sexta-feira, 15 de maio de 2015

As Duas Faces de Janeiro

As Duas Faces de Janeiro (The Two Faces of January, Inglaterra / França / EUA, 2014) – Nota 7
Direção – Hossein Amini
Elenco – Viggo Mortensen, Oscar Isaac, Kirsten Dunst, Daisy Bevan, David Warshofsky.

Atenas, 1960, Rydal (Oscar Isaac) é um jovem americano que vive na cidade trabalhando como guia turístico. Enganando e seduzindo jovens turistas que visitam as ruínas gregas para ganhar alguns trocados, Rydal vê uma grande chance de lucrar ao se aproximar do casal Chester (Viggo Mortensen) e Colette (Kirsten Dunst). 

A diferença de idade entre o casal, faz Rydal acreditar que a jovem está com o sujeito apenas pelo dinheiro e que também poderá conquistá-la. O que ele não imagina, é que o casal fugiu dos Estados Unidos após Chester dar um golpe em diversos investidores. Quando um detetive particular (David Warshofsky) entra em cena, a vida dos três personagens mudará completamente. 

Baseado em um livro de Patricia Highsmith, a trama tem semelhanças com “O Talentoso Ripley”, também baseado em obra da autora. 

O foco principal do roteiro está na relação de mentiras e desconfiança que surge entre os três personagens principais. É um filme em que personagem algum é inocente. 

O roteiro ainda toca no tema das diferenças entre o novo e o velho, seja na relação do casal ou na disputa entre os dois sujeitos. 

Apesar da aparente frieza da narrativa em algumas passagens, o filme tem bons momentos de suspense, como as sequências no aeroporto, na alfândega e nas ruínas de Creta. 

A fotografia explora bem os cenários naturais de Atenas, da Ilha de Creta e de Istambul. 

É um filme indicado para quem gosta de tramas contidas, focadas em personagens.

Nenhum comentário: