sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Os 33

Os 33 (The 33, Chile / EUA, 2015) – Nota 7
Direção – Patricia Riggen
Elenco – Antonio Banderas, Rodrigo Santoro, Juliette Binoche, Gabriel Byrne, Lou Diamond Phillips, Mario Casas, Jacob Vargas, James Brolin, Juan Pablo Raba, Oscar Nuñez, Tenoch Huerta, Marco Treviño, Adriana Barraza, Kate del Castillo, Cote de Pablo, Elizabeth De Razzo, Bob Gunton, Paulina Garcia.

Agosto de 2010. Um grupo de trinta e três mineiros conseguiu sobreviver ao desmoronamento de uma mina no Deserto de Atacama no Chile. O problema é que os homens se abrigaram num local chamado de “refúgio” que fica a setecentos metros de profundidade e que foi selado por uma gigantesca pedra que se movimentou. Durante sessenta e nove dias, os homens ficaram presos neste inferno antes de serem resgatados. 

Não existem surpresas quanto a história real que foi tema dos noticiários do mundo inteiro na época. O roteiro detalha de forma didática a dificuldade das equipes de resgate atuarem, elas que foram chamadas apenas após o governo chileno tomar o controle da mina que era de um empresa particular e assim tornar o salvamento uma espécie de propaganda política. 

A falta de estrutura para o trabalho nas minas é algo absurdo. Praticamente nenhuma comida estocada como garantia de sobrevivência para este tipo de situação, escadas de salvamento que não foram terminadas e o total desprezo da empresa em relação a vida dos mineiros. Fica claro que muitas outras situações semelhantes ocorreram pelo mundo e a tentativa de resgate sequer existiu. 

A grande quantidade de personagens dificulta um pouco a narrativa, por este motivo o roteiro foca nas situações mais importantes. Vale destacar o elenco internacional recheado de famosos, como Antonio Banderas como o líder informal dos mineiros, Rodrigo Santoro interpretando um político e a curiosidade de ver a francesa Juliette Binoche no papel de uma chilena irmã de um dos mineiros.

6 comentários:

Pedrita disse...

é um absurdo mesmo. tudo é surreal e pior, real. como as vítimas de mariana, ninguém foi indenizado ou culpado. igual ao brasil. beijos, pedrita
comentei aqui https://mataharie007.blogspot.com/2016/09/os-33.html

Hugo disse...

Pedrita - Estas tragédias em países corruptos como Brasil são tratadas com descaso pelas autoridades. As vítimas são apenas números e seus familiares sofrem por anos para tentar alguma reparação na justiça.

Bjs

Liliane de Paula disse...

Esse filme tem um elenco imenso.
Já iniciei e não terminei, exatamente porque tinha acompanhado os noticiários.
Terrível, terrível vê o descaso com os sobreviventes.
Mas, lembro sempre que se temos governantes corruptos é porque elegemos corruptos.

Hugo disse...

Liliane - A história não tem surpresas. Ela foi detalhada completamente na época do ocorrido.

Luli Ap disse...

Gostei do filme e das atuações.
Por muitas vezes o ambiente é sufocante.
A resiliência e esperança são palpáveis assim como com a vida em risco os conflitos.
Triste pensar que hoje em dia aconteça tanto disso em tantos lugares do mundo e são na maioria das vezes tratados como estatística :(
Bjs Luli

Hugo disse...

Luli - Trabalhar em minas é algo terrível. Existem outros filmes mais antigos que focam neste tema. Um dos grandes clássicos sobre o tema é "Como Era Verde o Meu Vale".

Bjs