sábado, 4 de agosto de 2018

Bomb City

Bomb City (Bomb City, EUA, 2017) – Nota 7
Direção – Jameson Brooks
Elenco – Dave Davis, Glenn Morshower, Logan Huffman, Lorelei Linklater, Eddie Hassell, Henry Knotts, Luke Shelton.

Amarillo, Texas, 1997. Após viver algum tempo em Nova York, o jovem Brian (Dave Davis) volta para a cidade e reencontra seus amigos que curtem o movimento punk. 

Vistos como inimigos pelos jovens de classe média, principalmente os jogadores de futebol colegial da cidade, aos poucos a tensão entre os grupos aumenta, chegando até um inevitável e violento confronto. 

Baseado numa história real, este longa segue duas narrativas. A principal mostra a escalada da tensão entre os jovens e a secundária foca em um julgamento que é consequência do conflito. 

É interessante conferir o filme sem saber toda a história, pois os detalhes do julgamento não deixam claro quem são o réu e a vítima até próximo do final. 

O roteiro explora a questão do preconceito em relação a quem não se encaixa nas “regras do sistema”. 

É um filme simples, violento em alguns momentos e que vai direto ao tema sem rodeios.

6 comentários:

Liliane de Paula disse...

Detesto punk.
Nem vejo razão para alguém de sã consciência se apresentar assim.
Nem sei o que significa aquilo.
Tem alguma coisa interessante nessa cultura que não seja chocar?

Consegui gravar Juventudes Roubadas e O sentido do fim.
Mas ainda não vi.

Vc já viu "Segredos de um funeral" com Robert Duvall e Sissy Space de 2010?
Quero gravar.
Há pouco passou na madrugada, na Globo.

Hugo disse...

Liliane - Acredito que vc irá gostar destes dois filmes.

Eu ainda não vi "Segredos de um Funeral".

Luli Ap disse...

Lembrei da minha fase gótica suave,com olho marcado e moda all black hihihi
Gostei da premissa por ir direto ao ponto, tratar de intolerância e gosto de películas com julgamento.
Já anotei a indicação.
Bjs Luli

Hugo disse...

Luli - Foi uma boa surpresa. É um filme interessante.

Bjs

Marília Tasso disse...

Gosto da temática, logo logo vou conferir!!

Hugo disse...

Marília - Espero que goste.