sábado, 27 de junho de 2009

Guardiões da Noite & Guardiões do Dia









Guardiões da Noite (Night Watch, Rússia, 2004) – Nota 7
Direção – Timur Bekmambetov
Elenco – Konstantin Khabensky, Vladimir Menshov, Dmitry Martynov, Viktor Verzhbitsky, Galina Tyunina, Mariya Poroshina.

Guardiões do Dia (Day Watch, Rússia, 2006) – Nota 5
Direção – Timur Bekmambetov
Elenco – Konstantin Khabensky, Vladimir Menshov, Dmitry Martynov, Viktor Verzhbitsky, Galina Tyunina, Mariya Poroshina, Dmitriy Martynov, Valerriy Zolotukhin.

Estes dois longas de ficção são obras do diretor russo Timur Bekmambetov (que estreou nos EUA como diretor com “Procurado”), que com um orçamento alto para os padrões do seu país, usou e abusou dos efeitos especiais, de primeira qualidade por sinal e deixou o ocidente curioso apresentando um trailer sem diálogos, onde eram apresentadas apenas imagens com uma trilha sonora de rock pesado ao fundo e fez com que muita gente assistisse o filme e o transformasse em sucesso. Apesar disso a história que se completa no segundo longa é “o samba do russo doido”, que mistura profecias apocalípticas, criaturas do bem e do mal e personagens estranhos numa salada que a princípio se mostra interessante no primeiro longa, mas que aos poucos vai cansando até a interminável e mais confusa ainda que a segunda parte.

A história começa com “Guardiões da Noite”, onde em Moscou nos dias atuais, criaturas das luzes e das trevas vivem uma paz de mil anos, até que uma profecia se realiza com o aparecimento de um humano especial, Anton (Konstantin Khabensky) que sem saber dá início a uma guerra entre estas criaturas. Apesar da trama confusa, o filme se segura pelo suspense criado no trailer e pela curiosidade de se assistir a uma produção russa com cara de filme americano. No geral é até interessante, com ótimas cenas de ação, apesar de muitas sem muito sentido com a trama.

Na segunda parte, “Guardiões do Dia”, o herói Anton agora é um dos guardiões que trabalham para Boris Ivanovich ou melhor, Geser (Vladimir Menshov) que comanda os seres da luzes, porém após o assassinato de um ser das trevas, o seu líder Zavulon (Viktor Verzhbitsky) dá início ao que seria o fim do mundo, para isso utilizando o filho de Anton, Yegor (Dmitriy Martynov) como ferramenta de destruição, mas que terá de enfrentar Svetlana (Mariya Poroshina) namorada de Anton. Esta trama é contada de modo extremamente maluco, com diversos personagens no meio desta disputa e um giz mágico que todos desejam para poder mudar o mundo a sua maneira. Infelizmente esta confusão estraga uma história que poderia ser bem mais interessante se tivesse um roteiro enxuto e um diretor menos pretensioso.

Para quem pensou no final da série, o diretor já está em pré-produção do terceiro longa, chamado de "Twilight Watch" e desta vez parece que pretende encerrar a história. Espero que com uma história menos confusa.

12 comentários:

•. Cℓєвєя! . - disse...

Não vi, e nem faço questão!

Dan disse...

O primeiro filme é bom e prende a atenção, mas o segundo descamba para a besteria ctotal, uma porcaria.

Pedro Henrique disse...

Vi o da noite e não gostei, mas quero ver o do dia também.

Abs!

O Cara da Locadora disse...

Caraca, vi e gostei muito... To louco pelo desfecho, rs...

Ciro Hamen disse...

Sempre ouvi falar muito bem destes filmes, mas nunca vi. Procurarei!

Abraços!

altieres bruno machado junior disse...

Olá Hugo

Não sabia que tinha mais de um filme. Já tinha visto GUARDIÕES DO DIA na locadora, mais ainda não conferi. Mas antes de ver este vou ver o outro que foi lançado em 2004. Então o segundo é um "samba do russo doido" (rsrs), meu Deus acho que só tem uma explicação: os diretores se empolgam, fazem um filme bom daí resolvem fazer uma sequência e pioram tudo.

Abraços e até mais =D

Airton disse...

manero o paralelo em
hehe

abordei sobre personagens insolentes de hollywood hj

http://publicandobr.blogspot.com/2009/06/insolencia-no-cinema-primeira-parte.html

Hugo disse...

Cléber - Eu não recomendo tb. Vale pela curiosidade, mas apenas o primeiro.

Dan - Concordo plenamente. O segundo é um desperdício de efeitos especiais.

Pedro - Se não gostou do primeiro, fuja do segundo.

Ciro - Como disse anteriormente, apenas o primeiro é interessante.

Nespoli - Tenho medo do que será feito neste terceiro filme. rs

Altieres - O diretor é chegado em histórias enroladas.

Airton - Vou visitar seu blog.

Abraço a todos.

Red Dust disse...

Nunca vi, mas também confesso que não é o género de filmes que mais me agrade...

Abraço, Hugo.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
FlaGomes (kali) disse...

Alguem sabe se o terceiro filme ja foi lançado?
até mais

Hugo disse...

Kali - Que eu saiba um terceiro longa é apenas especulação.