terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

O Impostor

O Impostor (The Imposter, Inglaterra, 2012) – Nota 7,5
Direção – Bart Layton
Documentário

Zona rural de San Antonio, Texas, 1994. O garoto Nicholas Barclay de apenas treze anos desaparece sem deixar pistas. Após mais de três anos, a família recebe uma ligação informando que o adolescente foi encontrado na cidade de Linares na Espanha. É início de uma absurda história real. 

Como o título do doc deixa claro, o rapaz encontrado na Espanha é um impostor. Desde o início o próprio impostor conta sua versão da história de uma forma cínica, descrevendo as situações bizarras que ele criou para enganar várias pessoas. 

Com vinte minutos de documentário minha vontade foi de desligar a tv, porém a curiosidade para saber como algo tão absurdo ocorreu me fez ir até o final e acabei não me arrependendo. 

A princípio é difícil aceitar que a família tenha acreditado que uma pessoa tão diferente fisicamente fosse o filho desaparecido, porém com o desenrolar da narrativa surge uma reviravolta tão maluca quanto o golpe dado pelo rapaz, fato que acaba criando uma justificativa para o ocorrido.   

4 comentários:

Liliane de Paula disse...

Documentário?
Então é bom.

Hugo disse...

Liliane - Sim, é um doc.

Luli Ap disse...

Acho que se não fosse um docudrama, como ficção seria inverossímil.
Fica a questão como um argelino, mais velho, com sotaque francês, que tinha olhos castanhos pode se passar pelo garoto desaparecido?
Se a frieza do Frederick era de arrepiar, a atitude dos pais do Nick era no mínimo estranha, ou estavam desesperados, ou sabiam onde estava o garoto :(
Difícil mesmo é pensar que Frederick está casado e tem filhos!

Hugo disse...

Luli - A teoria mais sensata é que a família sabia o que aconteceu com o garoto e aceitou o impostor para cobrir um possível crime.

Bjs