quarta-feira, 21 de março de 2012

Testemunha de Acusação

Testemunha de Acusação (Witness for the Prosecution, EUA, 1957) – Nota 9
Direção – Billy Wilder
Elenco – Tyrone Power, Marlene Dietrich, Charles Laughton, Elsa Lanchester, John Williams, Henry Daniell, Ian Wolfe.

Leonard Vole (Tyrone Power) é o principal suspeito de assassinar uma viúva rica. Sorridente e confiante, Leonard não acredita correr perigo, mas mesmo assim contrata o veterano advogado Wilfrid (Charles Laughton), especialista em causas perdidas para defendê-lo. A situação se complica ainda mais quando Christine (Marlene Dietrich), esposa de Leonard, resolve testemunhar a favor da acusação, podendo ser a responsável pela condenação do marido. 

Este elogiado longa é um dos melhores dramas de tribunal de todos os tempos, principalmente pelo engenhoso roteiro que cria uma ótima surpresa final, está recheado de diálogos afiados, com destaque ainda para os papéis da diva Marlene Dietrich e do célebre ator inglês Charles Laughton. 

Por sinal, apesar do nome do galã Tyrone Power (em seu último filme) ser o primeiro na tela, o personagem de Laughton é o grande destaque. O veterano, doente e turrão advogado que gosta de beber e fumar, tem respostas irônicas para tudo e uma inteligência acima da média, roubando completamente o filme. 

O longa foi indicado a seis prêmios Oscar, entre eles Laughton para Melhor Ator, Elsa Lanchester para Atriz Coadjuvante e Billy Wilder para direção, mas não venceu sequer uma categoria. 

Como curiosidade, o ator Laughton dirigiu apenas um filme em sua carreira, outro grande clássico, o suspense “O Mensageiro do Diabo” com Robert Mitchum. 

5 comentários:

Amanda Aouad disse...

Adoro, um clássico de Billy Wilder. As reviravoltas no caso são ótimas e bem arquitetadas.

bjs

Jefferson Clayton Vendrame disse...

Grande Hugo, Como vai?
Cara sou louco para ver esse filme, percebi pela foto que ele foi lançado agora pela Classicline, ótimo, eles estão trazendo bons títulos e com preços melhores ainda... vou procurar já em algum site. Ótimo Post.

Grande abração

Caroline Motta disse...

Já li o livro e é muito bom! Estou louca para assistir ao filme.

Victor Ramos (Jerome) disse...

Grande clássico.

Temos crítica para ele lá no Injeção Cinéfila.

Abs!

Hugo disse...

Amanda - Billy Wilder deixou uma carreira magnífica.

Jefferson - É um filme que vale a pena ter na coleção.

Carolina - Assista, acredito que vai gostar.

Victor - Visitarei a postagem no seu blog.

Abraço a todos