domingo, 9 de novembro de 2008

Duelo ao Sol

Filme Assistido nº 161
Duelo ao Sol (Duel in the Sun, EUA, 1946) – Nota 8
Direção – King Vidor
Elenco – Jennifer Jones, Gregory Peck, Joseph Cotten, Lionel Barrymore, Lillian Gish, Herbert Marshall, Walter Huston, Butterfly McQueen, Charles Bickford, Harry Carey, Otto Kruger, Sidney Blackmer.

Faoreste dramático dirigido por King Vidor (“Guerra e Paz”) que conta a história da mestiça Pearl Chavez (Jennifer Jones) que após o pai ter matado a mãe adúltera e ser condenado a morte, vai morar em um rancho no Texas onde vive a ex-noiva de seu pai, Laura (Lílian Gish) hoje casada com o Senador Jackson (Lionel Barrymore) e seus dois filhos, o advogado Jesse (Joseph Cotten) e o rebelde Lewt (Gregory Peck). A chegada da mestiça dá início há um disputa pelo seu amor entre os irmãos, gerando brigas, traições e uma tragédia.

Diferente da maioria dos faorestes que tem a ação como tema principal, aqui temos no centro das atenções uma drama sobre família, amor e desejo que é levado as últimas conseqüências.

3 comentários:

Red Dust disse...

E é também um dos mais míticos filmes do velho oeste. Consegue conciliar dentro do género western outros motivos que não lhe são familiares. É esse um dos grandes trunfos, para além da 'faísca' dos várias interpretações.

8/10.

Abraço.

Kau disse...

Do Vidor, só vi dois filmes: "Guerra e Paz" e "O Mágico de Oz". Ambos extraordinários. Inclusive, fizeram do primeiro uma minissérie ano passado. Tem uns 5 episódios, se não me engano, mas não chega perto do filme (apesar de ser muito boa).

Abraços.

Hugo disse...

Red - Concordo, realmente as interpretações do trio principal soltam faíscas.

Kau - De King Vidor eu assisti apenas este e "O Màgico de Oz", que ele dirigiu apenas parte e nem foi creditado.

Abraço