na montanha, com flashbacks que mostram a vida de dois soldados de origens distintas antes de entrarem para o exército. Este desenvolvimento dos personagens cria uma narrativa em que o fator humano se mostra tão importante na trama quanto a luta contra os inimigos. As sequências de tensão são bem construídas e também violentas, aproveitando as locações na bela montanha gelada.

segunda-feira, 15 de abril de 2024

Implacável & Capturado

 


Implacável (Avengement, Inglaterra, 2019) – Nota 7,5
Direção – Jesse V. Johnson
Elenco – Scott Adkins, Craig Fairbrass, Thomas Turgoose, Nick Moran, Kierston Wareing, Mark Strange.

O prisioneiro Cain (Scott Adkins) escapa ao ser liberado para visitar a mãe no hospital, que morre antes dele chegar ao local. O objetivo de Cain é se vingar de seu irmão (Craig Faibrass) e de seus capangas que ele considera os responsáveis por sua prisão. 

Este é o sexto trabalho em parceria entre o diretor Jesse V. Johnson e o astro de filmes B de ação Scott Adkins e por curiosidade também o mais violento. A narrativa intercala as sequências da vingança no bar, com violentíssimas brigas em flashback mostrando a vida do protagonista na cadeia, onde ele estava jurado de morte. 

A história não tem surpresas, tendo como ponto principal a porradaria ininterrupta. Se tivesse nascido dez anos antes, o inglês Scott Adkins teria sido astro do primeiro escalão do cinema de ação.

Capturado (Seized, EUA, 2020) – Nota 5,5
Direção – Isaac Florentine
Elenco – Scott Adkins, Mario Van Peebles, Steven Elder, Karlee Leiliani Perez, James P. Bennett, Mauricio Mendoza, Matthew Garbacz.

Nero (Scott Adkins) é um ex-agente de operações especiais que vive no México com nova identidade. Quando seu filho adolescente é sequestrado por um chefão do crime (Mario Van Peebeles), Nero é obrigado a destruir dois cartéis de traficantes rivais do criminoso para salvar o garoto. 

Por mais que o longa tenha algumas boas sequências de lutas e outras de tiroteios, a trama e os vilões são fracos. Nem mesmo Mario Van Peebles consegue se destacar. Ele cria o clássico vilão sarcástico, mas que tem um final bem diferente do que ocorre normalmente neste tipo de filme. A sessão vale apenas para quem curte os filmes de Scott Adkins.

domingo, 14 de abril de 2024

50 Para 1

 


50 Para 1 (50 to 1, EUA, 2014) – Nota 6,5
Direção – Jim Wilson
Elenco – Skeet Ulrich, Christian Kane, William Devane, Madelyn Deutch, Todd Lowe, David Atkinson, Calvin Borel.

Em 2009, o fracassado treinador de cavalos Chip Wolley (Skeet Ulrich) reencontra o amigo Mark Allen (Christian Kane) que é dono de vários cavalos de corrida. Chip é contratado por Mark e termina indicando a compra de um cavalo chamado “Mine That Bird”. O destino os leva a disputar o famoso Derby de Kentucky. 

Este agradável longa é baseado em uma inusitada história real. Por mais que o filme seja previsível, mesmo para quem não conhece a história real, a narrativa agradável, as pitadas de comédia e os divertidos diálogos resultam numa descompromissada sessão da tarde. 

O filme tem duas curiosidades. O importante papel do veteraníssimo William Devane, que ainda está na ativa e a direção de Jim Wilson. Hoje praticamente um desconhecido, por muitos anos Jim Wilson foi um produtor parceiro do astro Kevin Costner, com quem ganhou o Oscar de Melhor Filme por “Dança com Lobos”.

sábado, 13 de abril de 2024

Zona de Risco

 


Zona de Risco (Land of Bad, EUA, 2024) – Nota 7
Direção – William Eubank
Elenco – Liam Hemsworth, Russell Crowe, Luke Hemsworth, Milo Ventimiglia, Ricky Whittle, Chika Ikogwe, Daniel McPherson.

Uma equipe de operações especiais é enviada para as florestas das Filipinas com o objetivo de resgatar um agente da CIA que foi capturado por um grupo terrorista. A complicada missão é monitorada por oficiais que comandam drones, porém várias surpresas desagradáveis colocarão a vida dos soldados em risco. 

