domingo, 28 de agosto de 2011

Poseidon (1972, 1979 & 2006)


O Destino do Poseidon (The Poseidon Adventure, EUA, 1972) – Nota 8
Direção – Ronald Neame
Elenco – Gene Hackman, Carol Lynley, Erneste Borgnine, Shelley Winters, Red Buttons, Roddy McDowall, Stella Stevens, Leslie Nielsen, Pamela Sue Martin.

Durante os festejos da Noite de Ano Novo, o transatlântico Poseidon é atingido por uma onda gigantesca e vira de ponta cabeça. A maioria das pessoas estavam no salão de festas e alguns sobreviventes tentam escapar para chegar ao casco do navio escalando uma árvore de natal. O grupo que é liderado pelo Reverendo Scott (Gene Hackman) terá de enfrentar diversas desafios para sobreviver. 

O sucesso de “Aeroporto” em 1970 abriu as portas para o chamado “Cinema Catástrofe” e este “o Destino do Poseidon” é um dos melhores do gênero. O produtor Irwin Allen que era conhecido por séries de sucesso como “Túnel do Tempo”, “Terra de Gigantes” e “Perdidos no Espaço” migrou aqui com sucesso para o cinema, sendo este apenas o primeiro de diversos filmes do gênero que ele comandou. 

As sequências dentro do navio são muito bem filmadas e cheias de tensão, criando um estilo onde um grupo de pessoas tentam sobreviver e poucos conseguem chegar ao final. 

O diretor Ronald Neame que comandou longas como “Meteoro” e “O Dossiê de Odessa” faleceu em 2010 aos noventa e nove anos.

Dramático Reencontro do Poseidon (Beyond the Poseidon Adventura, EUA, 1979) – Nota 7
Direção – Irwin Allen
Elenco – Michael Caine, Sally Field,  Telly Savalas, Karl Marlden, Peter Boyle, Jack Warden, Shirley Knight, Shirley Jones, Slim Pickens, Mark Harmon, Veronica Hamel.

Após o desastre com o transatlântico Poseidon, duas equipes que em tese seriam de resgaste, chegam ao local antes que o navio afunde. Uma das equipes é liderada por Mike Turner (Michael Caine), que pretende resgastar sobreviventes e também lucrar com os objetos de valor que puder levar. A segunda equipe liderada por Stefan Svevo (Telly Savalas) tem a única intenção de fazer riqueza. As equipes entrarão em conflito, encontrarão sobreviventes e terão de escapar dos perigos do navio que está de ponta cabeça. 

Este longa foi dirigido pelo produtor Irwin Allen já num momento em que o “Cinema Catástrofe” está em baixa. A intenção foi conseguir algum sucesso utilizando o interesse que o longa de 1972 despertou no público. Apesar de ser inferior ao original, ainda diverte quem gosta do gênero e como era usual tem um elenco cheio de nomes famosos.

Poseidon (Poseidon, EUA, 2006) – Nota 6
Direção – Wolfgang Petersen
Elenco – Josh Lucas, Kurt Russell, Richard Dreyfuss, Jacinda Barrett, Emmy Rossum, Mike Vogel, Mia Maestro, Kevin Dillon, Freddy Rodriguez, Jimmy Bennett, Stacy Ferguson, Andre Braugher.

Na noite de Ano Novo, um tsunami atinge o luxuoso navio Poseidon e o vira de ponta cabeça. Os sobreviventes presos na salão principal estão desesperados e a maioria prefere esperar pelo resgate. Um grupo liderado pelo jogador de cartas Dylan Johns (Josh Lucas) resolve tentar chegar a superfície por conta própria. Entre os que tentam escapar estão um ex-prefeito de Nova York  (Kurt Russell) e sua filha (Emmy Rossum), um homossexual (Richard Dreyfuss), uma clandestina (Mia Maestro), entre alguns outros personagens. 

Mesmo como os efeitos especiais de primeira, esta refilmagem é bem inferior ao original de 1972, que tinha coadjuvantes melhores e cenas de ação mais próximas da realidade do que esta nova versão. 

Este é provavelmente o pior filme da carreira do bom diretor alemão Wolfgang Petersen, que curiosamente fez um sensacional filme de suspense dentro de um submarino chamado “O Barco – Inferno no Mar” (“Das Boot” no título original), o que em tese seria um belo currículo para um longa em uma navio, porém o resultado fica muito aquém do talento de Petersen.


4 comentários:

alan raspante disse...

Só assisti a versão de 2006 que é bem fraquinha mesmo!

@philipsouza disse...

Despertou interesse......parece ser um filme que chama atenção da pessoa...

abraço

Philip Rangel
http://entrandonumafria.blogspot.com/

Hugo disse...

Alan - É o pior entre os três filmes.

Philip - Principalmente o filme original.

Abraço

Anônimo disse...

tb concordo o primeiro filme é the best, o segundo,só comecei a gostar depois de assistir trocentas vezes, tipo, é legalzinho, mas nem compara ao primeiro