Pular para o conteúdo principal

Filmes com Tema Vingança

 


Ajuste de Contas (A Score to Settle, Canadá / EUA, 2019) – Nota 5
Direção – Shawn Ku
Elenco – Nicolas Cage, Benjamin Bratt, Noah Le Gros, Karolina Wydram Mohamed Karim, Ian Tracey.

Após ficar preso por dezenove anos, Frank (Nicolas Cage) ganha a liberdade por sofrer de uma doença sem cura relacionada ao sono. Ao mesmo tempo em que se reaproxima de seu filho (Noah Le Gross), Frank deseja se vingar dos antigos parceiros de crime. 

Pouca coisa se salva em mais um longa ruim protagonizado por Nicolas Cage. Apesar de clichê, a premissa de doença mais vingança poderia render um filme bem melhor. A história é totalmente previsível, com cinco minutos o espectador já descobrirá a surpresa que é revelada na parte final. 

As cenas de violência também são fracas, com destaque mais do que negativo para a vergonhosa sequência de tiroteio em frente ao asilo. Chega a ser inacreditável os vários filmes ruins que Nicolas Cage vem protagonizando na última década.

Justiça Pelas Próprias Mãos (Vengeance: The History of Tony Cimo, EUA, 1986) – Nota 6,5
Direção – Marc Daniels
Elenco – Brad Davis, Roxanne Hart, Brad Dourif, Michael Beach, Wayne Tippet, Frances McDormand, William Conrad.

Um casal dono de uma mercearia é assassinado durante um roubo. O criminoso (Michael Beach) é preso e condenado à morte, porém o sistema judicial da Carolina do Sul oferece várias chances de apelação. Esta situação deixa o filho das vítimas (Brad Davis) revoltado e com sede de vingança. 

Esta produção para tv é baseada em uma história real. O título passa a impressão de ser um filme de ação ou com foco na violência, quando na verdade o ponto principal é o drama, tanto na questão do emaranhado judicial, como no desenvolvimento do ódio no protagonista vivido pelo talentoso e precocemente falecido Brad Davis, que ficou famoso pelo papel no clássico “O Expresso da Meia-Noite”. 

Vingança Tardia (Five Corners, EUA / Inglaterra, 1987) – Nota 6,5
Direção – Tony Bill
Elenco – Jodie Foster, Tim Robbins, Todd Graff, John Turturro, Elizabeth Berridge.

Five Corners, Bronx. Em um dia de 1964, um criminoso psicótico (John Turturro) que foi condenado por agressão e tentativa de estupro ganha a liberdade e volta para o bairro com o objetivo de reencontrar sua vítima (Jodie Foster). Desesperada, a garota procura seu antigo namorado (Tim Robbins) para pedir ajuda. Em meio a esta situação ocorrem tramas paralelas como uma investigação policial referente inusitados ataques com arco e flecha. 

Escrito por John Patrick Shanley, ganhador do Oscar de Roteiro Original por “Feitiço da Lua” que foi produzido no mesmo ano, este longa tem uma ambientação competente e um ótimo elenco. O problema é que a história é estranha, assim como o desenvolvimento das tramas paralelas que parecem um pouco desconexas. O resultado é diferente, razoável e com cara de filme independente.

Inimigo Mortal (Eye of the Tiger, EUA, 1986) – Nota 6
Direção – Richard C. Sarafian
Elenco – Gary Busey, Yaphet Kotto, Seymour Cassel, William Smith, Bert Remsen, Denise Galik, Judith Barsi.

Buck Matthews (Gary Busey) é um veterano do Vietnã que ao voltar para sua cidade natal descobre que o local sofre com as ações de uma gangue de motoqueiros liderada por Blade (William Smith). Quando sua esposa é assassinada e sua filha pequena fica traumatizada, Buck se une a outra veterano do exército (Yaphet Kotto) e parte para buscar justiça com as próprias mãos. 

A premissa clichê da vingança fora da lei é explorada de forma competente pelo diretor Richard C. Sarafian, responsável pelo clássico “Corrida Contra o Destino”. Mesmo canastrão, Gary Busey dá conta do recado como o veterano vingador. As sequências de violência ao estilo anos oitenta também são destaque.

Comentários

Calebe Borges disse…
Irei confiar em sua avaliação, e não assitir ao filme hehe.
Sucesso ;)
Hugo disse…
Calebe - Pode passar longe do filme.

Abraço

Postagens mais visitadas deste blog

Departamento Q (3 Filmes)

Departamento Q: O Guardião das Causas Perdidas (Kvinden I Buret, Dinamarca / Alemanha / Suécia / Noruega, 2013) – Nota 7,5 Direção – Mikkel Norgaard Elenco – Nikolaj Lie Kaas, Fares Fares, Sonja Richter, Mike Boe Folsgaard, Soren Pilmark, Troels Lyby. Uma ação malsucedida da polícia resulta na morte de um informante e dois detetives baleados. Carl Morck (Nikolaj Lie Kass) sobrevive sem sequelas, enquanto seu parceiro (Troels Lyby) termina tetraplégico. Meses depois, ao retornar para o trabalho, Carl é designado para o Departamento Q que fica em uma sala no porão da delegacia. Seu trabalho será analisar e encerrar casos antigos que não foram solucionados. Para ajudá-lo, é enviado o detetive de origem libanesa Assad (Fares Fares). Os dois renegados cruzam com o caso de uma assessora política (Sonja Richter) que foi dada como morta, mas que jamais foi encontrado o corpo. Eles encontram várias falhas na investigação e reabrem o caso contra a vontade do próprio chefe (Soren Pil

Ela

Ela (Her, EUA, 2013) – Nota 8 Direção – Spike Jonze Elenco – Joaquin Phoenix, Amy Adams, Scarlett Johansson, Olivia Wilde, Matt Letscher, Rooney Mara, Chris Pratt. Num futuro próximo, Theodore (Joaquin Phoenix) trabalha em uma empresa escrevendo cartas para pessoas que não tem tempo ou criatividade para escrever mensagens para seus pares ou amigos. Na verdade, Theodore cria o texto e dita para o computador que escreve por ele.  Solitário após ter se separado da namorada (Rooney Mara), Theodore tem dificuldades em lidar com seus sentimentos e se relacionar com as pessoas. Os poucos que se aproximam dele é um colega de trabalho que admira seu talento de escritor (Chris Pratt) e o casal Amy (Amy Adams) e Charles (Matt Letscher), que tenta lhe arrumar uma nova namorada.  A solidão de Theodore começa a diminuir quando ele adquire um novo programa de computador que promete agir como uma pessoa de verdade. Rapidamente ele cria um laço com a voz feminina do programa que se a

Sem Identidade

Sem Identidade (Sin Nombre, México / EUA, 2009) – Nota 8 Direção – Cary Joji Fukunaga Elenco – Edgar Flores, Paulina Gaitan, Kristyan Ferrer, Tenoch Huerta Mejia, Luis Fernando Peña, Diana Garcia. Numa cidade no Estado de Chiapas no México, o jovem Casper (Edgar Flores) pertence a violenta gangue dos “Maras”, que tem como um dos “passatempos” perseguir e assaltar imigrantes ilegais que passam pela região em direção a fronteira com os EUA.  Em Tegucigalpa, capital de Honduras, Sayra (Paulina Gaitan) é convencida pelo tio e pelo pai que ela não via há anos, para atravessar o país até o México e assim entrar clandestinamente nos EUA. O destino faz com que os caminhos dos dois jovens se cruzem.  Dirigido pelo competente Cary Joji Fukunaga, responsável pela ótima série “True Detective” , este é um dos longas mais realistas sobre a imigração ilegal na América Central. Violência, preconceito, exploração e um mínimo de solidariedade são os ingredientes desta verdadeira saga d