sábado, 26 de janeiro de 2019

Gente de Bem

Gente de Bem (The Land of Steady Habits, EUA, 2018) – Nota 7
Direção – Nicole Holofcener
Elenco – Ben Mendelsohn, Edie Falco, Thomas Mann, Charlie Tahan, Connie Britton, Michael Gaston, Elizabeth Marvel, Bill Camp, Josh Pais.

Um ano após se separar e também se aposentar, Anders (Ben Mendelsohn) ainda se sente perdido. Sua decisão em mudar de vida o transformou num pária na pequena cidade suburbana de classe média alta em que vive. 

Anders fica mais confuso ao descobrir que sua ex-esposa (Eddie Falco) está vivendo com um antigo conhecido (Bill Camp) e que seu filho (Thomas Mann) está tão perdido como o pai. 

A diretora e roteirista Nicole Holofcener é especialista em histórias sobre conflitos familiares e de relacionamentos. Assim como em seu trabalho anterior chamado “À Procura do Amor”, Nicole detalha os problemas e as frustrações da meia-idade, geralmente época em casais passam por crises, conflitos com filhos, problemas financeiros separações e o início confuso de novos relacionamentos. 

Nos dois filmes o sexo é um dos pontos principais e as cenas na cama resultam em constrangimentos e dificuldades, situações bem diferentes do que o cinema costuma retratar. 

Apesar do ritmo lento, o filme é bastante interessante para quem gosta de tramas sobre relacionamentos.

2 comentários:

Luli Ap disse...

As vezes é mais simples continuar igual do que transformar o que está problemático. Mas penso que se não está feliz tem que pagar pra ver.
Claro que como toda mudança no começo há dificuldades de adaptação, mas se não tentar nunca saberemos o resultado.
Deve ser um filme sensível sobre relacionamentos e família.
Levo a indicação.

Hugo disse...

Luli - O tema é bem desenvolvido, focando em pessoas reais com suas virtudes e defeitos.

Bjs