segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Batman


Batman (Batman, EUA, 1989) – Nota 8
Direção – Tim Burton
Elenco – Jack Nicholson, Michael Keaton, Kim Basinger, Robert Wuhl, Billy Dee Williams, Pat Hingle, Michael Gough, Lee Wallace, Jerry Hall, Tracey Walter.

Quando criança, o milionário Bruce Wayne (Michael Keaton) viu seus pais serem assassinados pelo bandido Jack Napier (Jack Nicholson). Após o trauma, Bruce jurou proteger a cidade de Gotham City e fazer justiça a qualquer preço, com isso quando adulto acabou criando o personagem Batman. Vários anos depois, o assassino Napier está ligado ao chefão do crime Carl Grissom (Jack Palance) e durante um trabalho para o sujeito, Napier cai num tonel onde um produto químico o deixa desfigurado e com um sorriso permanente no rosto. Isto faz com que Napier se transforme no Coringa e comece a aterrorizar a cidade. 

O público de hoje que está acostumado aos Blockbusters e a seus esquemas milionários de marketing, deve creditar este fato ao filme “Batman”. A Warner resolveu jogar pesado e investiu uma fortuna na época em propagandas, com uma campanha que começou quase uma ano antes através de revistas, trailers no cinema e na TV (lembre-se que na época não existia internet, pelo menos como ela é hoje), contratou o cantor Prince que lançou um disco completo com canções sobre filme que complementam a ótima trilha sonora de Danny Elfman. 

Quando surgiram as primeiras informações do filme, muita gente, inclusive a crítica, não gostou da indicação de Michael Keaton como Batman, mas o diretor Tim Burton bateu o pé e conseguiu manter seu ator preferido na época no papel principal, isto porque um ano antes a dupla fez grande sucesso com a ótima comédia “Os Fantasmas se Divertem”. A Warner para não deixar o peso na mão dos dois apenas, contratou o figurão Jack Nicholson e ofereceu como cachê uma parte dos lucros da bilheteria, o que encheu o bolso do veterano ator. 

Hoje muitos podem não gostar deste filme, principalmente comparando com os longas de Christopher Nolan que são superiores, mas não se deve deixar de lado a importância do trabalho de Tim Burton e também a qualidade, tendo uma história bem contada, um vilão de primeira, uma bela mocinha (Kim Basinger no auge) e até um Michael Keaton competente como Batman. Por sinal, a continuação “Batman – O Retorno” é tão bom quanto este e tem ainda uma clima mais adulto.

9 comentários:

alan raspante. disse...

Tenho muita vontade de ver este filme por dois motivos: Tim Burton e Jack Nicholson, sou fã dos dois e fico imaginando no que resultou esta parceria. O filme deve ser muito bom!

Amanda Aouad disse...

Jack Nicholson é de longe a melhor coisa do filme. Apesar de adorar Tim Burton, Batman só me convenceu nas mãos de Christopher Nolan.

bjs

Wally disse...

Preciso dar uma nova chance a este. Na época achei nem mais ou menos.

Dezito disse...

O que me mais marcou neste filme foi sem dúvida o carisma de Nicholson a banda sonora excelente. O 2º filme já não atinge o mesmo nível e Batman só voltou a ser o k era em "Batman Begins".

Abç

Rodrigo Mendes disse...

Como a Amanda, Batman convence quando Christopher Nolan o refilma, e mesmo porque ele optou por contruir uma verosimilhança ótima que ficou patente nos dois últimos filmes. Só que, os dois primeiros da quadrilogia original de Burton também são obras de arte e eu ainda tenho adoração por eles.

Abs.
Rodrigo

Hugo disse...

Alan - É bem diferente da versão da Nolan, mas não deixa de ser bom.

Amanda - Não tem como comparar com o filme de Nolan, que com certeza é superior.

Wally - Para a nova geração é provável que o filme não agrade muito mesmo.

Dezito - A trilha sonora fez tanto sucesso quanto o filme.

Rodrigo - Concordo, a obra de Burton não pode ser desprezada.

Abraço a todos

Jack, The Ripper disse...

Ao contrário da opinião de muitos, penso eu que este filme é um clássico tão bom - em minha opinião, até melhor - quanto a versão de Nolan.

Este é, sem dúvida alguma, uma película que acerta em cheio no quésito do divertimento. O mais importante para qualquer película cinematográfica.

Também preferi o "Coringa" nas mãos de Jack Nicholson do que nas mãos de Heath Ledger, embora ambas interpretações sejam magníficas.

Silvia Freitas disse...

Adorei esse batman na época, foi um dos melhores, depois dos de Nolan. Gostei da atuação de Keaton, e Nicholson então, não tem nem o que falar...Perfeito!

Hugo disse...

Jack - Não considero melhor que o filme de Nolan, mas é uma visão diferente dos personagens, com o talento de Burton e Nicholson.

Silvia - Na época o filme fez um grande e merecido sucesso.

Abraço