quinta-feira, 23 de abril de 2015

Os Desafinados

Os Desafinados (Brasil, 2008) – Nota 5,5
Direção – Walter Lima Jr
Elenco – Rodrigo Santoro, Cláudia Abreu, Selton Mello, Alessandra Negrini, Ângelo Paes Leme, Jair Oliveira, André Moraes, Genésio de Barros, Antonio Pedro, Vanessa Gerbelli, Arthur Kohl, Benê Silva, Renato Borghi, Ailton Graça.

No início dos anos sessenta, quatro amigos (Rodrigo Santoro, Ângelo Paes Leme, Jair Oliveira e André Moraes) montam o grupo musical “Os Desafinados” e participam de uma espécie de concurso para tocar em Nova York. Mesmo não sendo escolhido, o grupo decide viajar para tentar a sorte nos Estados Unidos, com a companhia do jovem cineasta Dico (Selton Mello). Um dos integrantes, Joaquim (Rodrigo Santoro), deixa a namorada grávida (Alessandra Negrini) prometendo voltar logo, porém ao chegar em Nova York, se envolve com a cantora Glória (Cláudia Abreu). Em paralelo, vemos o reencontro dos amigos nos dias atuais, quando Dico (agora interpretado por Arhur Kohl) deseja fazer um documentário sobre a banda. 

Alguns cineastas brasileiros, geralmente os que surgiram na década de sessenta e foram ligados ao chamado “Cinema Novo”, insistem até hoje em contar tramas semelhantes ao que passaram na vida e principalmente citar ditadura, repressão e Bossa Nova, quase sempre de forma rasa. O diretor Walter Lima Jr seguiu esta linha, tentando fazer um longa sobre a “sua geração”, que na verdade mostra a realidade apenas dos jovens da classe alta carioca dos anos sessenta, passando longe da geração da época. 

A premissa e a primeira metade chegam a ser interessantes, com os jovens tentando começar uma carreira na América, porém a trama se perde em meio a ciranda amorosa e as sequências em que o diretor tenta inserir questões políticas. Os agentes de deportação são risíveis, a cena da artista que deseja esconder o marido subversivo parece fora do contexto e a absurda sequência na Argentina, que foi criada apenas para mostrar como a ditadura por lá foi cruel.

Foi um filme que me decepcionou, daqueles onde tudo parece bem feito, mas o conteúdo é vazio. Para piorar, nada mais chato que ouvir um sem número de canções da Bossa Nova. Quem gosta do estilo musical, ao menos irá se divertir com as canções. 

2 comentários:

Chris Eldridge disse...

Eu já passei por esse filme várias vezes na locadora, mas nunca tive muito interesse.

Movies Eldridge.
http://movieseldridge.blogspot.com.br/

Pedrita disse...

eu gosto muito desse filme. vi no cinema. comentei aqui http://mataharie007.blogspot.com.br/2008/09/os-desafinados.html