terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Um Parto de Viagem

Um Parto de Viagem (Due Date, EUA, 2010) – Nota 7
Direção – Todd Phillips
Elenco – Robert Downey Jr Zach Galifianakis, Michelle Monaghan, Jamie Foxx, Juliette Lewis, RZA, Marco Rodriguez, Jon Cryer, Charlie Sheen.

O arquiteto Peter Highman (Robert Downey Jr) cruza na entrada do aeroporto com o estranho Ethan Tremblay (Zach Galifianakis) e acabam trocando de malas por engano. A dupla volta a se encontrar dentro do avião e por uma confusão os dois acabam expulsos do vôo. Sem cartões ou dinheiro que ficaram em sua carteira no avião, Peter é obrigado a aceitar a carona de Ethan para voltar a Los Angeles a tempo de acompanhar o nascimento de seu filho, dando início a uma maluca viagem atravessando os EUA.

Aproveitando o sucesso de “Se Beber, Não Case”, o diretor Todd Phillips se uniu novamente a Zach Galiafiankis para criar este engraçado road movie que faz piada sobre drogas, terrorismo, morte e paternidade, tendo ainda a ótima ajuda de Robert Downey Jr, que entra no clima como o sujeito esquentado que se mete em confusões e apanha para valer em algumas cenas.

A história lembra muito o clássico do anos oitenta dirigido por John Hughes chamado “Antes Só do que Mal Acompanhado”, onde Steve Martin e John Candy atravessavam os EUA se metendo em diversas confusões.

7 comentários:

Kahlil Affonso disse...

a formula ja deu certo antes...

http://filme-do-dia.blogspot.com/

Silvia Freitas disse...

Puxa, faz tempo que quero assistir esse filme mas ainda não consegui.....Adorei o Zack em "se Beber, Não Case".

Jenifer Torres disse...

Achei as piadas um pouco forçadas demais. Mas é uma boa diversão.

Por que você faz poema? disse...

Road movies são sempre divertidos.
Não sei se esse é.

Hugo disse...

Kahlil - Com atores talentosos tende a funcionar bem, o que é o caso deste filme.

Silvia - Eu ainda não assisti "Se Beber, Não Case".

Jenifer - Comparando com a maioria das comédias atuais, o filme é superior.

Herculano - É um tema que já rendeu ótimos filmes.

Abraço a todos

Andreia Mandim disse...

Achei o filme muito pobre mesmo, cheio de clichés, tem alguns momentos engraçados até...mas, no entanto, muito forçados!
o actor barbudo é engraçado,mas já começo a duvidar do seu talento...vejo o sempre no mesmo registo^!
E acredita que não é superior à maioria das comédias, foi isso que me desiludiu...humor demasiado fácil...

Obrigada pela visita ao meu blogue, o teu também é um belo blogue;)

http://cinemaschallenge.blogspot.com/

Hugo disse...

Andreia - As comédias atuais estão muito ruins, por isso que um filme mediano como este acaba se sobressaindo.

Até mais