Este competente filme de ação explora ao mesmo tempo o estilo clássico do gênero com sequências pesadas de tiroteios, brigas, mortes e tortura, com as guerras atuais em que a tecnologia transforma locais a quilômetros de distância em alvos a serem atacados com precisão e rapidez. 

Outro acerto é o desenvolvimento da dupla principal. Liam Hemsworth interpreta o soldado inexperiente que é obrigado a ativar seu lado selvagem para sobreviver, enquanto Russell Crowe entrega um oficial veterano, cínico e detalhista que mesmo a distância faz tudo para tentar salvar os companheiros que ele conhece somente pelos apelidos de guerra. 

Para quem gosta de filmes de ação que vão direto ao ponto, sem perder tempo com temas paralelos, este longa é uma boa opção.

sexta-feira, 12 de abril de 2024

O Primeiro Dia da Minha Vida

 


O Primeiro Dia da Minha Vida (Il Primo Giorno Della Mia Vita, Itália, 2023) – Nota 7
Direção – Paolo Genovese
Elenco – Toni Servillo, Valerio Mastandrea, Margherita Buy, Sara Serraiocco, Gabriele Cristini, Vittoria Puccini.

Em uma noite chuvosa, um desconhecido (Toni Servillo) consegue reunir quatro pessoas que estão prestes a cometer suicídio. Ele passará uma semana com estas pessoas, mostrando a elas como seria o mundo de seus amigos e familiares após sua morte e também tentando fazer com que eles encarem a vida de uma outra forma. 

Essa interessante mistura de drama e fantasia explora o tema pesado do suicídio de uma forma sóbria e até leve em alguns momentos. Uma pitada da premissa busca uma longínqua inspiração no clássico “A Felicidade Não Se Compra”, porém de uma forma mais dolorosa e com bem menos emoção. 

Todo o elenco está bem, com cada um deles desenvolvendo personagens fortes, inclusive o garoto Gabriele Cristiani que encara muito bem os colegas mais famosos. É sempre bom ver o ótimo Toni Servillo, ator que ficou famoso já com mais de quarenta anos de idade ao protagonizar vários filmes do diretor Paolo Sorrentino.

quinta-feira, 11 de abril de 2024

Laranja Mecânica & Se...

 


Laranja Mecânica (A Clockwork Orange, EUA / Inglaterra, 1971) – Nota 7
Direção – Stanley Kubrick
Elenco – Malcolm McDowell, Patrick Magee, Michael Bates, Adrienne Corri, Warren Clarke, John Clive.

Em um futuro distópico, Alex (Malcolm McDowell) é o líder de uma gangue que comete atrocidades de todos os tipos. Ao ser preso, ele aceita participar de um experimento visando diminuir sua violência, porém as consequências são tão complicadas quanto sua personalidade. 

Considerado por muitos como uma obra-prima, eu vejo este longa como uma viagem maluca que tenta justificar um mundo violento em que vivemos através da própria violência e dos absurdos que encaramos no dia a dia. 

Mesmo com diferença grande no visual e no estilo da narrativa, a ideia de Kubrick até certo ponto foi “atualizada” em Assassinos por Natureza” de Oliver Stone em 1994. São filmes que visam criticar a sociedade atirando para todos os lados de uma forma surreal.

Se... (If..., Inglaterra, 1968) – Nota 6,5
Direção – Lindsay Anderson
Elenco – Malcolm McDowell, David Wood, Richard Warwick, Christine Noonan.

Em um colégio interno para garotos, o jovem Mick (Malcolm McDowell) lidera alguns alunos em uma revolta contras as regras rígidas do local e contra os veteranos que agem como uma elite apoiada pela direção. 

Este longa sobre revolta adolescente contra o sistema é claramente inspirado nos movimentos estudantis da época e nos protestos contra a hierarquia, como uma espécie de versão britânica da contracultura. Os conflitos entre os alunos hoje são clichês e a revolta final é violenta e surreal.

quarta-feira, 10 de abril de 2024

Deep Dark Canyon

 


Deep Dark Canyon (Deep Dark Canyon, EUA, 2013) – Nota 6,5
Direção – Abe Levy & Silver Tree
Elenco – Spencer Treat Clark, Nick Eversman, Ted Levine, Martin Starr, Michael Bowen, Matthew Lillard, Justine Bateman, Abraham Benrubi, Valentina de Angelis.

Dois irmãos (Spencer Treat Clark e Nick Eversman) matam em um acidente de caça o prefeito da pequena cidade em que vivem. Enquanto o pai dos garotos é o xerife (Ted Levine), a família do prefeito é enorme e domina a cidade. A tragédia dá um início a uma violenta caçada.

O roteiro deste interessante e desconhecido filme explora a questão dos conflitos que afloram em pequenas cidades americanas, onde a convivência de pessoas brutas esperam somente uma fagulha para transformar suas frustrações em violência. 

O filme tem sequências de perseguição bem filmadas aproveitando as locações na floresta ao redor da cidade. A tensão crescente leva a um final que foge do lugar comum.

terça-feira, 9 de abril de 2024

Freelance

 


Freelance (Freelance, EUA / Inglaterra, 2023) – Nota 6
Direção – Pierre Morel
Elenco – John Cena. Alison Brie, Juan Pablo Raba, Christian Slater, Alice Eve, Marton Csokas.

Mason (John Cena) é um ex-agente de operações especiais que após sofrer um acidente voltou a trabalhar como advogado. Precisando de dinheiro e de adrenalina na vida, ele aceita o convite de um antigo companheiro (Christian Slater) para fazer a segurança de uma jornalista (Alison Brie) que entrevistará um ditador da América Latina (Juan Pablo Raba). Quando explode um golpe de Estado, Mason terá de proteger a repórter. 

O diretor francês Pierre Morel é especialista em filmes de ação, normalmente com tramas sérias. Aqui a ação divide espaço com pitadas de comédia em um roteiro absurdo, repleto de furos e ideias políticas bizarras. 

Para se divertir, o espectador precisa deixar de lado os absurdos, focar nas sequências de ação e na engraçada atuação de Juan Pablo Raba como o ditador.

segunda-feira, 8 de abril de 2024

Aconteceu em Los Angeles

 


Aconteceu em Los Angeles (L.A. Takedown, EUA, 1989) – Nota 6,5
Direção – Michael Mann
Elenco – Scott Plank, Alex McArthur, Michael Rooker, Ely Pouget, Vincent Guastaferro, Richard Chaves. Victor Rivers, Laura Harrington, Daniel Baldwin, Clarence Gilyard Jr., R.D. Call, Peter Dobson, John Santucci, Xander Berkeley, Juan Fernandez, Sam J. Jones, Cary Hiroyuki Tagawa.

Uma quadrilha comete um violento assalto a um carro-forte que termina com três seguranças mortos. O esquadrão de investigação de homicídios entra em ação na busca pelos criminosos. 

Este curioso longa é uma versão para a tv da mesma história do hoje clássico “Fogo Contra Fogo”, escrito e dirigido pelo mesmo Michael Mann. 

O filme segue o estilo de seu trabalho anterior também produzido para a tv chamado “Caçador de Assassinos”, que pela primeira vez levou o personagem do psicopata Hannibal Lecter para as telas. 

A narrativa é permeada por rocks da época, com algumas competentes sequências de tiroteios e outras com casais que claramente lembram os videoclipes da época. 

No elenco recheado de rostos conhecidos de filmes B dos anos oitenta e noventa, o destaque fica para o confronto entre o chefe da quadrilha vivido por Alex McArthur e o líder dos investigadores de Scott Plank, com direito inclusive a sequência da discussão no café semelhante a clássica cena entre Al Pacino e Robert DeNiro em “Fogo Contra Fogo”.

domingo, 7 de abril de 2024

A Nova Vida de Toby

 


A Nova Vida de Toby (Fleishman Is in Trouble, EUA, 2022) – Nota 8
Direção – Shari Springer Bergman & Robert Pulcini, Jonathan Dayton, Valerie Faris & Alice Wu
Elenco – Jesse Eisenberg, Claire Danes, Lizzy Caplan, Adam Brody, Josh Radnor, Christian Slater, Meara Mahoney Gross, Maxim Swinton, Josh Stamberg, Frances Li, Michael Gaston.

