quinta-feira, 9 de julho de 2015

A Chave da Liberdade & O Último Lance


A Chave da Liberdade (Box of Moon Light, EUA / Japão, 1996) – Nota 7
Direção – Tom DiCillo
Elenco – John Turturro, Sam Rockwell, Catherine Keener, Lisa Blount, Annie Corley, Dermot Mulroney.

Al Fountain (John Turturro) é um engenheiro solitário que está trabalhando em uma obra numa pequena cidade. Quando a obra é suspensa, Al percebe que sua vida não tem sentido e que ela está voltada apenas para o trabalho. Ele resolve alugar um carro e seguir para uma região onde passou férias quando criança, tentando reencontrar a felicidade que ficou na infância. Durante a viagem, Al cruza o caminho de um sujeito conhecido como “The Kid” (Sam Rockwell), um jovem que é o seu oposto. Como um espírito livre que não se amarra em responsabilidade, Kid ajudará a transformar a vida de Al.

Basicamente é um filme sobre descoberta interior, daqueles em que o personagem principal aprende a rever seus conceitos e atitudes, mesmo que tenha de sofrer para mudar. Os destaques ficam para a dupla principal e para a atriz Catheriner Keener, que também tem um papel importante na jornada do protagonista.

O diretor Tom DiCillo recebeu muitas críticas positivas quando lançou o interessante drama “Vivendo no Abandono” no ano anterior a este “A Chave da Liberdade”, porém, seus filmes posteriores não tiveram a mesma recepção. Nos últimos dez anos, DiCillo voltou sua carreira para direção de séries de tv.

O Último Lance (The Luzhin Defence, Inglaterra / França, 2000) – Nota 6,5
Direção – Marleen Gorris
Elenco – John Turturro, Emily Watson, Geraldine James, Stuart Wilson, Christopher Thompson, Fabio Sartor, Peter Blythe.

Década de 1920, Itália. Aleksandr “Sascha” Luzhin (John Turturro) é um gênio do xadrez que está no país para a disputa de um campeonato. Sascha foi abandonado por seu tutor (Stuart Wilson), que sabe que o pupilo tende a falhar quando está sob pressão. Sascha também apresenta uma enorme dificuldade em lidar com o mundo real. Desde criança, ele vive recluso no mundo do xadrez, principalmente para se afastar dos problemas de seus pais. Quando ele conhece a bela socialite Natalia (Emily Watson), tudo muda. A moça, que está prometida em casamento para um conde, se apaixona pela inteligente do enxadrista, enquanto ele precisa aprender a lidar com a situação.

Baseado em um livro de Vladimir Nabokov, escritor de “Lolita”, este longa dirigido pela holandesa Marleen Gorris, Oscar de Melhor Filme Estrangeiro por “A Excêntrica Família de Antonia”, é um interessante drama sobre a inadequação de um personagem complexo em viver no mundo da elite.

Não é um grande filme, mas vale pela curiosidade de ser um dos poucos trabalhos da diretora Gorris, que utiliza um estilo peculiar de narrativa, além da boa composição de personagem de John Turturro.

Nenhum comentário: