terça-feira, 5 de outubro de 2010

Deu a Louca no Mundo & Tá Todo Mundo Louco



Deu a Louca no Mundo (It’s a Mad Mad Mad Mad World, EUA, 1963) – Nota 8,5
Direção – Stanley Kramer
Elenco – Spencer Tracy, Milton Berle, Sid Caesar, Buddy Hackett, Ethel Merman, Mickey Rooney, Dick Shawn, Phil Silvers, Terry Thomas, Jonathan Winters, Peter Falk, Buster Keaton, Don Knotts, Carl Reiner, Jimmy Durante, Os Três Patetas.

Após um acidente numa rodovia, diversos carros param para ajudar o motorista (Jimmy Durante) que ainda está vivo. O sujeito antes de morrer diz que deixou escondida uma fortuna num determinado local embaixo de um grande W. Este é o início de uma louca corrida atrás da fortuna, a princípio apenas alguns motoristas e suas famílias, mas no desenrolar do filme diversos outros personagens vão descobrindo a história e se envolvendo na disputa. Seguindo a todos, está o policial C. G. Culpeper (Spencer Tracy) que também deseja chegar ao dinheiro. 


O diretor Stanley Kramer fez uma grande homenagem ao gênero, reunindo uma enorme quantidade de comediantes nesta história simples com situações hilariantes. Além dos atores principais, o longa tem pequenas participações do grande Buster Keaton, de um jovem Peter Falk antes de ficar famoso como “Columbo” e principalmente dos Três Patetas interpretando bombeiros na sequência final. É um daqueles filmes para assistir com um largo sorriso no rosto. 



Tá Todo Mundo Louco (Rat Race, EUA, 2001) – Nota 6
Direção – Jerry Zucker
Elenco – Rowan Atkinson, Whoopi Goldberg, Cuba Gooding Jr, Lanei Chapman, Jon Lovitz, Kathy Najimy, Breckin Meyer, John Cleese, Amy Smart, Seth Green, Vince Vieluf, Dave Thomas, Wayne Knight, Paul Rodriguez, Dean Cain, Kathy Bates.

Este longa é uma nova versão da comédia de 1963, com a história um pouco modificada. Aqui o milionário Donald Sinclair (John Cleese) reúne diversas pessoas em seu cassino e as convida para participarem de uma corrida ao ouro. Os participantes terão de sair de Las Vegas e viajar até o Novo México onde uma fortuna está escondida em um cofre. 

O grupo de concorrentes está repleto de comediantes famosos como Whoopi Goldberg, o “Mr. Bean” Rowan Atkison, Cuba Gooding, John Lovitz, entre diversos outros, mas mesmo assim copiando a fórmula do clássico citado, o longa é irregular e com poucas piadas realmente engraçadas. É uma pena, pelo ótimo elenco e o outrora talentoso diretor Jerry Zucker (“Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu” e “Top Secret -  Super Confidencial”).

6 comentários:

Filmes Antigos Club disse...

Olá Hugo, tudo bem?

Parece que o segundo filme é praticamente um remake do primeiro.

Entretando eu assisti os dois, e os dois são ótimos, mas ainda assim prefiro mais o "Deu a Louca no Mundo". Assisti esta película ainda no cinema (em reprise, no saudoso Cine-Pax aqui no Rj).

Ótima a matéria, grande abraço

Paulo Néry

alan raspante. disse...

Hugo, dos dois citados, eu vi "Tá Todo Mundo louco", gosto desta comédia acho ela engraçadinha, porém só o grande elenco que vale mesmo, o resto é resto. Mas, acho que sai como um bom divertimento!

Jenifer Torres disse...

Sem dúvida, grandes comédias!
http://dicaselistas.blogspot.com

thicarvalho disse...

Hugo não vi o primeiro filme, mas pelo q vc falou parece ser ótimo. Qnt a Ta todo mundo louco, lembro q assisti este filme duas vezes no cinema. E adorei. Achei muito divertido, e com boas piadas. A cena do hitler é uma das sequências mais hilárias q eu já pude ver. Vale o ingresso. Grande abraço Hugo.

Visitem

www.cinemaniac2008.blogspot.com

Rodrigo Mendes disse...

Os dois filmes divertem, mas o Jerry Zucker não voltou com tudo na comédia, Problemas depois de dirigir Ghost.

Abs.
Rodrigo

Hugo disse...

Paulo - Eu gostei muito do mais do primeiro. O segundo apesar dos bons nomes não é tão engraçado.

Alan - É um divertimento sem compromisso.

Jenifer - Principalmente o original.

Thiago - Com certeza a cena do Hitler e do museu em homenagem a Klaus Barbie é a melhor.

Rodrigo - Depois de "Ghost" a carreira de Zucker ficou no meio termo.

Abraço a todos