segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Corra Que a Polícia Vem Aí! - O Adeus a Leslie Nielsen

Faleceu ontem as oitenta e quatro anos o ator Leslie Nielsen. Conhecido pelos papéis cômicos na série "Corra Que a Policia Vem Aí" e em diversas outras paródias, este canadense começou a carreira nos anos cinquenta e participou do clássico da ficção "O Planeta Proibido" e depois como coadjuventa em filmes como "O Homem com a Lente Mortal" com Sean Connery e "O Destino do Poseidon" com Gene Hackman. No final dos anos setenta seus trabalhas se resumiam a participações em seriados de tv, mas com o grande sucesso da comédia "Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu" sua carreira renasceu, assim como de outros veteranos como Robert Stack, Peter Graves e Lloyd Bridges. Este fênomemo ocorreria novamente com a ficção "Cocoon", que deu sobrevida no cinema a uma legião de veteranos ainda mais idosos como Jessica Tandy, Hume Cronyn e Don Ameche.

Nesta postagem além da citar os filmes da série "Corra Que a Polícia Vem Aí!", eu escrevo sobre o seriado "Esquadrão de Polícia" que foi ao em 1982 e teve apenas seis episódios, mas deu origem aos filmes que fizeram um grande sucesso no cinema.

Esquadrão de Polícia (Police Squad!, EUA, 1982) – Nota 8
Direção – David Zucker, Jim Abrahams & Jerry Zucker – Joe Dante (Dois episódios) – Georg Stanforg Brown – Paul Krasny – Reza Badiyi
Elenco – Leslie Nielsen, Alan North, Lorne Greene, Georg Stanford Brown, Florence Henderson, Robert Goulet, William Shatner, William Conrad, Paul Lupus.

Após o sucesso de “Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu”, o trio ZAZ (Zucker, Abrahams e Zucker) tentou levar seu humor politicamente incorreto para a tv e produziu este seriado que teve apenas seis episódios e foi cancelada, mas acabou sendo o embrião para a trilogia “Corra Que a Polícia Vem Aí!”, que foi dirigida apenas por David Zucker. 

Aqui Leslie Nielsen interpreta Frank Drebin, um confuso detetive de polícia que enfrenta situações inusitadas de modo extremamente engraçado, com ajuda do chefe de polícia Ed Hocken (Alan North) e do também confuso Nordberg (Paul Lupus). Muita coisa da série é usada nos filmes, inclusive várias piadas, como os créditos iniciais com um carro de polícia atropelando tudo com a sirene ligada. Outro detalhe engraçado acontece no início de cada epísódio, quando um personagem aparece apenas para morrer, sempre interpretando por gente conhecida como William Shatner (o Capitão Kirk de “Jornada nas Estrelas”) e Lorne Greene (do seriado “Bonanza”). Os episódios foram lançados no Brasil em VHS no anos noventa e pelo que sei ainda não saíram em DVD por aqui.

Corra Que a Polícia Vem Aí! (The Nakek Gun: From the Files of Police Squad!, EUA, 1988) – Nota 8
Direção – David Zucker
Elenco – Leslie Nielsen, Priscila Presley, George Kennedy, Ricardo Montalban, O . J. Simpson, Susan Beaubian, Nancy Marchand.

O desastrado detetive Frank Drebin (Leslie Nielsen) é o responsável pela segurança da Rainha da Inglaterra que está em visita aos EUA. Após muita confusão, com a ajuda do também atrapalhado Nordberg (O. J. Simpson) e de se envolver com a sedutora Jane (Priscilla Presley), ele desobrirá um plano para assassinar a Rainha elaborado por Vincent Ludwig (Ricardo Montalban). 

Este primeiro filme baseado no seriado que teve apenas seis episódios é hilário, com uma piada atropelando outra, inclusive com uma sensacional sequência onde Frank Drebin detona diversos líderes inimigos dos EUA, entram na surra Arafat, Gorbatchev, Idi Amin Dada e Khomeini entre outros, além disso Leslie Nielsen cria uma espécie de Inspetor Closeau ainda mais exagerado e atrapalhado. Aqui George Kennedy substitui Alan North no papel do chefe de Drebin e o polêmico astro de futebol americano O. J. Simpson interpreta Nordberg, antes do famoso crime em que se envolveu.

Corra Que a Polícia Vem Aí 2 1/2 (The Naked Gun 2 1/: The Smell of Fear, EUA, 1991) – Nota 7,5
Direção – David Zucker
Elenco – Leslie Nielsen, Priscilla Presley, George Kennedy, O . J. Simpson, Robert Goulet, Richard Griffiths, Lloyd Bochner.

Nesta sequência Frank Drebin (Leslie Nielsen) continua com sua amada Jane (Priscilla Presley) e precisa deter um vilão (o cantor brega Robert Goulet) que substituiu um cientista (Richard Griffiths) que desenvolveu uma nova fonte de energia, por um sósia que deverá apoiar o bandido e ajudar os negociantes de petróleo. 

Todos os personagens principais continuam aqui e a história é apenas um pretexto para a sucessão de piadas, mesmo sendo um pouco inferior ao original é extremamente engraçado.

Corra Que a Polícia Vem Aí 33 e 1/3 – O Insulto Final (The Naked Gun 33 1/3: The Final Insult, EUA, 1994) – Nota 7
Direção – Peter Segal
Elenco – Leslie Nielsen, Priscilla Presley, George Kennedy, O. J. Simpson, Fred Ward, Kathleen Freeman, Ana Nicole Smith, Joe Grifasi, Pia Zadora, Raquel Welch.

No fechamento da trilogia, Frank Drebin (Leslie Nielsen) está aposentado e casado com Jane (Priscilla Presley), mas acaba sendo chamado de volta ao serviço para deter um plano do terrorista Rocco (Fred Ward), que pretende atacar na noite de entrega do Oscar. Frank vai se infiltrar na festa e como sempre se meter em confusão, principalmente numa hilária cena com a veterana estrela Raquel Welch. 

Nesta terceira parte David Zucker deixou a direção para Peter Segal (“Tratamento de Choque” e “Como Se Fosse a Primeira Vez” com Adam Sandler) e ficou apenas no roteiro. A série continua engraçada, mas aqui já mostrava que a fórmula estava desgastada, o que ficou claro nas recentes produções que seguem o gênero, sendo uma pior que a outra.

6 comentários:

Jenifer Torres disse...

Muito bacana, Hugo. Leslie Nielsen fazia rir sem muito esforço. Vai fazer falta.

Dezito (André Sousa) disse...

É sempre rever os filmes dele :) RIP

Amanda Aouad disse...

Leslie Nielsen ajudou a reinventar de certa forma a comédia americana com essas paródias. Legal a homenagem.

Hugo disse...

Jenifer - Ele fez muita gente rir nos últimos trinta anos.

André - É sempre bom sorrir.

Amanda - Ele foi o grande nome do gênero.

Abraço

Rodrigo Mendes disse...

Primeira vez algo relacionado a o grande Leslie na qual nao teve graça. =//

Era sobretudo um otimo ator, já antes de se consagrar no estilo de comédia dos Zuckers.

Ótima homenagem Hugo!

Abs.
Rodrigo

Silvia Freitas disse...

Puxa, ontem o dia foi tão corrido que mal tive tempo de ver a notícia direito. Corra que a Polícia vem aí é um clássico. Foi bom!