quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Splice - A Nova Espécie & A Experiência


Splice – A Nova Espécie (Splice, Canadá / França / EUA, 2009) – Nota 6
Direção – Vincenzo Natali
Elenco – Adrien Brody, Sarah Polley, Delphine Chaneac, Brandon McGibbon, David Hewlett, Simona Maicanescu, Abigail Chu.

Clive (Adrien Brody) e Elsa (Sarah Polley) são um casal de cientistas que conseguiram desenvolver em laboratório uma nova criatura a partir da mistura de células de diversos animais. A corporação que financia o projeto espera conseguir uma nova proteína para alimentar gado, enquanto o sonho do casal é testar células humanas no experimento. Mesmo proibidos pela empresa, eles decidem seguir o projeto em paralelo e conseguem um aparente sucesso. Uma estranho bebê é gerado, dando início a uma série de consequências inesperadas e bizarras.

O diretor Vincenzo Natali é especialista em filmes B de ficção. Seu melhor trabalho é o ótimo “Cubo”. Aqui, a trama lembra os longas de ficção dos anos cinquenta, em que experimentos bizarros resultam em criaturas que fogem ao controle dos cientistas. O roteiro explora a discussão sobre até que ponto a ciência pode chegar e por incrível que pareça, discute ainda a questão de ter ou não filhos. As cenas de suspense e os efeitos da criatura são competentes. O filme perde pontos pela narrativa irregular e por alguns furos no roteiro.

Indicado para quem curte o gênero.

A Experiência (Species, EUA, 1995) – Nota 6,5
Direção – Roger Donaldson
Elenco – Ben Kingsley, Michael Madsen, Forest Whitaker, Alfred Molina, Marg Helgenberger, Natasha Henstridge, Michelle Williams.

Um centro de observação espacial recebe uma mensagem desconhecida do que seria um código genético alienígena. Acreditando ser algo útil para o avanço da ciência, o governo americano financia um projeto para criar um ser híbrido. O cientista Xavier Fitch (Ben Knigsley) consegue sucesso no projeto, resultado em uma garotinha (Michelle Williams). 

Ao perceber que existe algo de errado com a criação, eles tentaram neutralizar a criatura, que foge em busca de um parceiro para acasalar. Ela consegue “tomar” o corpo de uma bela mulher (Natasha Henstridge) e se torna uma ameaça para o governo, que envia um grupo liderado pelo mercenário Preston Lennox (Michael Madesen) para caçar a criatura. Junto com Preston seguem um cientista (Alfred Molina), um sensitivo (Forest Whitaker) e uma bióloga (Marg Helgenberger). 

Mesmo com falhas no roteiro, alguns absurdos e uma história clichê semelhante a uma caçada a um serial killer, esta mistura de ficção e terror fez sucesso na época, principalmente no mercado de dvd. Além de clichê, a trama é basicamente de um filme B disfarçada pelos efeitos especiais que hoje parecem envelhecidos, mas que na época eram de primeiro linha, inclusive a criatura desenvolvida pelo famoso H. R. Giger, criador da sinistra ameaça de “Alien – O Oitavo Passageiro”. Vale destacar a beleza e a nudez de Natasha Henstridge e o elenco recheado de rostos conhecidos, inclusive uma ainda adolescente Michelle Williams. 

6 comentários:

Liliane de Paula disse...

Os 2 parecem assustadores para mim.

Estou esperando que vc veja "Borboleta negra" com Antonio Banderas.
Quero entender o filme e vc, quem sabe, pode ajudar.

W. Segundo disse...

Acho que já assisti ''A Experiência'' já tem um tempo.

Blog: O Planeta Alternativo

Pamela Sensato disse...

Hugo eu amoooooooooooooo o filme a experiência, ele marcou tanto a minha infância que sempre que passa eu assisto e todos kkkkk já o Splice ainda não assisti.

Beijinhosss ;*
Blog Resenhas da Pâm

Hugo disse...

Liliane - Sim, são filmes que misturam ficção e terror.

Walter - A Experiência já passou diversas vezes na tv.

Pâm - É um dos vários filmes dos anos noventa que foram reprisados muitas na tv.

Abraço

Bússola do Terror disse...

Eu vi A Experiência ainda na época do VHS!rs Peguei numa locadora de vídeo na época.
Bom, eu gosto desse filme, apesar de algumas críticas que ele recebe.

Hugo disse...

Léo - A Experiência fez sucesso nas locadoras nos anos noventa.

Abraço