sábado, 26 de novembro de 2011

Os Novos Centuriões & Os Rapazes do Coro


Os Novos Centuriões (The New Centurions, EUA, 1972) – Nota 7
Direção – Richard Fleischer
Elenco – George C. Scott, Stacy Keach, Jane Alexander, Scott Wilson, Erik Estrada, Rosalind Cash, Clifton James, James B. Sikking.

O policial Roy (Stacy Keach) é um novato idealista que estuda Direito pensando se tornar advogado ou até promotor. Seu parceiro é o veterano Kilvinski (George C. Scott), sujeito que já vivenciou muitas situações dentro da policia e não acredita em ideais. Aos poucos Roy percebe que não tem como dividir seu trabalho com a vida de pessoal, tendo de escolher um caminho. 

Este interessante drama policial é baseado num livro de Joseph Wambaugh, que no ano seguinte levaria suas histórias para tv na série “Police Story”que teve cinco temporadas. Alguns pontos de destaque do filme são o relacionamento inter-racial entre os personagens de Stacy Keach e de Rosalind Cash, além da participação de Erik Estrada antes do sucesso no seriado “ChiPs”  

Os Rapazes do Coro (The Choirboys, EUA, 1977) – Nota 5
Direção – Robert Aldrich
Elenco – Charles Durning, James Woods, Don Stroud, Louis Gossett Jr, Stephen Macht, Tim McIntire, Perry King, Randy Quaid, Clyde Kusatsu, Burt Young, Charles Haid, Robert Webber.

Considerado o pior filme da carreira do grande Robert Aldrich (“Os Doze Condenados”, “Assim Nascem os Heróis”) este longa baseado num livro de Joseph Waumbaugh, mistura comédia e policial,  recheado de sequências bizarras. 

A história segue o dia a dia de vários policiais de um delegacia de Los Angeles, que se metem em situações constrangedoras e participam de reuniões regadas a bebidas, mulheres e lamentações sobre a vida. 

Uma obra diferente e completamente estranha na filmografia de Aldrich. 

2 comentários:

Filmes Antigos Club disse...

Sem dúvida. Ambos são excelentes, mas eu particularmente prefiro OS NOVOS CENTURIÕES, embora Aldrich supera Fleischer em estilo. Há anos não assisto.

Forte Abraço

Paulo Néry

http://articlesfilmesantigosclub.blogspot.com/

Hugo disse...

Paulo - Apesar da Aldrich ter feito uma carreira melhor que Fleischer, este filme que comentei é bem fraco.

Abraço