sexta-feira, 22 de junho de 2018

Crimes Ocultos

Crimes Ocultos (Child 44, República Tcheca / Inglaterra / EUA / Rússia, 2015) – Nota 6,5
Direção – Daniel Espinosa
Elenco – Tom Hardy, Gary Oldman, Noomi Rapace, Joel Kinnaman, Fares Fares, Paddy Considine, Vincent Cassel, Nikolaj Lie Kaas, Agnieszka Grochowska, Jason Clarke, Ned Dennehy.

Moscou, 1953. Leo Demidov (Tom Hardy) é um oficial do exército soviético considerado herói nacional por sua participação na Segunda Guerra. 

Casado com a professora Raisa (Noomi Rapace), Demidov é invejado por outro oficial, o covarde Vasili (Joel Kinnaman). Uma acusação de traição contra sua mulher e um série de assassinatos de crianças obrigam Demidov a enfrentar o terrível regime comunista. 

Baseado no primeiro livro de um trilogia escrita por Tom Rob Smith, este longa foca em diversos temas ligados a antiga União Soviética de forma rasa. O personagem principal é um sobrevivente da tragédia de Holodomor na Ucrânia, fato citado rapidamente no início. 

O assassino das crianças é inspirado no psicopata real chamado Andrei Chikatilo, que matou mais de cinquenta pessoas entre 1978 e 1990 e que teve sua história contada em dois filmes, o razoável “Evilenko” e o ótimo “Cidadão X”

Para o governo soviético no comunismo não existiam criminosos violentos ou psicopatas. Este tipo de crime era acobertado e resolvido de uma forma em que a população jamais soubesse a verdade, situação que é bem detalhada neste “Crimes Ocultos” e nos dois filmes que citei. 

O roteiro explora também o medo das pessoas em serem denunciadas por traição, pois existiam espiões do governo infiltrados entre a população. 

É uma pena que o filme não se aprofunde nos temas. O resultado é apenas razoável.

4 comentários:

Luli Ap disse...

Que pena que o filme não se aprofunda no tema que é interessante.
Mesmo assim vou anotar aqui, esse é Cidadão X e Evilenko.
Não sabia que era baseado numa trilogia.
Não lembro de ter lido nada de Tom Rob Smith.
Bjs Luli

Hugo disse...

Luli - Também não conheço os livros. O filme é interessante apenas.

Bjos

Liliane de Paula disse...

Tudo ou quase tudo com Tom Hardy me interessa.
Acho além de bonito um bom ator.
Essa história deve mostrar a União Soviética de antes.

Do autor do livro nunca ouvi falar.

Hugo disse...

Liliane - A história se passa na União Soviética nos anos cinquenta.