quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Escritores da Liberdade & O Preço do Desafio


Escritores da Liberdade (Freedom Writers, EUA, 2007) – Nota 7,5
Direção – Richard LaGravenese
Elenco – Hilary Swank, Patrick Dempsey, Scott Glenn, Imelda Staunton, April Lee Hernandez, Mario, Kristin Herrera, Robert Wisdom.

O longa é baseado na história real da professora Erin Gruwell (Hilary Swank), que começou a lecionar nos anos noventa em uma escola pública em Los Angeles, onde os alunos se dividiam em grupos étnicos e vários deles participavam de gangues. A princípio sendo tratada como uma intrusa, aos poucos a professora Erin consegue quebrar as barreiras raciais e transformar aqueles jovens a margem da sociedade em seres humanos que aprendem a respeitar para serem respeitados. 

O filme é narrado pela personagem Eva (April Lee Hernandez), através de um diário que os alunos foram motivados pela professora a escrever e que anos depois se transformou num livro que serviu de base ao filme. 

Apesar da história mostrar a mudança dos alunos com certa facilidade, vale como exemplo de que não é impossível fazer com que jovens perdidos na vida encontrem seu caminho, lógico que isso depende também da vontade da própria pessoa. 

A cena de maior destaque é a conversa dos jovens com a senhora austríaca que deu abrigo a Anne Frank na Segunda Guerra, filmada de modo simples e ao mesmo tempo extremamente emotiva.

O Preço do Desafio (Stand and Deliver, EUA, 1988) – Nota 7,5
Direção – Ramon Menendez
Elenco – Edward James Olmos, Lou Diamond Phillips, Andy Garcia, Rosana de Soto, Carmem Argenziano, Estelle Harris.

Jaime Escalante (Edward James Olmos) se desliga de seu emprego para lecionar numa escola pública em Los Angeles, onde a maioria dos alunos pertence a famílias problemáticas e convivem diariamente com drogas e violência. Escalante deveria ser o professor de informática, porém descobre que a escola não possui computadores e por este motivo é designado para dar aulas de matemática. 

Logo ele percebe todos os problemas que terá de enfrentar, além dos já citados, também o desinteresse dos alunos no estudo, principalmente por acreditarem que suas vidas não tem futuro. A persistência de Escalante mudará a vida de vários alunos, inclusive levando a própria escola a duvidar dos seus métodos. 

Estes é um dos grandes filmes sobre professores idealistas, tendo como ponto principal a interpretação de Edward James Olmos, que na época era conhecido por papéis de coadjuvante em “Blade Runner” e na série “Miami Vice’ onde por alguns temporadas fez o Tenente Castillo e aqui confirmou ser um ótimo ator, sendo até indicado ao Oscar.


9 comentários:

Cristiano Contreiras disse...

Eu acho que "Escritores da Liberdade" é um bom filme, ainda mais pela boa atuação de Swank que aqui não decepciona. O filme não tem adornos, mas é interessante! Um abraço, até!

@philipsouza disse...

Escritores de Liberdade vem sendo conceituado, e uma historia interessante...

abraços

Philip Rangel
http://entrandonumafria.blogspot.com/

Ana disse...

Oi, Hugo :) Não assisti nenhum dos dois, mas gostei que você tenha selecionado dois filmes com propostas semelhantes. Os dois me interessaram. Gosto de temas de superação, que fazem o espectador refletir. Ótimas dicas.

Sobre o comentário lá no blog:

Assim que o filme começou, achei parecido com "Sex and the City". E isso me deixou ainda mais interessada no filme, pois os dois são muito bons. o/
Aí qdo vi os excessos de cuidados dos meninos com o carro, lembrei da Ferrari vermelha que o Ferris, de "Curtindo a vida adoidado", saía dirigindo. Foi muito divetido. :D
"Superbad" não assisti ainda, mas vou adicionar na minha lista. =)

Bjs ;)

Kuki Bertolini disse...

Oi,Hugo!!Escritores da Liberdade é um filme delicioso!Eu sempre adorei os trabalhos da Swank(menos em um filme lá que ela fez depois que ganhou o Oscar de melhor atriz por Menina de Ouro,por não curtir nem lembro o nome!!!kkkk...)Ela despertou meu interesse naquele Meninos não choram,por seu papel maravilhoso me cativou.Adorei o post,Hugo!!Abraçãooo!!! =D

Gabriel Neves disse...

Gosto de Escritores da Liberdade, dou até a mesma nota que você. É um filme muito bem feito. Mas nunca vi O Preço do Desafio, vou procurar depois.

KA disse...

Gostei das sugestões. Me interessei principalmente pela primeira. Perguntinha, a Imelda Staunton faz que personagem? Por acaso, é uma professora mandona e psicopata como seu papel em Harry Potter? Nossa, ela está muito oidiosa como Dolores Umbrige - é uma ótima atriz!
Neste rol de temas, o inequecível para mim é Ao mestre com carinho, com Sidney Poltier, ao som daquela baladinha lendária...
Abs

Hugo disse...

Cristiano - É um filme simples que vai direto ao ponto;

Philip - Valeu pela visita, em seguida conhecerei seu blog.

Ana - Eu lembrei de "Superbad" em virtude do seu texto, mas ainda preciso assistir para ter uma opinião.

Kuki - Hilary Swank é uma ótima atriz que procure sempre papéis bem diferentes. É uma atriz que venceu pelo talento, não pela beleza.

Gabriel - Pode procurar "O Preço do Desafio", tem uma temática bem semelhante e uma grande atuação de Edward James Olmos.

Ka - Imelda Staunton faz o papel de professora que também é a coordenadora da escola, sendo totalmente ressentida com os alunos.

Já "Ao Mestre com Carinho" é o pai deste tipo de filme, foi o primeiro que fez sucesso tendo um professor como "herói".

Abraço a todos

Amanda Aouad disse...

Gosto de Escritores da Liberdade, realmente a mudança parece rápida no filme, mas é envolvente, não soa falsa. E a cena com a senhora austríaca é mesmo ótima. O preço do desafio não vi.

bjs

Hugo disse...

Amanda - Se tiver oportunidade, assista também "O Preço do Desafio".

Bjos