sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O Julgamento & O Mistério do Rosário Negro



Nesta postagem escrevo sobre dois filmes onde padres são personagens importantes na trama. Em um deles o padre vivido por Donald Sutherland é o herói e no outro o personagem de David Strathairn é o vilão.

O Julgamento (Judgment, EUA, 1990) – Nota 7
Direção – Tom Topor
Elenco – Keith Carradine, Blythe Danner, David Strathairn, Michael Faustino, Jack Warden, Bob Gunton, Dylan Baker, Mitchell Ryan, Robert Joy, Brad Sullivan.

Numa pequena cidade da Louisiana, onde grande parte das pessoas são católicas, explode um escândalo quando um casal (Keith Carradine e Blythe Danner) acusa o padre Frank (David Strathairn) de ter abusado de seu filho (Michael Faustino), que o ajudava nas misssas como coroinha. Como o padre é um sujeito querido na comunidade, muitas pessoas se voltam contra o casal iniciando uma disputa que terminará nos tribunais. 

Este telefilme é baseado em fatos reais e apesar de ter sido produzido há vinte anos, continua atual em virtude do polêmico tema que não sai das manchetes de jornal. Além da história, outro ponto alto é o elenco, com boa atuação do casal também na vida real Keith Carradine e Blyther Danner, do falecido Jack Warden e principalmente do sempre competente David Strathairn, que estrelou “Boa Noite, Boa Sorte”.

O Mistério do Rosário Negro (The Rosary Murders, EUA, 1987) – Nota 6
Direção – Fred Walton
Elenco – Donald Sutherland, Charles Durning, Belinda Bauer, Josef Sommer, Tom Mardirosian, Mark Margolis, Peter Van Norden.

Um Detroit, o padre Robert Koesler (Donald Sutherland) é abordado pela jornalista Pal Lennon (Belinda Bauer) após a morte de outro padre que estava em coma, em virtude de ter sido atacado pelo chamado “Assassino do Rosário”, que mata padres e freiras deixando um rosário negro nas mãos das vítimas. A princípio o padre Robert não se interessa pela ajuda da jornalista, mas a história muda quando o assassino resolve se confessar com ele e este não pode entregá-lo para polícia sem quebrar o sigilo sagrado da confissão, mesmo sabendo que o assassino voltará matar. 

O longa é baseado num livro de sucesso e foi adaptado para o cinema pelo escritor de histórias policiais Elmore Leonard. A história tem bom desenvolvimento, com a interessante investigação pessoal conduzida pelo padre Robert que ainda mostra um pouco da vida de padres e freiras sem as batinas, principalmente o personagem de Donald Sutherland que age mais como investigador do que padre.

3 comentários:

Karina Guimarães disse...

Boas dicas de filme pra alugar nesse fim de semana!

Bjo!

Sebo disse...

O mistério do rosário negro, não sei porque mais tenho uma certa curiosidade em relação á ele, e olha que nem parece ser um 'excelente filme'. Enfim, espero saciar a curiosidade um dia!

abs,
sebosaukerl.blogspot.com

Hugo disse...

Karina - São filmes interessantes.

Sebo - O título "O Mistério do Rosário Negro" chama a atenção.

Abraço