quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A Ressaca


A Ressaca (Hot Tube Time Machine, EUA, 2010) – Nota 5
Direção – Steve Pink
Elenco – John Cusack, Craig Robinson, Rob Corddry, Clark Duke, Crispin Glover, Chevy Chase, Lyndsy Fonseca, Sebastian Stan, Charlie McDermott, Lizzy Caplan, Collette Wolfe.

Quando o maluco e irresponsável Lou (Robb Corddry) tenta se matar e acaba no hospital, seu dois amigos do tempo de adolescência, Nick (Craig Robinson) e Adam (John Cusack) resolvem tentar melhorar o astral do sujeito o levando para um hotel numa cidade nas montanhas onde eles passaram as melhores férias da vida vinte anos antes. 

Como os três estão na chamda crise na meia-idade e frustrados com a vida que tem, a viagem pode ser uma chance de se divertir. Eles levam ainda o jovem Jacob (Clark Duke) sobrinho de Adam. No hotel os amigos decidem entrar na mesma hidromossagem que utilizaram há vinte anos e por um defeito na máquina acabam voltando no tempo para 1986, onde terão de enfrentar as mesmas situações malucas que viveram no passado. 

Pegando carona no sucesso de “Se Beber, Não Case!”, este filme tem uma premissa que poderia render um filme extremamente divertido, ao mostrar as coisas engraçadas dos anos oitenta pelos olhos de adultos que voltam a adolescência, porém o roteiro é muito ruim e se prende em piadas de baixo nível. Até mesmo a trilha sonora da época que sempre rende boas sequências, aqui deixam a sensação de que faltou serem melhores exploradas. 

Os poucos momentos de destaque são as engraçadas participações de Crispin Glover (o pai de Michael J.Fox no primeiro “De Volta Para o Futuro”) como o carregador de malas do hotel e a homenagem ao comediante Chevy Chase, famoso nos anos oitenta, que aqui interpreta o sujeito que conserta a hidromassagem. 

Diferente de “Se Beber, Não Case!”, falta carisma aos personagens, salvando-se o engraçado Craig Robinson. Já Rob Corddry faz um personagem irritante e o jovem Clark Duke tem um papel que seria muito mais engraçado com Jonah Hill por exemplo. Até mesmo o bom ator John Cusack parece perdido em meio ao tiroteio de situações idiotas. 

4 comentários:

Sarah disse...

Hum, não tive oportunidade de conferir o filme... No entanto, não considero que valha muito a pena. Mas gosto imenso de John Cusack ;)

Sarah
http://depoisdocinema.blogspot.com

alan raspante disse...

Não tenho vontade de conferir este. Passo...

Natalia Xavier disse...

Achei péssimo esse filme o.O Tipo, é um tema que mesmo batido é bem bacana. Mas não souberem trabalhar a ideia. Além de ser um grande desperdicio pra entrar na carreira de Cussack, rs.

Abs!

Hugo disse...

Sarah, Alan e Natália - Infelizmente é um filme muito fraco.

Abraço