quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Bonnie & Clyde - Uma Rajada de Balas


Bonnie & Clyde – Uma Rajada de Balas (Bonnie and Clyde, EUA, 1967) – Nota 10
Direção – Arthur Penn
Elenco – Warren Beatty, Faye Dunaway, Gene Hackman, Estelle Parsons, Michael J. Pollard, Gene Wilder, Denver Pyle, Dub Taylor.

Há dois dias o cinema perdeu o diretor Arthur Penn, que durante quase cinquenta anos de carreira deixou em torno de vinte filmes, além de diversos trabalhos na tv, onde ele começou no anos cinquenta. Como homenagem estou escrevendo sobre filme mais famoso, o clássico "Bonnie & Clyde", longa feito na época mais fértil de sua carreira, que começou em 1962 com "O Milagre de Anne Sullivan", passando por "Mickey One" com Warren Beatty, o grande "Caçada Humana" que reuniu Marlon Brando, Robert Redford, Jane Fonda e Robert Duvall entre outros, chegando neste clássico e finalizando em 1970 com o faroeste "O Pequeno Grande Homem" com Dustin Hoffman. 

A história de "Bonnie & Clyde" se passa nos anos trinta, durante a Depressão Americana, onde o jovem casal Clyde (Warren Beatty) e Bonnie (Faye Dunaway) viaja pelo interior dos EUA cometendo assaltos, no início como uma aventura e depois de um tempo se tornando algo sério e violento, principalmente após se juntarem ao irmão de Clyde, o violento Buck (Gene Hackman) e sua assustada esposa Blanche (Estelle Parsons). No bando ainda está o estranho jovem C. W. (Michael J. Pollard). Esta violenta saga terminará em tragédia. 

O diretor Penn acertou em cheio ao filmar a versão de uma história real e na escolha do elenco, onde os cinco principais nomes concorrem ao Oscar e Estelle Parsons venceu como atriz coadjuvante. O filme concorreu ao total de dez prêmios Oscar e venceu ainda o de Melhor Fotografia. Como curiosidade, a pequena participação do comediante Gene Wilder marcou sua estréia no cinema.

6 comentários:

Dan disse...

Oi Hugo,

Pena, muita pena, mas é da vida não tem como, quanto ao filme, muito bom.

Abraços

Jenifer Torres disse...

Esta perda foi muito chata mesmo.
Beijos.

Hugo disse...

Dan - Infelizmente é única certeza da vida.

Jenifer - Ele se foi e deixou uma bela carreira.

Abraço

Mateus Souza disse...

Não acho um grande filme. Mas a importância de Bonnie e Clyde está no que representou para Hollywood. Foi o filme que abriu as portas da Nova Hollywood e deu um baque na indústria cinematográfica norte-americana.

Abraço.

Rodrigo Mendes disse...

Adoro este clássico Hugo. E também admiro muito o precursor: 'Mortalmente Perigosa' com PEGGY CUMMINS e JOHN DALL.

Abs.
Rodrigo

thicarvalho disse...

Realmente uma semana complicada para o cinema. Ainda não vi este filme, mas sem dúvidas, está na minha lista de obras que preciso ver. Grande abraço Hugo.

Visitem

www.cinemaniac2008.blogspot.com