terça-feira, 14 de dezembro de 2010

O Senhor das Armas


O Senhor das Armas (Lord of War, EUA, 2007) – Nota 7,5
Direção – Andrew Niccol
Elenco – Nicolas Cage, Jared Leto, Bridget Moynahan, Ethan Hawke, Ian Holm, Eammon Walker.

Nicolas Cage é Yuri Orlov, filho de imigrantes ucranianos que vivem em Brighton Beach, Nova Iorque e tem um pequeno restaurante onde ele e o irmão mais novo Vitaly (Jared Leto) trabalham, mas vivem insatisfeitos. Num certo dia, Yuri presencia um mafioso local sendo assassinado e descobre uma forma diferente de ganhar dinheiro, ele começa a traficar armas. 

O filme começa nos anos oitenta quando Yuri inicia o negócio e durante vinte anos ele irá expandir seu negócio se aproveitando de diversos conflitos no planeta, começando com o declínio da União Soviética que despejou um arsenal completo de armas nas mãos de traficantes e terroristas, passando pela Guerra das Balcãs, América Latina e África. 

A história mescla realidade com um narração irônica do próprio personagem de Cage, que conta sua vida desde o início da carreira,  mostrando sua ascensão, o conflito com outro grande traficante de armas (Ian Holm) e sua relação com o sanguinário ditador da Libéria (Eammon Walker), além da perseguição de um agente do FBI (Ethan Hawke), até as consequências do relacionamento com o irmão, os pais e sua esposa (a bela Bridget Moynahan).

Mesmo o personagem principal tentando lavar as mãos, dizendo que apenas vende as armas e não mata ninguém, no fundo percebe-se que ele sabe bem o mal que está fazendo e qual o preço a pagar, o que ele aceita. 

O filme tem uma ótima sequência inicial que mostra desde a fabricação de uma bala, passando por sua comercialização ilegal até chegar a um alvo humano. 

O final mostra porque os governos não fazem força para acabar com os conflitos e deixa bem claro como a indústria da guerra é lucrativa, não interessando quantas vidas serão perdidas neste caminho.

9 comentários:

renatocinema disse...

Não gosto de Nicolas Cage, todos me falam desse filme e por ele ser o protagonista, não me animo.

Sobre Danny Trejo você disse tudo. Ele merecia ser o protagonista.kkkk

Amanda Aouad disse...

Acho que Nicolas Cage tem a mesma cara sempre, mas gosto dele nesse filme. Aliás, gosto do resultado geral desse filme.

bjs

Rodrigo Mendes disse...

Gosto deste filme. Niccol tem roteiros ótimos e instigantes.

Abs.
Rodrigo

Elton Telles disse...

FIL-MA-ÇO.

um dos poucos em que Nicolas Cage tem se metido, ultimamente. E isso é uma pena. Por trás daquele overacted todo, temos um grande ator com talento adormecido.


abs!

lematinee disse...

Acho esse filme sensacional! Me irrito master com as caras de bokó de Nicolas Cage, mas adorei a atuação de Jared Leto...

A trama traz uma tristeza de uma forma fria, mto boa.

Hugo disse...

Renato - O filme é bom, mesmo que você não goste de Cage, vale a pena assistir.

Amanda - É um filme melhor do que a maioria dos últimos trabalhos de Cage.

Rodrigo - Niccol fez tb o interessante "Gattaca".

Elton - As escolhas de Cage nem sempre são boas.

Natália - A história é atual e o desenrolar do longa prende a atenção.

Abraço a todos

Gustavo Darwich disse...

É um dos melhores filme que já vi, na minha humilde opinião.

Silvano Vianna disse...

Um dos melhores filmes do Cage, gosto como ele ficou cínico nesse longa. A forma como o diretor resolveu abordar um tema tão polémico foi ótima também, fazendo com que fiquemos simpáticos a este anti-herói.

Hugo disse...

Gustavo - É um dos melhores de Cage nos últimos anos.

Silvano - A ironia do personagem de Cage se casou bem com o modo que o tema é abordado.

Abraço