sexta-feira, 17 de agosto de 2018

A Vida Por um Fio

A Vida Por um Fio (Life on the Line, EUA, 2015) – Nota 5,5
Direção – David Hackl
Elenco – John Travolta, Kate Bosworth, Devon Sawa, Gil Bellows, Julie Benz, Ryan Robbins, Ty Olsson, Sharon Stone, Reese Alexander.

No Texas, um grupo de eletricistas trabalha na manutenção de postes que foram danificados por uma queda de árvores em meio a chuva. Um raio acaba matando o supervisor (Ty Olsson) na frente de seu irmão Beau (John Travolta). Outra tragédia em seguida resulta na morte da esposa da vítima. 

Anos depois, Beau é o novo supervisor e responsável pela filha deixada pelo irmão. Bailey (Kate Bosworth) está prestes a ir para universidade, porém passa uma crise no namoro com Duncan (Devon Sawa), que também começa a trabalhar como eletricista. A chegada de uma tempestade mudará tudo novamente. 

O filme é baseado em história real e apresenta uma premissa que foge do lugar comum. O perigoso serviço de manutenção em postes de energia de alta tensão numa região afetada por chuvas fortes, vento e calor excessivo jamais foi levado para o cinema, pelo menos eu não conheço filme algum que aborde este tema. 

Infelizmente o roteiro explora muito mal a premissa. São várias situações que parecem se atropelar em apenas uma hora e meia, sem se aprofundar em absolutamente nada. A trama paralela da crise no casamento da vizinha do protagonista (Julie Benz) com o marido veterano do Iraque (Ryan Robbins) é totalmente descartável, assim como a sequência de violência que envolve o casal e mais dois personagens. 

O fraco diretor David Hackl mais uma vez desperdiça uma história com bom potencial, assim como fez na aventura “Dentro do Labirinto Cinzento”.

4 comentários:

Rodrigo Mendes disse...

Olá Hugo! Poxa vida, Travolta estrelando um filme bomba? Gosto do ator, mas parece que ele precisa de um novo agente urgente! Teve sorte ao participar da série "American Crime Story". Se bem que, filme ruim de verdade com Travolta sempre será o tenebroso "A Reconquista" (2000). Igual a esse não haverá.

Abraço.

Luli Ap disse...

Olá Hugo
Achei o filme razoável, a premissa é interessante e diferente, pena que exatamente como você disse, foi raso e com história paralela desnecessária :/
Bjs Luli
https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

Hugo disse...

Rodrigo - Perfeito, "A Reconquista" é uma bomba gigantesca.

Luli - A premissa poderia render um filme bem melhor. Faltou roteiro e diretor.

Abraço

Liliane de Paula disse...

Gostei do enredo e a história por se basear numa história real.
Sempre vai ser um problema real.
Acho instigante quando vejo funcionários fazendo esse tipo de serviço.
Gosto de John Travolta na maioria das vezes.
Certamente a história paralela deve ter Sharon Stone.
Quem sabe encontro para assistir?