quinta-feira, 16 de setembro de 2010

O Vidente


O Vidente (Next, EUA, 2007) – Nota 6
Direção – Lee Tamahori
Elenco – Nicolas Cage, Julianne Moore, Jessica Biel, Thomas Kretschmann, Tory Kittles, José Zuniga.

Nicolas Cage é Cris Johnson, um mágico que se apresenta em um decadente show em Las Vegas como Frank Cadillac, porém o diferencial é que ele consegue ver sempre o que irá acontecer até dois minutos a frente, mas somente um futuro onde ele esteja envolvido. Sua única visão com maior tempo é de uma garota (Jessica Biel) por quem ele se apaixona e a espera todos os dias numa lanchonete que aparece nas suas visões. Outro detalhe é que o Cris/Frank aproveita seu dom para faturar uma grana jogando em um cassino. Sem muita explicação, ele acaba sendo vigiado pelo FBI, através da agente Ferris (Julianne Moore) que deseja usá-lo para desbaratar um possível atentado, porém os terroristas o conhecem e pretendem matá-lo antes. 

Esta história baseada num livro de Philip K. Dick, que escreveu “Blade Runner” e “O Vingador do Futuro”, tem um começo interessante apesar de alguns furos no roteiro e se desenvolve de maneira razoável, até que praticamente no meio da ação o filme acaba abruptamente, com uma explicação simplista, deixando a impressão de que o roteirista não sabia como terminar o filme. 

5 comentários:

Dan disse...

OI Hugo,

Gosto muito deste filme, vi na televisão e achei muito legal como passatempo. Daria uma nota maior e quanto ao final achei bacana.

abraços

Wally disse...

Acho esse filme tão ruim... me incomodou demais. Tudo nele, alias.

Amanda Aouad disse...

É, não é dos melhores, mas não achei o final tão ruim. Essa teoria de não saber como acabar é possível, mas ele não chegou a ser um Deus ex-machina, dentro da história aquilo faz sentido. É manhoso, mas não chega a ser absurdo.

Silvia Freitas disse...

Olá Hugo, apesar de ter deixado resposta sobre o seu post lá no blog, venho dizer aqui que tbm frequentava a festa qdo era na Agua Brabca, mas acho que o novo espaço está bem melhor. Muito maior o lugar, ficou bem distribuido e com mais mesas para podermos comer. Acho que ficou legal viu, é artesanato de um lado e cullinária do outro, vale a pena, e não tava tão lotado pra um domingo, apenas as filas pra comer, depedendo a comida que quer, demora um pouquinho.

Qto ao filme aí citado, sei lá, não sou fã de Cage. Abraços!

Hugo disse...

Dan - Eu gostei do desenrolar do filme, mas o filme deixou a desejar.

Wally - A história tinha potencial para render um filme bem melhor.

Amanda - O final pode não ser absurdo, mas é abrupto e deixa uma sensação de que algo inacabado.

Silvia - Valeu pelas informações, ainda bem melhor que o local é mais espaçoso. Vou tentar me programar para ir nesta festa.

Abraço a todos