terça-feira, 3 de julho de 2018

71: Esquecido em Belfast

71: Esquecido em Belfast (’71, Inglaterra, 2014) – Nota 7,5
Direção – Yann Demange
Elenco – Jack O’Connell, Sean Harris, Sam Hazeldine, Jack Lowden, Paul Anderson.

Belfast, Irlanda do Norte, 1971. Um grupo de soldados do exército britânico é enviado para prender uma pessoa em sua própria casa em um bairro proletário da cidade, local tomado por separatistas do IRA (Exército Republicano Irlandês). 

Um inevitável conflito se inicia e dois soldados ao perseguirem um garoto são deixados para trás pelo tropa que foge da multidão. Um dos soldados é assassinado e outro chamado Gary (Jack O’Connell) consegue escapar, sendo perseguido pelos separatistas. Enquanto espera que seus companheiros voltem à sua procura, Gary precisa sobreviver em meio a hostilidade dos locais. 

Belfast era uma verdadeira panela de pressão prestes a explodir nos anos setenta e oitenta. O conflito entre separatistas e exército inglês na época é o ponto principal deste violento drama. 

Além da perseguição ao protagonista, que por sinal era irlandês, o roteiro explora também as disputas entre os próprios líderes locais do IRA e o medo das pessoas comuns em se envolver no conflito. 

O longa não chega a ter a qualidade do ótimo “Domingo Sangrento”, mas mesmo assim é uma obra competente e interessante para quem tem curiosidade sobre o tema.

6 comentários:

Pedrita disse...

eu adorei esse filme. muito bom. e é impressionante como é atual. https://mataharie007.blogspot.com/2016/06/71.html

Pedrita disse...

falei de vc no meu blog.

Luli Ap disse...

Olá Hugo
Fiquei curiosa com sua resenha.
Sobre o IRA lembro de ter assistido Em nome do pai.
Já anotei esse 71 Esquecido em Belfast e tb Domingo Sangrento.
Acho importante discutir o tema, só assim poderemos evitar que no futuro não haja mais essas separações e conflitos.
Bjs Luli
https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

Hugo disse...

Pedrita - Agradeço por citar meu nome no blog, vou visitar.

Luli - O tema é explosivo e estes três filmes são muitos bons.

Bjos

Liliane de Paula disse...

Já está na minha lista de filmes que "quero vê e não encontro."
Acho que o enredo é bem interessante e se foi baseado numa fato real, fica ainda mais interessante.
Lembro de reportagens sobre a violência na Irlanda.
Sean Harris, ator inglês tem um rosto bem esquisito.

Hugo disse...

Liliane - O IRA queria conseguir a independência do país através da violência. Foi muitos anos tensos no país.