quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

A Grande Aposta

A Grande Aposta (The Big Short, EUA, 2015) – Nota 8,5
Direção – Adam McKay
Elenco – Christian Bale, Steve Carell, Ryan Gosling, Brad Pitt, Rafe Spall, Hamish Linklater, Jeremy Strong, John Magaro, Finn Wittrock, Marisa Tomei, Melissa Leo.

Em meados de 2005, o excêntrico Michael Burry (Christian Bale) é o administrador de um fundo de investimentos que opera em Wall Street. Sempre procurando oportunidades, Burry decide estudar o mercado imobiliário e descobre uma verdadeira pirâmide de investimentos arriscados, que em sua análise resultariam em uma quebradeira de bancos e seguradoras em dois anos. 

Mesmo sem o apoio dos acionistas de seu fundo e tratado como maluco pelos operadores de Wall Street, Burry aposta uma fortuna contra o mercado imobiliário. Sua aposta arriscada chama a atenção de um operador do Deutsch Bank, o cínico Jared Vennett (Ryan Gosling. que narra a história), que procura vários grupos para investir no mesmo negócio, mas consegue apoio apenas do estressado Mark Baum (Steve Carell), que aos poucos vê a chance de lucrar. 

O terceiro elo da trama segue dois jovens investidores do Colorado (John Magaro e Finn Wittrock), que desejam operar em Wall Street e que por caso descobrem a história maluca de Burry. Com ajuda de um investidor aposentado e um pouco paranoico (Brad Pitt), eles também decidem investir contra o mercado de imóveis. 

Baseado numa maluca história real, este ótimo longa faz uma raio-x completo dos acontecimentos que antecederam o caos financeiro que atingiu os EUA em 2008, situação que afeta o país até hoje. 

Diferente de filmes como “Margin Call” e “Grande Demais Para Quebrar”, que abordam a crise financeira americana de modo mais formal, este longa de Adam McKay (especialista em comédias), utiliza o bom humor misturado ao drama para descrever a história de um modo que mesmo o espectador totalmente leigo ao assunto entenderá o básico sobre o que ocorreu. 

McKay utiliza várias músicas no meio da trama para ilustrar determinadas situações, além das pontas da cantora Selena Gomez em uma mesa de carteado num cassino e do chef Antoine Bourdain na cozinha de um restaurante, fazendo uma curiosa analogia entre apostas, comida e o mercado financeiro. 

Os grande astros que encabeçam o elenco tem atuações competentes, inclusive com Christian Bale sendo indicado ao Oscar de Ator Coadjuvante, porém como opinião pessoal, o destaque maior fica para Steve Carell. Seu personagem é ao mesmo tempo estressado, dramático e engraçado. 

O grande acerto do filme é contar uma história complexa sobre um tema que é chato para a maioria das pessoas de uma forma agradável e de fácil entendimento.

Nenhum comentário: