terça-feira, 6 de setembro de 2016

Deadpool

Deadpool (Deadpool, EUA, 2016) – Nota 7
Direção – Tim Miller
Elenco – Ryan Reynolds, Morena Baccarin, Ed Skrein, Gina Carano, Stefan Kapicic, Brianna Hildebrand, Karan Soni.

Wade Wilson (Ryan Reynolds) é uma espécie de mercenário urbano, que cobra uns trocados para pressionar perdedores que estão atrapalhando a vida de seus clientes. 

Após conhecer e se apaixonar por Vanessa (Morena Baccarin), Wade descobre que tem pouco tempo de vida. Procurado por um estranho que oferece a cura para sua doença, ele aceita a proposta e cai nas mãos de um psicopata (Ed Skrein) que faz experiências para transformar moribundos em mutantes. 

O grande destaque deste longa é a ousadia da Marvel, da produtora Fox e do astro Ryan Reynolds em esculachar os filmes de super heróis, criando uma comédia de ação recheada de piadas politicamente incorretas e violência. As várias citações sobre outro filmes, personagens e cultura pop são divertidas, porém, nem tudo funciona. A história de amor e vingança é puro clichê, assim como o final apoteótico. 

É um filme competente em sua proposta de não se levar a sério. 

6 comentários:

Rodrigo Mendes disse...

Super divertido e faraônico! "Deadpool" se destaca por ser politicamente incorreto e diferente da onda de filmes de super-heróis. Não que eu desgoste dos filmes de heróis dos últimos tempos, aliás, adoro, mas é preciso fazer algo original de vez em quando.

Abraço.

Liliane de Paula disse...

Sim, Hugo. O filme, muito bom com Roverto Duvall é "O apóstolo".

Deadpool não vi.
Gosto muito de Ryan Reynolds.

Hugo disse...

Rodrigo - O ponto principal é mesmo este, fugir do lugar comum dos filmes de heróis, que já estão ficando cansativos para o cinéfilo que gosta de variedades.

Liliane - Este filme com Robert Duvall eu pretendo assistir.

Abraço,

Gustavo H. Razera disse...

Sim, concordo com a nota e a opinião. É só diversão escrachada, e não é ruim nesse sentido.

Cumps.

Amanda Aouad disse...

É isso, a grande sacada é não se levar a sério e brincar com tudo. Gosto muito do filme.

bjs

Hugo disse...

Gustavo e Amanda - O filme diverte por não se levar a sério.

Abraço