quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Amor Sem Fronteiras


Amor Sem Fronteiras (Beyond Borders, EUA, 2003) – Nota 6,5
Direção – Martin Campbell
Elenco – Angelina Jolie, Clive Owen, Teri Polo, Linus Roache, Noah Emmerich, Yorick Van Wageningen.

Sarah Jordan (Angelina Jolie) é casada com o inglês Henry Bauford (Linus Roache) e vive em meio a classe alta inglesa. Jovem mimada, ela muda seu pensamento quando durante uma festa o médico Nick Callahan (Clive Owen) invade o local com um garoto africano e cobra da elite uma ajuda para seu trabalho na África. Curiosa com o assunto e encantada pelo médico, Sarah resolve participar do trabalho e viaja para África onde se depara com uma triste realidade e começará sua mudança de pensamento. Durante anos ela mantém um caso mal resolvido com o médico sem separar do marido, até que Nick acaba sendo seqüestrado na Chechênia e ela fará de tudo para tentar resgatar seu amor. 

O longa é um folhetim romântico que utiliza a pobreza e a violência em países do terceiro mundo como parte do drama entre o casal. O filme foi massacrado pela crítica na época do lançamento, mas se não tem a qualidade de um “O Jardineiro Fiel” ou “Hotel Ruanda”, ao menos tem uma boa direção e locações extremamente bem aproveitadas, além do ótimo casal principal. Os pontos negativos principais são a previsível e complicada história de amor, além de algumas situações um tanto quanto forçadas.

5 comentários:

Cristiano Contreiras disse...

Eu não entendo o porquê de tantas críticas negativas. Ele tem um bom roteiro, ritmo e atuações críveis de Jolie e Owen! merecia ser mais apreciado!

alan raspante. disse...

Tenho curiosidade por ter Jolie, mas só.

Amanda Aouad disse...

Ainda não conferi. Fico curiosa também.

Hugo disse...

Cristiano - O problema é a história não se decidir entre drama e aventura.

Alan - Jolie sempre vale uma espiada.

Amanda - Filme apenas mediano.

Abraço a todos

Clenio disse...

Eu gosto desse filme.
Acho válido pelas suas intenções e pelo trabalho do casal central de atores.
Algumas cenas são muito boas e apesar de ser mais longo do que deveria acho que não merece as críticas negativas que sempre recebeu.

Abraços
Clênio
www.lennysmind.blogspot.com
www.clenio-umfilmepordia.blogspot.com