quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Assassin's Creed

Assassin’s Creed (Assassin’s Creed, EUA / França / Inglaterra / Hong Kong / Taiwan / Malta, 2016) – Nota 6
Direção – Justin Kurzel
Elenco – Michael Fassbender, Marion Cotillard, Jeremy Irons, Brendan Gleeson, Charlotte Rampling, Michael Kenneth Williams, Matias Varela, Khalid Abdalla.

Após ser executado na prisão, Callum Lynch (Michael Fassbender) ressuscita em um laboratório futurista comandado por Rikkin (Jeremy Irons) e sua filha, a cientista Sofia (Marion Cotillard). 

Lynch descobre que foi poupado da morte para servir como cobaia de uma máquina criada por Sofia, que através do DNA consegue acessar memórias dos ancestrais da pessoa. 

O objetivo de Rikkin e Sofia é descobrir onde Aguilar (Michael Fassbender em papel duplo), ancestral de Lynch, escondeu a maçã de Adão e Eva em 1492 durante uma batalha entre a sociedade dos assassinos contra os templários. 

Baseado no famoso game, este longa divide a trama em duas narrativas (péssima no presente e interessante no passado) e erra feio na trama absurda. As cenas no laboratório, os diálogos fracos e os coadjuvantes inseridos na trama sem muito explicação detonam a narrativa dos dias atuais. 

Por outro lado, as boas sequências de ação no passado ajudam a salvar um pouco o filme, caso contrário resultaria numa gigantesca bomba. 

É um filme indicado apenas como curiosidade para os fãs do game.

6 comentários:

Pedrita disse...

é bem ruinzinho não? pouco se salva. achei até muito 6. beijos, pedrita

Hugo disse...

Pedrita - Eu até pensei em dar uma nota menor, mas gostei das sequências no passado.

Bjos

Amanda Aouad disse...

Foi uma decepção. Mesmo vendo o potencial do universo, o filme ficou muito aquém. Uma pena.

bjs

Ubiracy Júnior disse...

A história dos jogos também é ruim, com momentos no presente que são péssimos feitos somente para narrativa fluir e com a jogatina ocorrendo no passado que é a parte que mais agrada no jogo.

O filme tenta simular essa formula e resulta em um filme bem fraco. A Abstergo não deveria ter tanto foco e deveria permanecer um mistério durante esse filme.

Hugo disse...

Ubiracy - Não sou fã de games, mas mesmo assim fica claro que a história tinha um potencial interessante. Infelizmente o resultado é fraco.

Abraço

Hugo disse...

Amanda - Um filme que desperdiçou o potencial do game.

Bjos