segunda-feira, 13 de agosto de 2012

V de Vingança

V de Vingança (V for Vendetta, EUA, 2005) – Nota 8
Direção – James McTiegue
Elenco – Natalie Portman, Hugo Weaving, Stephen Rea, Stephen Fry, John Hurt, Tim Pigott Smith, Rupert Graves, Roger Allam, Ben Miles, Sinead Cusack, John Standing, Eddie Marsan.

Em 2020 a Inglaterra está sob o poder de um ditador. Adam Sutler (John Hurt) comanda o país utilizando todos os canais de televisão e os jornais para fazer propaganda do governo, ao mesmo tempo em que um esquadrão especial de polícia liderado pelo sinistro Creed (Tim Pigott Smith) sequestra cidadãos que sejam considerados ameaças. 

Neste cenário surge a figura de V (Hugo Weaving) que na noite de 05 de novembro salva a jovem Evey (Natalie Portman) de ser violentada por dois policiais que trabalham para Creed. Na mesma noite, V convida Evey para um evento, que para supresa da garota é um atentado que derruba um velho edifício do governo. Além disso, V consegue invadir um canal de televisão e transmitir um comunicado convidando o povo a se rebelar e avisando que no dia 05 de novembro do ano seguinte ele daria início a revolução. Durante um ano Sutler exige que Creed localize V e Evey. Em paralelo, o inspetor de polícia Finch (Stephen Rea) investiga o caso e descobre terríveis segredos. 

Após a trilogia “Matrix”, os irmãos Wachowski resolveram produzir este longa baseado em quadrinhos de Alan Moore, que por seu lado se inspirou no duro governo de Margareth Thatcher na Inglaterra dos anos oitenta para criar a história, que lembra também a Alemanha Nazista, inclusive na interpretação de John Hurt que pode ser comparado a Hitler, a polícia de Creed seria a SS e a propaganda governamental semelhante ao ocorrido na Alemanha dos anos trinta. 

A política de “guerra ao terror” comandada por Bush nos EUA após 11 de setembro, provavelmente deu a ideia para os irmãos Wachowski investirem na história, mas ao invés de dirigirem o filme, deixaram o trabalho para James McTiegue, um colaborador habitual que estreou como diretor principal. O filme tem muito dos irmãos Wachowski, principalmente na recriação de Londres em estúdio, porém as cenas de luta são mais contidas do que “Matrix”, com o roteiro dando ênfase a uma trama bem elaborada e personagens interessantes. 

Stephen Rea como sempre é competente, Natalie Portman também acerta o tom como a jovem que precisa vencer seus medos e até Hugo Weaving que trabalha com um máscara o filme inteiro, consegue ter uma boa interpretação utilizando apenas a voz. 

Finalizando, a data de 05 de novembro se refere a Guy Fawkes, um revolucionário que tentou explodir o parlamento inglês neste dia em 1606, foi pego e acabou executado. A máscara utilizada por Weaving é uma reprodução do rosto de Fawkes.

10 comentários:

renatocinema disse...

Seus elogios foram merecidos.

Adoro o filme, apesar de preferir a obra original.

Rodrigo disse...

Queria convidar você a dar uma olhada no meu blog e se gostar vira seguidor. Estarei seguindo seu blog o qual eu curti bastante. Há entre e comente vai ser uma honra.
http://cinema4x4.blogspot.com.br/R

Pastor Rodrigo Almeida disse...

Queria convidar você a dar uma olhada no meu blog e se gostar vira seguidor. Estarei seguindo seu blog o qual eu curti bastante. Há entre e comente vai ser uma honra.
http://cinema4x4.blogspot.com.br/

Marcelo keiser disse...

Esse filme é ótimo, baseado em uma das obras de HQ criadas Alan Moore mais emblemáticas já feitas por ele.
Muito bom.

Abraço

Celo Silva disse...

Tive o prazer de ler o material original. Apesar de superior, principalmente no desfecho, a adaptação de V de Vingança consegue ser um bom filme, principalmente por uma inspirada Portman.

http://espectadorvoraz.blogspot.com.br

Hilarius disse...

Já linkei o teu blog,que por sinal é muito bom. Vida longa!

Hilarius

Luís disse...

Eu gosto verdadeiramente desse filme. Acho que ele todo funciona muito bem, tendo uma realização bastante eficiente. A meu ver, um verdadeiro prazer de se ver.

Hugo disse...

Renato - Não li a obra original para comparar.

Rodrigo - Já linkei o endereço do seu blog aqui e estou seguindo o seu, porém um detalhe. Talvez seja configuração do seu blog, tentei comentar sua postagem e não consegui. Não havia barra de rolagem para o campo para preenchimento de "letras e números de confirmação".

Marcelo - O teor crítica da trama é fantástico.

Celo - Natalie Portman além de bela é também ótima atriz.

Hilarius - Obrigado!

Luís - Além do roteiro, o filme é tecnicamente perfeito.

Abraço

Silvano Vianna disse...

V de vingança é um dos filmes favoritos. Adoro muito especialmente a importância para a produção da música de Tchaikovsky.

Gostei muito também da atuação do Hugo Wheaving.

Hugo disse...

Silvano - É um filme extremamente bem produzido.

Abraço