Aos quarenta e um anos de idade, o médico Toby (Jesse Eisenberg) se divorciou de Rachel (Claire Danes) após quinze anos de casamento. Tentando aproveitar a nova vida de solteiro, Toby reata o contato com Libby (Lizzy Caplan) e Seth (Adam Brody), seus amigos de juventude de quem ele se afastou após casar. Tudo volta a ficar ainda mais confuso quando Rachel desaparece deixando o casal de filhos pré-adolescentes com ele. 

Esta minissérie em oito episódios detalha os vários lados e problemas nos relacionamentos, seja de casal ou amigos, foca nas frustrações da meia-idade e na saudade da juventude, de uma vida que jamais voltará. 

A trama é narrada pela personagem de Lizzy Caplan, que na teoria tem uma vida perfeita com marido e filhos, mas que se sente vazia após abandonar o emprego e não conseguir colocar no papel o projeto de seu livro. Ela detalha os problemas de Toby e Rachel através das duas versões, que são semelhantes, porém que afetam cada um deles de uma maneira diferente. 

Mesmo com algumas escorregadas ideológicas, a minissérie é extremamente sensível ao focar nas dores psicológicas do ser humano e nos problemas do dia a dia.

sábado, 6 de abril de 2024

Feriado Sangrento

 


Feriado Sangrento (Thanksgiving, EUA / Canadá / Austrália, 2023) – Nota 6,5
Direção – Eli Roth
Elenco – Patrick Dempsey, Nell Verlaque, Jalen Thomas Brooks, Ty Olsson, Gina Gershon, Rick Hoffman, Katherine Trowell, Tomaso Sanelli.

Na cidade histórica de Plymouth, uma tragédia em uma loja de departamentos durante a Black Friday termina com alguns mortos e vários feridos. Um ano depois na mesma data, um psicopata vestido de peregrino começa a assassinar de forma cruel os envolvidos no tumulto. 

O diretor Eli Roth, especialista em gore, recicla a clássica premissa da vingança semelhante a filmes como os das franquias “Pânico” e “Sexta-Feira 13”, porém inserindo sangue de forma mais explícita. 

A ideia de utilizar as promoções de Black Friday como estopim é uma crítica ao desespero para consumir que toma conta de muitas pessoas na época. Lógico que tudo isso é explorado com os exageros dos filmes de terror. 

É um longa que funciona para quem procura terror sangrento, como diz o título nacional.

sexta-feira, 5 de abril de 2024

Filha do Prisioneiro

 


Filha do Prisioneiro (Prisoner’s Daughter, EUA, 2022) – Nota 7
Direção – Catherine Hardwicke
Elenco – Brian Cox, Kate Beckinsale, Christopher Convery, Tyson Ritter.

Max (Brian Cox) está preso e descobre sofrer de um câncer terminal. O diretor do presídio oferece a opção de Max terminar seus dias em casa, desde que sua filha Maxine (Kate Beckinsale) o aceite. Vivendo sozinha com o filho adolescente Ezra (Christopher Convery) e precisando de dinheiro, ela aceita a proposta, que também será a chance de superar as desavenças do passado. 

Este drama sobre conflitos familiares e busca por redenção ganha pontos pela interpretação do sempre competente Brian Cox e pelo final em que uma decisão incomum vem à tona. Os diálogos entre Cox, Kate Beckinsale e o garoto Christopher Convery são racionais e também emotivos na medida certa. É um filme pequeno que resulta em um bom drama.

quinta-feira, 4 de abril de 2024

Better Luck Tomorrow

 


Better Luck Tomorrow (Better Luck Tomorrow, EUA, 2002) – Nota 7,5
Direção – Justin Lin
Elenco – Parry Shen, Jason Tobin, Sung Kang, Roger Fun, Karin Anna Cheung, John Cho.

Ben (Parry Shen) é um jovem estudante de origem asiática muito inteligente que se prepara para entrar na universidade. Enquanto isso, ele se une a três amigos que praticam pequenos crimes e que ganham fama dentro do colégio. Em paralelo, Ben tem atração por uma amiga (Karin Anna Cheung), que namora um rapaz mais velho e rico (John Cho). 

Hoje famoso pelos vários filmes que comandou da franquia “Velozes e Furiosos”, na época o diretor Justin Lin era um novato que entregou uma obra bastante interessante. O roteiro desenvolve uma história sobre quando os exageros da juventude atravessam um limite perigoso, misturando isso com os conflitos desta época de vida. 

