sábado, 24 de setembro de 2011

A Festa de Babette

A Festa de Babette (Babettes Gaestebud, Dinamarca, 1987) – Nota 7,5
Direção – Gabriel Axel
Elenco – Stephane Audran, Bodil Kjer, Birgitte Federspiel, Jarl Kulle, Jean Philippe Lafont, Bibi Andersson.

Numa isolada vila na região de Jutland na costa da Dinamarca, um pastor lidera os habitantes utilizando a religião, cuidando ainda de suas duas belas filhas. Como elas seguem rigidamente os preceitos do pai, acabam desperdiçando a chance de ser feliz. Uma das irmãs é cortejada por um oficial sueco que desiste por ter de optar entre a jovem e a carreira. A segunda irmã tem uma bela voz e desperta o interesse de um tenor francês que deseja levá-la para Paris, mas a garota também desiste e prefere ficar na remota vila. 

A história pula para 1871 (provavelmente 30 a 40 depois) e mostra as irmãs já idosas recebendo a francesa Babette (Stephane Audran), que chega indicada pelo tenor francês que pede para as irmãs darem abrigo, pois a mulher teve sua família assassinada durante a revolta chamada “Comuna de Paris” e precisou fugir da cidade. Babette se torna a cozinheira das velhas senhoras por alguns anos, até que um fato inusitado dará a chance daquelas pessoas mudarem um pouco o destino de suas vidas. 

Este sensível drama baseado num livro de Karen Blixen (escritora do livro que rendeu “Entre Dois Amores") venceu o Oscar de Filme de Estrangeiro e apresentou ao mundo o talento do veterano diretor de tv Gabriel Axel, que tinha na época quase 70 anos. 

A história contada em ritmo lento, mostra a força das crenças religiosas num local afastado e como determinadas escolhas ficam marcadas pela vida toda. 

É um simpático longa indicado para quem gosta de obras filmadas em locais e épocas completamente diferentes do mundo em que vivemos, ainda com o detalhe do delicioso banquete mostrado na parte final do filme.


4 comentários:

Marcos Rosa disse...

Parece ser um filme legal. A ambientação, o figurino, a relação com faos históricos me atraem neste tipo de filme.
____
www.algunsfilmes.blogspot.com

Celo Silva disse...

é um filme q por vezes estivesse por ver, mas sempre passei outros na frente, mas parece bem interessante e senão me falha a memoria tb foi muito premiado.

Amanda Aouad disse...

É daqueles filmes simpáticos, hehe. Pelo menos é a lembrança que tenho.

bjs

Hugo disse...

Marcos - É um bom filme, com uma ambientação bem diferente do que estamos acostumados a ver.

Celo - O filme ganhou vários prêmios e se tiver nova chance assista.

Amanda - Além de simpático, tem uma história interessante e diferente.

Abraço