terça-feira, 21 de março de 2017

Beleza Colateral

Beleza Colateral (Collateral Beauty, EUA, 2016) – Nota 6
Direção – David Frankel
Elenco – Will Smith, Edward Norton, Kate Winslet, Michael Peña, Helen Mirren, Naomi Harris, Keira Knightley, Jacob Latimore, Ann Dowd.

Howard (Will Smith) é um publicitário de sucesso dono de uma agência. Após perder a filha de seis anos, Howard entra em uma espécie de depressão profunda. O trabalho fica de lado, o que afeta diretamente sua empresa. 

Temendo ver a empresa quebrar, seus sócios (Edward Norton, Michael Peña e Kate Winslet) tomam uma atitude radical. Contratam uma detetive particular (Ann Dowd) e três atores (Jacob Latimore, Keira Knightley e Helen Mirren) para seguirem Howard e conseguirem provas de que ele não tem condições psicológicas de comandar a empresa. 

A quantidade de consumidores do mercado de autoajuda é gigantesca. Livros, dvds, palestras e também o cinema são braços atuantes deste mercado. A forma de levar este “conteúdo” ao público sempre explora frases de efeito para passar uma falsa sensação de bem estar às pessoas que estão enfrentando algum problema ou trauma. É basicamente o que ocorre neste longa. 

Tudo parece perfeito à primeira vista. Elenco recheado de astros, personagens com problemas pessoais, cenas filmadas para emocionar o espectador, além de um toque de fé e espiritualidade, porém para quem gosta de realidade, vai se decepcionar com o excesso de clichês. 

Praticamente toda a história e muitas reações dos personagens soam falsas. É o tipo de filme para agradar um determinado público que gosta de emoções fáceis, algo semelhante ao trabalho de um hipnotizador, que sempre procura as pessoas suscetíveis, aquelas que querem ser hipnotizadas, senão o truque não funcionará.

4 comentários:

Liliane de Paula disse...

Hugo, que notícia maravilhosa, vc ter conseguido "A difícil arte de amar".
E que vai me enviar.
Não achei seu email.
Mas posso lhe pedir para me aceitar no Facebook?
Aí passo meu endereço por lá.

Minha Postagem hoje falo em vc.

Já vi que não ia gostar desse filme.

Hugo disse...

Liliane - Pode me adicionar no Facebook.

Amanda Aouad disse...

Você foi até bonzinho na nota, rs, acho que tudo é forçado demais nessa obra, não funciona, não soa bem. Uma pena.

bjs

Hugo disse...

Amanda - Vc tem toda razão. O filme tem um "casca" bonita, mas a história é forçada.

Bjos