O diretor já mostrava aqui seu estilo de narrativa com sequências com cortes rápidos, música agitada e ângulos inusitados de câmera. É um filme que merece ser redescoberto.

quarta-feira, 3 de abril de 2024

American Star

 


American Star (American Star, EUA, 2024) – Nota 7
Direção – Gonzalo Lopez Gallego
Elenco – Ian McShane, Nora Arnezeder, Adam Nagaitis, Fanny Ardant, Thomas Kretschmann, Andrés Gertrudix, Oscar Coleman.

Um veterano assassino profissional (Ian McShane) chega a uma cidade litorânea nas Ilhas Canárias na Espanha para um serviço. Como seu alvo chegará no local somente depois de alguns dias, ele decide esperar e termina conhecendo a jovem Gloria (Nora Arnezeder), com quem cria um inusitado laço de amizade, sem contar a verdade sobre sua vida. 

Alguns pequenos filmes se mostram muito melhores do que parecem na sinopse ou em um primeiro olhar. É o caso deste longa que mesmo focando na violência, tem um roteiro que coloca os personagens acima da história. 

Conforme o espectador vai conhecendo o protagonista, fica claro que por trás do assassino existe um sujeito solitário que carrega um enorme peso. Seu interior se abre ao conhecer a jovem e também na amizade com um garotinho (Oscar Coleman) que está hospedado com os pais ausentes no mesmo hotel que ele. 

É um filme sobre crimes, assassinatos e também sobre solidão e carência.

terça-feira, 2 de abril de 2024

The Featherweight

 


The Featherweight (The Featherweight, EUA, 2023) – Nota 6
Direção – Robert Kolodny
Elenco – James Madio, Ruby Wolf, Keir Gilchrist, Stephen Lang, Ron Livingston, Lawrence Gilliard Jr., Shari Albert.

Em 1964, aos quarenta e dois anos de idade, o ex-campeão mundial dos pesos-penas Willie Pep (James Madio), considerado uma lenda do boxe, deseja voltar aos ringues mesmo com as opiniões contrárias de seu treinador e seu empresário. 

Este longa que cobre um curto período na vida do pugilista, foi filmado em estilo de documentário. Muitas sequências com câmera na mão, cores desbotadas e até cenas reais de arquivo. 

O roteiro tem alguns pontos interessantes, como sua relação com a esposa (Ruby Wolf) que era mais jovem, com seu filho (Keir Gilchrist) e com um rival que seu tornou seu amigo (Lawrence Gilliard Jr.) e que sofria com problemas neurológicos causados pelas pancadas que tomou na cabeça durante a carreira. 

A narrativa é correta, mas não chega a empolgar em momento algum e as sequências de drama também são poucas. É uma história parecida com outras de boxeadores, porém com resultado no máximo razoável.

segunda-feira, 1 de abril de 2024

Loop Track

 


Loop Track (Loop Track, Nova Zelândia, 2023) – Nota 7
Direção – Thomas Sainsbury
Elenco – Thomas Sainsbury, Hayden J. Weal, Tawanda Manyimo, Kate Simmonds, Noa Campbell, Bianca Seinafo.

Um sujeito angustiado e inseguro (Thomas Sainsbury) estaciona seu carro na entrada de uma trilha em meio a uma floresta na Nova Zelândia. Ele adentra a floresta, segue a trilha e tenta se esconder de outros mochileiros, o que acaba não conseguindo. Enquanto é obrigado a caminhar com desconhecidos, o homem tem a sensação de que está sendo vigiado. 

Esta inusitada produção neozelandesa escrita, dirigida e protagonizada por Thomas Sainsbury é uma interessante surpresa para quem gosta de longas que fogem do lugar comum. O roteiro e a narrativa trabalham com a dúvida durante dois terços da história. 

O que o protagonista esconde, se ele é um assassino ou um maluco com mania de perseguição, se algum outro mochileiro é um psicopata e se existe algo de sobrenatural na floresta. 

A surpresa na parte final é criativa, mesmo não deixando claro algumas respostas. Até mesmo o final deixa uma pequena porta em aberto. Se fosse uma produção americana, a chance de uma sequência seria maior.