quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Bombas - Piores Filmes com Adam Sandler

Começo esclarecendo que considero Adam Sandler um comediante talentoso e até um bom ator. Gosto de comédias leves como "Afinado no Amor" e "Como Se Fosse a Primeira Vez", onde ele fez par com Drew Barrymore e de seu trabalho no diferente "Embrigado de Amor" de Paul Thomas Anderson, mas reconheço que muitos dos seus filmes são ruins, inclusive ele brinca com esse fato interpretando um comediante famoso em "Tá Rindo do Quê? ao lado de Seth Rogen.

Nesta lista cito os piores filmes de Sandler que assisti, não estou considerando tranqueiras como "Zohan" e "Little Nick", longas que não tive coragem de encarar.


Um Maluco no Golfe  (Happy Gilmore, EUA, 1996) – Nota 5,5
Direção – Dennis Dugan
Elenco – Adam Sandler, Christopher McDonald, Julie Bowen, Frances Bay, Carl Wheathers, Allen Covert, Richard Kiel, Dennis Dugan, Joe Flaherty, Kevin Nealon, Ben Stiller.

Happy Gilmore (Adam Sandler) é um jogador de hockey, mas por um acaso e para conseguir dinheiro e manter a casa da avó (Frances Bay), ele se torna golfista. Utilizando métodos estranhos, para não dizer estúpidos, além de roupas exageradas, ele se torna sensação do esporte e desperta a ira de outro jogador, Shooter McGavin (o canastrão Christopher McDonald). 

Este longa é o primeiro que Sandler fez com o diretor Dennis Dugan e não é diferente da maioria, com poucas piadas engraçadas e muitos absurdos. 

O Rei da Água (The Waterboy, EUA, 1998) – Nota 4
Direção – Frank Coraci
Elenco – Adam Sandler, Kathy Bates, Fairuza Balk, Henry Winkler, Jerry Reed, Rob Schneider, Larry Gilliard Jr, Clint Howard, Allen Covert.

Bobby Boucher (Adam Sandler) é um sujeito bobalhão e trabalha como “O Garoto da Água” para um time de futebol americano. Ele é protegido pela mãe (Kathy Bates), porém mal tratado por todo o time e principalmente pelo técnico (Jerry Reed), que após uma confusão expulsa Bobby do time. Querendo ajudar, Bobby aceita trabalhar de graça para um time rival e por acaso acaba sendo descoberto por seu talento para derrubar adversários, o que faz com o técnico (Henry Winkler) deste novo time o contrate para jogar, iniciando uma sequência de vitórias até o inevitável confronto com o time que o expulsou. 

Por incrível que pareça este longa que é um dos piores da carreira de Sandler fez sucesso nos EUA e elevou ainda mais seu cartaz como astro. O filme é americano demais, recheado de piadas estúpidas sobre futebol americano e um personagem estranho, que somente poderia ter saído da cabeça de Sandler.

O Paizão (Big Daddy, EUA, 1999) – Nota 6
Direção – Dennis Dugan
Elenco – Adam Sandler, Joey Lauren Adams, Rob Schneider, Jon Stewart, Cole & Dylan Sprouse, Leslie Mann, Josh Mostel, Joseph Bologna, Steve Buscemi, Kristy Swanson.

Aos 32 anos, Sonny Coufax (Adam Sandler) vive como um adolescente, não tem emprego fixo e enrola a namorada (Kristy Swanson). Quando seu melhor amigo e colega de quarto, Kevin (Jon Stewart) descobre ser pai de um garoto, Sonny para ajudá-lo resolve cuidar do menino e o usa como filho para impressonar a namorada, porém a manobra dá errado e ela o abandona. Tendo de cuidar do garoto, a princípio ele quer devolvê-lo, depois se apega e por último terá de lutar para não perde-lo. 

Dos piores filmes de Sandler este até que é razoável, apesar da história clichê e das piadas escatológicas, muitos podem gostar da relação que se cria entre Sandler e o menino, além de ter no elenco a simpática Joey Lauren Adams como interesse amoroso e Rob Schneider interpretando um estranho entregador de comida chinesa.

A Herança de Mr. Deeds (Mr. Deeds, EUA, 2002) – Nota 5
Direção – Steven Brill
Elenco – Adam Sandler, Winona Ryder, John Turturro, Peter Gallagher, Allen Covert, Jared Harris, Erick Avary, Peter Dante, Conchata Ferrell, Harve Presnell, John McEnroe, Steve Buscemi, Rob Schneider.

Longfellow Deeds (Adam Sandler) vive numa pequena cidade onde é dono de uma pizzaria, até que num certo dia recebe a visita de dois executivos informando que um tio distante deixou uma fortuna como herança para ele. Deeds aceita a herança e parte para rececer a herança na cidade grande, onde irá conhecer todas as posses deixadas pelo tio. Ao mesmo tempo, uma repórter sensacionalista (Winona Ryder) se aproxima de Dedds para investigar sua vida, mas acaba se apaixonando pelo sujeito. Lógico que Deeds terá de lutar contra outro sujeito que deseja a herança (Peter Gallagher) usando seu jeito humilde. 

Este filme entra na lista de refilmagens desnecessárias e até absurdas, o original “O Galante Mr. Deeds” de 1936 com Gary Cooper no papel principal, é um dos clássicos da carreira do grande diretor Frank Capra e dispensa qualquer tipo de nova versão. Podemos até aceitar que Sandler esteja bem, mais contido que em alguns filmes, porém são poucas piadas aproveitáveis, além dos péssimos papeis de Winona Ryder e de John Turturro pagando mico como mordomo.

5 comentários:

! Marcelo Cândido ! disse...

Desses o único que diverte é O Paizão!
Foi a primeira comédia que vi com Sandler...

Amanda Aouad disse...

Dessas bombas, vi O Paizão, e não curti mesmo... Acho que nem quero conferir os outros, hehehe. Mas, "Como se fosse a primeira vez" é ótimo mesmo.

bjs

Mateus Souza disse...

Curiosamente, escrevi a um tempo atrás, lá no Cinema Para Desocupados, um texto com alguns bons filmes do Adam Sandler.

Claro que foi uma lista bem mais fácil de fazer do que essa, já que os bons filmes são poucos, enquanto os ruins são vários, haha.

lematinee disse...

Desses só assisti O Paizão. O Rei Da Agua achei tao idiota que nao aguentei nem chegar nos 10 minutos de filme.

Assista Zohan! É podre e tosco, chega a ser taooo imbecil que é até engraçado, rs. Digamos que eh um lixao divertido, mas comédia realmente eh mto delicado ne?

bjs!

Hugo disse...

Marcelo - Da minha lista este é o menos pior.

Amanda - Este "Como Se Fosse a Primeira Vez" mostra que Sandler pode estrelar bons filmes.

Mateus - São filmes ruins e mesmo assim a maioria foi sucesso nos EUA.

Natália - Vi apenas o trailer de "Zohan" e preferi esquecer. rs

Abraço a todos