quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Cidade Louca

Cidade Louca (Madtown, EUA, 2016) – Nota 7
Direção – Charles Moore
Elenco – Milo Ventimiglia, Rachel Melvin, Amanda Aday, John Billingsley, Bonita Friedericy, Matt Lockwood, Joshua Elijah Reese.

Na cena inicial, um jovem assustado (Milo Ventimiglia) entra no palco de um bar para se apresentar em um show de stand up. Ele diz que falará apenas a verdade e inicia contando sua vida. 

Em seguida, descobrimos em flashback que o jovem é o solitário Denny Briggs, que ao conseguir um emprego em uma lanchonete passa a fazer parte da família do casal de donos (John Billingsley e Bonita Friedericy), que trata os demais funcionários como filhos. 

Quando sua irmã (Amanda Aday) ganha liberdade após vinte anos de prisão, a vida de Denny vira de ponta de cabeça. Uma tragédia do passado liga os dois irmãos e volta a assombrar o pobre Denny. 

Esqueçam o título que lembra uma comédia, o grande acerto deste simpático e ao mesmo triste longa está na forma como são construídas as relações entre os personagens.

Por mais que as pessoas cresçam em famílias desajustadas, sempre existirá a chance na vida adulta de cada um escolher sua nova família através das amizades e das relações afetivas. 

O roteiro também acerta no desenvolvimento dos personagens, ao criar um passado para cada um deles. 

O resultado é uma agradável surpresa para quem gosta de drama sobre familia a relacionamentos.

2 comentários:

Luli Ap disse...

Puxa de cara pensei mesmo que fosse uma comédia, mas é um drama e bem interessante com boas atuações e um roteiro inteligente.
Já vai para a listinha.
Bjs Luli

Hugo disse...

Luli - O título engana e o filme é bem interessante.

Bjs