quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Efeito Borboleta

Efeito Borboleta (The Butterfly Effect, EUA / Canadá, 2004) – Nota 7,5
Direção – Eric Bress & J. Mackye Gruber
Elenco – Ashton Kutcher, Amy Smart, Eric Stoltz, Melora Walters, Elden Henson, William Lee Scott, Ethan Suplee, Callum Keith Rennie, Cameron Bright, Logan Lerman.

Na universidade, Evan Treborn (Ashton Kutcher) sofre com apagões causados por traumas que vivenciou na infância e adolescência. Evan teve sérios problemas com o pai abusivo (Callum Keith Rennie), com um professor pervertido (Eric Stoltz), além de ser testemunha do sofrimento de Kayleigh (Amy Smart) e seu irmão Tommy (William Lee Scott), também vítimas de abusos. 

Quando ele decide reler seu diário escrito quando era adolescente, Evan descobre que de alguma maneira pode voltar ao passado para reviver os acontecimentos. O estranho dom faz com que ele acredite que possa mudar seu destino e dos amigos, porém não imagina que a primeira tentativa de "corrigir" o passado resultará em mudanças drásticas no futuro. 

O termo “Efeito Borboleta” é utilizado na “Teoria do Caos” para exemplificar de forma básica que toda ação gera uma cadeia de consequências inimagináveis. Partindo desta premissa, a dupla de diretores/roteiristas Bries & Gruber criou este divertido longa que recebeu críticas ruins, mas que fez algum sucesso no cinema e principalmente no mercado de dvd. 

Não é um filme para analisar interpretações ou buscar furos nas idas e vindas do personagem de Ashton Kutcher, o objetivo é o espectador entrar na brincadeira e no desespero do sujeito que tenta alterar o passado para remontar o presente e o futuro como se fosse um quebra-cabeça de centenas de peças que estão misturadas. Os destaques são as situações bizarras criadas cada vez que o protagonista tenta realinhar os acontecimentos. 

O filme teve duas continuações picaretas lançadas diretamente em vídeo.  

6 comentários:

Pedrita disse...

eu gostei bastante e realmente as continuações são absolutamente estranhas, completamente desconectadas. esse é muiot bom, prende, inteligente, tb gostei bastante. beijos, pedrita

Liliane de Paula disse...

Acho que vi esse filme mas não tenho a menor lembrança de que o personagem tem esses apagões.
Não devo ter entendido nada.
Bj, Liliane

Hugo disse...

Pedrita - É um bom filme, cheio de idas e vindas na história.

Liliane - O filme pode ser um pouco confuso por causa das mudanças na história.

Marília Tasso disse...

Tenho boas lembranças desse filme por conta da época, não sei se vendo hoje em dia eu gostasse tanto, o fato é que eu adorava o Ashton Kutcher rs e as continuações foram horríveis.

Luli Ap disse...

Eu assisti faz tempo, não lembro direito e na época não fazia anotações no meu caderninho de filmes, mas lembro que gostei.
Acho até que assisti uma das continuações :p
Mas a ideia é mesmo interessante, será que se tivéssemos esse dom ou maldição, poderíamos mudar o passado e até que ponto isso interferirá no presente e futuro?
Bjs Luli

Hugo disse...

Marília - Não tive coragem de ver a continuações.

Luli - Qualquer fato importante que fosse modificado no passado, com certeza mudaria o futuro.

Bjs