quinta-feira, 16 de maio de 2019

22 de Julho

22 de Julho (22 July, Noruega / Islândia / EUA, 2018) – Nota 7,5
Direção – Paul Greengrass
Elenco – Anders Danielsen Lie, Jonas Strand Gravli, Jon Oigarden, Maria Bock, Thorbjorn Harr, Seda Witt, Isak Bakli Aglen.

No dia 22 de Julho de 2011, Anders Behring Breivik (Anders Danielsen Lee) colocou uma bomba em frente a edifícios do governo norueguês em Oslo. Após a explosão, o rapaz seguiu de carro para um acampamento de verão em uma ilha próxima e assassinou vários adolescentes. 

Considerado o pior ataque terrorista ocorrido na Noruega, este longa foi adaptado para o cinema pelo diretor Paul Greengrass, que se baseou em um famoso livro sobre o caso. 

Este é o quarto trabalho do diretor baseado em uma história real envolvendo violência como consequência de ódio e preconceito. Os ótimos “Domingo Sangrento”, “Voo United 93” e “Capitão Phillips” são superiores a este que comento, que mesmo assim é um bom filme. 

O longa pode ser dividido em duas partes. A primeira hora é bem mais intensa ao focar na ação do terrorista, chegando até o momento de sua captura. A parte final muda o chave e transforma a história em um drama que também é dividido em duas subtramas. O julgamento do protagonista e sua relação com seu advogado (Jon Oigarden) que é obrigado a defendê-lo e o sofrimento de um jovem sobrevivente (Jonas Strand Gravli) ao lado de sua família. 

O destaque do elenco fica para Anders Danielsen Lie, que aos poucos vai construindo uma boa carreira (“A Noite Devorou o Mundo” e “Oslo, 31 de Agosto”) e que aqui interpreta o assustador terrorista de sangue gelado e totalmente sem remorso. 

É um filme extremamente forte que merece ser conhecido.

Um comentário:

Luli Ap. disse...

Não lembrava desse ataque terrorista na Noruega nem conhecia o livro.
Fiquei curiosa e quero assistir.
Bjs Luli
https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br