quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Karatê Kid (2010)


Karatê Kid (The Karatê Kid, EUA / China, 2010) – Nota 7
Direção – Harald Zwart
Elenco – Jaden Smith, Jackie Chan, Taraji P. Henson, Wenwen Han.

Fui assistir ao filme esperando uma bomba, mais uma refilmagem ruim, porém mesmo sendo inferior ao original e tendo diversos defeitos, o filme é um razoável passatempo. 

A história é uma mistura das partes I (garoto sentindo-se deslocado após mudança) e II (desafio no Japão junto com o mestre) da série original, mostrando o garoto Dre Parker (Jaden Smith) sendo obrigado a se mudar para a China com sua mãe (Taraji P. Henson) que é viúva e foi transferida para aquele país. Logo de cara ele se aproxima de uma garota (Wenwen Han) mas é surrado por um valentão expert em kung fu. Mesmo sozinho na escola, sem falar a língua do país e morrendo de medo de apanhar novamente, Dre revida o ataque do violento garoto chinês e atinge também os amigos deste, que o perseguem, mas ele acaba salvo pelo zelador do prédio onde mora, Mr. Han (Jackie Chan), sujeito calado e especialista em kung fu. Começa ali uma amizade entre os dois, com Han fazendo o papel de treinador ao ensinar a arte marcial para Dre, que terá de enfrentar seus inimigos agora num torneio local de kung fu. 

O roteiro utiliza todos os clichês da história do original, que fala sobre vencer obstáculos e enfrentar seus medos, ficando claro que o filme que foi produzido por seu pai, o astro Will Smith, é voltado para tentar transformar o garoto Jaden Smith também em astro. No caso o treinamento do garoto é mostrado em diversas sequências, lembrando um pouco o estilo usado nos filmes da série “Rocky”, as cenas de luta são extremamente violentas para agradar o público jovem, além do princípio de arrogância que Jaden Smith mostra na tela, que na minha opinião, para a idade dele já está um pouco exagerado. 

Outro detalhe, para mais de duas horas de exibição, a quantidade de personagens com importância na tela é pequena, tendo de destacar Jackie Chan que faz um papel mais sério do que está acostumado e corresponde, seu carisma é fundamental para gostar do filme, apesar dele participar apenas de uma luta durante o filme, provavelmente para não ofuscar Jaden Smith.. A insuportável Taraji P. Henson que faz a mãe de Dre aparece pouco e os personagens chineses também, com destaque para o sorriso da simpática Wenwen Han e a violência dos garotos chineses lutadores. 

11 comentários:

M. disse...

Gostei do remake! Até Jackie Chan me agradou.

Silvia Freitas disse...

Olha, eu tbm gostei do remake. apesar de não gostar muito do estilo do filme, nem na primeira versão, mas vale o entretenimento.

Marcio Melo disse...

Para mim foi uma surpresa, achei divertido apesar de uma ou outra falha como você falou.

Amanda Aouad disse...

Eu achei divertido também. Melhor do que esperava. Não achei o menino tão arrogante quanto você fala, mas entendo seu ponto de vista. Ele tem um orgulho exagerado mesmo, mas acho que é da idade... Ainda mais estando desde bebê em Hollywood. Tomara que não o sucesso não suba a cabeça.

abraços

Thiago Paulo disse...

Quando saiu a notícia torci o nariz, não queria ver, mas confesso que agora estou curioso pra ver esse filme. Não sei o que mudou, mas gostei do trailer, Jack parece estar muito bem.

Abraço.

Dan disse...

Oi Hugo,

Não tenho a minima vontade de ver esse filme e acho a família Smith muito chata, ainda mais associada com o Jack Chan.

Abraços

Pedro Henrique disse...

Ainda não encarei esse. Não sei se vejo tão cedo... O original ainda me encanta quando lembro da minha infância de vadiagem.

Natalia Xavier disse...

Concordei com toda sua crítica! Apesar de eu achar o personagem de Mr Han muy fraco!

Esse Jaden Smith pelo jeito ainda vai aparecer muitooo nas telas hollywoodianas...

Abs!

Hugo disse...

M - Eu gosto de Jackie Chan, aqui faltou ele participar de mais lutas.

Silvia - Eu ainda considero a primeira versão melhor.

Marcio - Perto das muitas refilmagens atuais, o filme não faz feio.

Amanda - Posso estar errado, mas a tendência é o menino se transformar num astro bem mala...rs

Thiago - Quem gosta de Jackie Chan vai sentir falta de ele lutando, é apenas uma cena com o ator em ação.

Dan - Pensei que vc gostasse de Jackie Chan...rs

Pedro - Quem cresceu nos anos oitenta com certeza gosta bem mais do original.

Natalia - O menino tem um pai que vai fazer de tudo para alavancar a carreira dele.

Abraço a todos

Wally disse...

Quero ver. Só me assusta mesmo a duração excessiva.

Hugo disse...

Wally - A duração não irrita porque o filme é dinâmico, apesar das falhas.

Abraço