sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Bombas! Comédias dos Anos Oitenta

Os Sete Suspeitos (Clue, EUA, 1985) – Nota 5
Direção – Jonathan Lynn
Elenco – Tim Curry, Madeline Kahn, Christopher Lloyd, Eileen Brennan, Michael McKean, Martin Mull, Lesley Ann Warren, Colleen Camp, Lee Ving.

New England, 1954. Seis convidados são recebidos em uma mansão isolada por um mordomo (Tim Curry) e pela empregada (Colleen Camp). Logo eles descobrem que foram convidados pelo homem que os está chantageando (o péssimo Lee Ving). As luzes se apagam e o sujeito é assassinado. Antes da chegada da polícia eles tentam descobrir quem é o assassino. Esta comédia de poucas risadas é uma versão para o cinema do conhecido jogo de tabuleiro “Detetive”. O fraco roteiro foi escrito pelos diretores John Landis e Jonathan Lynn.

Voluntários da Fuzarca (Volunteers, EUA, 1985) – Nota 6
Direção – Nicholas Meyer
Elenco – Tom Hanks, Rita Wilson, John Candy, Tim Thomerson, Gedde Watanabe, Xander Berkeley.

Após se formar em Harvard, Lawrence Bourne III (Tom Hanks) é ignorado pelo pai ao pedir dinheiro para pagar uma enorme dívida que contraiu com jogo. Com medo dos cobradores, ele entra para o Corpo da Paz e segue para a Tailândia. O trabalho principal é ajudar na construção de uma ponte, porém problemas com o exército americano, com traficantes locais e com rebeldes comunistas resultam em uma grande confusão.

Maxie (Maxie, EUA, 1985) – Nota 5
Direção – Paul Aaron
Elenco – Glenn Close, Mandy Patinkin, Ruth Gordon, Barnard Hughes, Valerie Curtin, Harry Hamlin.

O casal Jan (Glenn Close) e Nick (Mandy Patinkin) muda para um antigo apartamento em San Francisco. Uma vizinha idosa (Ruth Gordon) avisa que uma jovem atriz dos anos vinte morreu em um acidente doméstico um dia antes de fazer um teste para um filme e que o espírito da garota ainda vaga pelo apartamento. Não demora para o espírito tomar o corpo da pobre Jan. Esta comédia de poucas risadas tentou seguir o rastro do sucesso de “Um Espírito Baixou em Mim” que foi protagonizado por Steve Martin um ano antes, porém falhou.  

Vibes (Vibes, EUA, 1988) – Nota 6
Direção – Ken Kwapis
Elenco – Cyndi Lauper, Jeff Goldblum, Julian Sands, Googy Gress, Peter Falk, Michael Lerner, Elizabeth Peña

Um casal de videntes (Cyndi Lauper e Jeff Goldblum) é contratado por um sujeito (Peter Falk) que deseja encontrar a filha que aparentemente desapareceu no interior do Equador. O que o casal não sabe é que o verdadeiro objetivo do homem é encontrar um tesouro escondido em uma montanha isolada. Esta comédia explora parte do argumento de “Tudo Por uma Esmeralda” e insere pitadas de fantasia com a questão do videntes, além de tentar emplacar como atriz a cantora pop Cyndi Lauper. Vale por algumas sequências divertidas e pelas locações. 

Executivos em Apuros (Head Office, EUA, 1985) – Nota 5
Direção – Ken Finkleman
Elenco – Judge Reinhold, Lori Nan Engler, Eddie Albert, Rick Moranis, Jane Seymour, Wallace Shawn, Danny DeVito, Don King, George Coe, John Kapelos.

Após se formar em finanças na universidade, Jack Issel (Judge Reinhold) é contratado por uma grande empresa que está transferindo sua operação para outro país, com o objetivo de pagar menos impostos. Por ser filho de um senador, Jack é promovido rapidamente de cargo. A empresa deseja que o senador vote a favor de um determinado projeto que os ajudaria. Ao mesmo tempo, Jack se envolve com a filha rebelde do CEO (Lori Nan Engler). A tentativa de criticar as grandes empresas é o ponto principal desta comédia fraca, que tentou alavancar a carreira de Judge Reinhold, que teve algum destaque como coadjuvante em “Um Tira da Pesada”. O filme e a carreira do ator não decolaram.

Papai Fantasma (Ghost Dad, EUA, 1990) – Nota 3
Direção – Sidney Poitier
Elenco – Bill Cosby, Kimberly Russell, Denise Nicholas, Ian Bannen, Barry Corbin, Christine Ebersole, Dana Ashbrook.

O viúvo Elliot Hopper (Bill Cosby) está tentando reorganizar a vida para cuidar dos três filhos, quando acaba sofrendo um acidente de automóvel e ficando em coma. Enquanto seu corpo luta para sobreviver, o espírito de Elliott vaga pela cidade tentando ajudar os filhos. Esta fraca comédia foi um enorme fracasso na carreira do astro da tv Bill Cosby. Na época, ele fazia muito sucesso com o “The Cosby Show”. O filme também é um dos fracassos do ator Sidney Poitier na direção. Ele jamais alcançou nesta função o mesmo sucesso como ator.

A Leste de Los Angeles (Born in East L.A., EUA, 1987) – Nota 5
Direção – Cheech Marin
Elenco – Cheech Marin, Daniel Stern, Paul Rodriguez, Jan Michael Vincent, Kamala Lopez, Tony Plana.

Rudy (Cheech Marin) é filho de mexicanos, porém nasceu em um bairro latino de Los Angeles. Confundido como imigrante ilegal, Rudy é deportado para o México. Sem ter como provar ser americano, ele tentará voltar ao país atravessando a fronteira pelo deserto. O roteiro escrito pelo próprio ator e diretor Cheech Marin tenta fazer piada e também crítica social explorando a questão do preconceito contra latinos. 

Um Noivo Por Acaso (The Shrimp on the Barbie, EUA, 1990) – Nota 4,5
Direção – Alan Smithee (Michael Gottlieb)
Elenco – Cheech Marin, Emma Samms, Vernon Wells, Bruce Spence.

Carlos (Cheech Marin) não conseguiu fazer carreira como ator e foi obrigado a trabalhar como garçom em um restaurante mexicano. No trabalho ele faz amizade com Alex (Emma Samms), que namora um atleta brucutu (Vernon Wells). O pai de Alex é um milionário que não gosta do noivo da filha. Para enganar o pai, Alex pede para Carlos assumir o falso  papel de noivo. O problema é que os dois acabam se apaixonando. O roteiro tenta explorar o humor em relação ao preconceito do pai em relação aos pretendentes da filha e também a clássica disputa entre pobre e ricos, mas resulta em poucas risadas.

4 comentários:

Pedrita disse...

ai socorro, vamos lá. nossa, acho que não vi nada. pelo menos acho que não perdi nada. beijos, pedrita

Hugo disse...

Pedrita - Não perdeu nada realmente.

Bjs

Liliane de Paula disse...

Comédias não gosto.
Nunca acho graça.

Hugo disse...

Liliane - Estas que comentei realmente são fracas.