quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Nasce uma Estrela

Nasce uma Estrela (The Star is Born, EUA, 2018) – Nota 8
Direção – Bradley Cooper
Elenco – Bradley Cooper, Lady Gaga, Sam Elliott, Andrew Dice Clay, Rafi Gavron, Anthony Ramos. Dave Chappelle, Alec Baldwin, Ron Rifkin, Barry Shabaka Henley.

Jackson Maine (Bradley Cooper) é um famoso músico que abusa da bebida e das drogas. Ao cruzar o caminho da jovem cantora desconhecida Ally (Lady Gaga), Jackson rapidamente se apaixona e abre as portas da indústria musical para a garota. 

O relacionamento apaixonado do casal aos poucos entra em crise por causa dos vícios do cantor e pelo caminho escolhido por Ally, que deixa de lado as músicas autorais para se entregar ao pop bancado por um produtor ganancioso (Rafi Gavron). 

Para estrear como diretor, o ator Bradley Cooper escolheu refilmar uma trama clássica que já havia rendido três filmes. O roteiro escrito pelo próprio Bradley em parceria com Eric Roth e Will Fetters atualiza a história de uma forma extremamente realista. 

Com exceção da sequência do Grammy que se mostra um pouco exagerada e o final voltado para o melodrama, o longa detalha com qualidade a queda de um velho astro que não se dobrou ao mercado e a ascensão de uma jovem que abandona seus ideais para abraçar a fama como uma diva pop. 

A escolha de Lady Gaga para o papel é como um espelho da carreira real da cantora, que tem talento de sobra, mas que prefere privilegiar as danças sensuais e as músicas de letra fácil para alcançar o público. Por ser uma celebridade com milhões com fãs, sua boa atuação está sendo elevada pela crítica e público a um patamar acima do que realmente merece. 

O grande destaque do longa é sem dúvida a interpretação de Bradley Cooper. Ele está perfeito como o músico talentoso, decadente e com um passado pesado difícil de ser superado. Bradley Cooper já desponta como o grande favorito para vencer o Oscar de Melhor Ator ano que vem e quem sabe até mesmo disputar o de Melhor Diretor também.

7 comentários:

Rodrigo Mendes disse...

Ainda não vi, mas estou com bem animado agora. São tantas adaptações... cada uma datada a sua época. Verei, certamente. Lady Gaga tem se mostrado uma atriz competente.

Abraço.

Hugo disse...

Rodrigo - Não vi as outras adaptações para comparar. A atuação de Lady Gaga é boa, mas o grande papel é de Bradley Cooper.

Abraço

Luli Ap disse...

Assisti o de 1937, a segunda versão, que ganhou o Oscar de roteiro "original" e o de 1976 com a Barbra Streisand que levou o de canção por Evergreen.
Não estava muito animada para ver esse, massssss sua note 8 me instigou :)

Liliane de Paula disse...

Sou apaixonada pelo ator Bradley Cooper.
Acho que tudo que vi dele, gostei
E sua nota alta para seus padrões até espanta.
Já li comentários do filme acho que na VEJA.
Vou anotar.

Hugo disse...

Luli - Eu não vi as outras versões para comparar e nem sou grande fã deste tipo de drama musical, mas por outro lado, gostei bastante desta nova versão.

Liliane - Também gosto dos trabalhos do ator. Aqui ele tem seu melhor papel da carreira.

Bjs

Marília Tasso disse...

Tô bem curiosa com esse filme!!

Hugo disse...

Marília - Gostei, o filme vai além do musical. É um drama bem interessante.