terça-feira, 28 de outubro de 2014

Com as Horas Contadas & Morto ao Chegar


Com as Horas Contadas (D.OA., EUA, 1950) – Nota 7,5
Direção – Rudolph Maté
Elenco – Edmond O’Brien, Pamela Britton, Luther Adler, Beverly Garland, Lynn Baggett, William Ching, Neville Brand, Henry Hart.

O contador Frank Bigelow (Edmond O’Brien) tem dúvidas em assumir um relacionamento sério com sua secretária Paula (Pamela Britton). Para aproveitar alguns dias como solteiro, Frank deixa sua pequena cidade para visitar São Francisco. Logo que chega ao hotel, ele faz amizade com um grupo de pessoas que participaram de uma convenção e que estão se divertindo antes de partir. Frank segue com o grupo para um bar, onde flerta com uma bela garota e não percebe quando um desconhecido coloca algo em sua bebida. No dia seguinte, Frank passa mal e descobre ter sido envenenado. Ao saber que tem pouco tempo de vida, ele decide investigar seu próprio assassinato. 

Com uma ótima sequência inicial em que o personagem principal começa andando pela rua e entra na delegacia até chegar a sala dos detetives para contar sua história, este longa é um ótimo exemplar do gênero noir, recheado de personagens de caráter duvidoso. O personagem principal pensa em trair a noiva, as mulheres que passam pela tela são falsas e perigosas, com exceção da noiva e a trama repleta de traições. 

É um filme indicado para quem gosta do gênero. 

Morto ao Chegar (D.O.A., EUA, 1988) – Nota 7
Direção – Annabel Jankel & Rocky Morton
Elenco – Dennis Quaid, Meg Ryan, Daniel Stern, Charlotte Rampling, Jane Kaczmarek, Christopher Neame, Robert Knepper, Brion James, Jack Kehoe, Jay Patterson.

Dexter Cornell (Dennis Quaid) é um professor de literatura que leciona na Universidade de Austin no Texas e que descobre ter apenas 24 horas de vida após ter sido envenenado. Ele procura a polícia para contar sua história, enquanto isso, o espectador vê em flashback os fatos que o levaram até aquela situação. Dexter investigou o próprio envenenamento com a ajuda de uma aluna (Meg Ryan), que é apaixonada por ele, descobrindo que o fato por estar ligado ao suicídio de um aluno que escrevia um livro. 

Este interessante suspense é uma refilmagem do superior “Com as Horas Contadas”, filme B produzido em 1950. 

Na época, Dennis Quaid e Meg Ryan eram casados e vinham do sucesso de “Viagem Insólita”, porém este novo trabalho não teve a mesma repercussão. 

A dupla de diretores Annabel Jankel e Rocky Morton tinham feito sucesso com a série “Max Headrom”, uma das primeiras que utilizou sequências de computação gráfica e se tornou cult por este motivo. Os dois comandaram ainda o fracassado “Super Mario Bros”, longa que encerrou a carreira da dupla. 

Nenhum comentário: