sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Megan Leavey

Megan Leavey (Megan Leavey, EUA, 2017) – Nota 7
Direção – Gabriela Cowperthwaite
Elenco – Kate Mara, Edie Falco, Ramon Rodriguez, Common, Tom Felton, Will Patton, Bradley Whitford, Miguel Gomez.

Em 2003, a jovem Megan Leavey (Kate Mara) leva uma vida sem perspectivas após a morte de um amigo. Desempregada e tendo um péssimo relacionamento com a mãe (Edie Falco), ela decide se alistar no exército. 

Após enfrentar um difícil treinamento e conseguir se formar, Megan ainda se mostra perdida. Tudo muda quando surge a chance de treinar um cão para ser farejador de explosivos. É o início de uma belíssima amizade com o animal e também a oportunidade de mostrar seu valor como soldado.

Baseado numa história real, este interessante longa pode ser dividido em duas partes. A primeira foca no treinamento da protagonista e na sua atuação no deserto do Iraque. A segunda metade muda a história ao criar uma situação em que Megan é obrigada a lutar de uma forma diferente da guerra. 

Ao mesmo tempo em que a história de vida da protagonista é dura e cheia de desafios, fica claro também que ela é uma pessoa complicada, muito por causa do relacionamento com a família. 

Mesmo com Kate Mara sendo boa atriz, fica um pouco estranho acreditar nela no papel de soldado. A verdadeira Megan Leavey, que aparece rapidamente no longa, é bem mais forte que a atriz. 

O resultado é um bom filme, que emociona em alguns momentos através da relação da protagonista com o cão.

2 comentários:

Luli Ap disse...

Eu gostei, gostei do diferencial de treinamento e adestramento do exército, dos soldados pets, de como ela fica no canil com ele até estabelecer confiança e de como ela se esforça para ficar com ele.

Hugo disse...

Luli - Realmente ficou bem interessante conhecer como funciona o treinamento do soldado com o cão. Essa primeira parte foi melhor que parte final focando no drama.

Bjs