quinta-feira, 6 de outubro de 2011

O Exterminador do Futuro III - A Rebelião das Máquinas

O Exterminador do Futuro III – A Rebelião das Máquinas (Terminator 3: Rise of the Machines, EUA / Alemanha / Inglaterra, 2003) – Nota 7,5
Direção – Jonathan Mostow
Elenco – Arnold Schwarzenegger, Nick Stahl, Claire Danes, David Andrews, Kristanna Loken, Earl Boen.

Após conseguir evitar, ou pelo menos adiar a Guerra entre máquinas e humanos, John Connor (Nick Stahl) vive como um nômade, sem qualquer documento que o faça ser rastreado. 

Em paralelo, o governo americano continuou seus experimentos e criou o Skynet, um supercomputador que com sua inteligência começa a manipular os sistemas e faz com que um novo exterminador,  modelo T-X (Kristanna Lone) viaje no tempo para matar John Connor. Ao mesmo tempo um antigo modelo T-800 (Arnold Schwarzenegger) é enviado para proteger Connor, que durante a fuga se envolve com a bela Kate Brewster (Claire Danes). 

Após o sucesso da parte II, todos esperavam que James Cameron um dia resolvesse voltar a franquia, o que não ocorreu. O projeto foi desengavetado e caiu no colo de Jonathan Mostow (“U-571 – A Batalha do Atlântico”) e um novo roteiro foi escrito seguindo a história, porém com várias adaptações. 

As mudanças começaram no elenco, com Linda Hamilton não aceitando voltar ao papel, fazendo com que sua personagem morresse e Edward Furlong que fora descartado pelo seu envolvimento com drogas. A escolha de Nick Stahl para o papel deu certo, tendo boa química dom Claire Danes e com Schwarzenegger que volta a seu papel mais famoso no cinema. 

Provavelmente pela comparação com os filmes anteriories e por ser uma continuação tardia, o longa não fez sucesso, mas gostei das cenas de ação que são eletrizantes e o roteiro que mantém o interesse na história, inclusive com um gancho para o quarto filme que foi produzido em 2009. 

Como curiosidade, este foi o último trabalho de Schwarzenegger como protagonista antes de se afastar do cinema para assumir o governo da Califórnia.


6 comentários:

Rodrigo Mendes disse...

Do Jonathan Mostow eu só gostei daquela fita road com Kurt Russell "Perseguição Implacável".

O mais fraco dos exteminadores, mas tem la os seus bons efeitos especiais e Arnold no ponto.

Abs.

! Marcelo Cândido ! disse...

É um bom filme porém o segundo seja o melhor !

Amanda Aouad disse...

As cenas de ação podem ser interessantes, assim como os efeitos especiais e tal, mas achei esse filme tão desnecessário, ele tinha resolvido tão bem no segundo. Fica uma sensação de puro caça níquel.

bjs

danamartins disse...

engraçado, outro dia eu tava ouvindo falar desse filme. deu a maior vontade de ver esse e os antigos '-'
mal lembro do que acontece

André Sousa disse...

Era um filme desnecessário, a milhas dos 2 primeiros.

cumprimentos

Hugo disse...

Rodrigo - Boa lembrança, é um filme de baixo orçamento mas com bom suspense.

Marcelo - Os dois primeiros são clássicos.

Amanda e André - Mesmo sendo desnecessário é um bom filme. Não podemos comparar com os dois primeiros que são sensacionais.

Dana - Novos ou antigos, o que vale é ser um bom filme.

Abraço a todos