terça-feira, 11 de novembro de 2008

Ela é o Diabo & Norbit

Ela é o Diabo (She-Devil, EUA, 1989) – Nota 4
Direção – Susan Seidelman
Elenco – Meryl Streep, Roseanne Barr, Ed Begley Jr, Sylvia Miles, Linda Hunt, A. Martinez, Maria Pitillo, Jack Gilpin.




Norbit (Norbit, EUA, 2007) – Nota 2
Direção – Brian Robbins
Elenco – Eddie Murphy, Thandie Newton, Terry Crews, Cuba Gooding Jr, Eddie Griffin, Katt Williams, Marlon Wayans.


Estes dois filmes são um exemplo de como fazer comédia de péssima qualidade, mesmo tendo gente de talento como Meryl Streep, Eddie Murphy e Cuba Gooding Jr nos elencos.

O filme "Ela é o Diabo" começa mostrando o casal Ruth (Roseanne Barr) e Bob (Ed Begley Jr) que estão bem casados, até que ele conhece e se apaixona pela escritora de sucesso Mary Fisher (Meryl Streep) e larga a esposa para morar com o novo amor. Isto desperta toda a ira da esposa rejeitada que fará de tudo para arruinar a vida do casal e especialmente a do ex-marido.

Comédia que fez algum sucesso no final dos anos oitenta, mas que é necessário ter muita paciência para agüentar a histriônica Roseanne Barr, que constrói uma personagem antipática ao extremo. As atuações de Ed Begley Jr como o marido banana e Meryl Streep como a escritora famosa de romances picaretas poderiam até ter ajudado no resultado final, mas fica difícil entrar no clima que a diretora queria dar ao filme tendo Roseanne a frente do elenco.

Já o talentoso Eddie Murphy já teve seu auge em filmes como a série “Um Tira da Pesada”, “Trocando as Bolas”, o divertido “Um Príncipe em Nova Iorque” entre outros, sendo que na última década fez algumas comédias rasteiras como “Dr. Dolittle” e “O Professor Aloprado” e teve um grande papel em “Dream Girls”, porém um dos seus últimos trabalho é o péssimo “Norbit”.

Aqui Eddie Muprhy faz o papel título, um órfão que é criado em um orfanato/restaurante chinês por Mr. Wong (o próprio Murphy) e se apega a pequena Kate (quando adulta a bela, mas fraquinha Thandie Newton), que logo é adotada. Em seguida ele acaba sendo “adotado” pela estranha Rasputia (quando adulta também interpretada por Eddie Murphy). Já adulto ele se casa com Rasputia que o trata como um idiota e pelos três irmãos bandidos dela. As coisas mudam quando Kate reaparece na cidade e pretende comprar o orfanato.

Este roteiro maluco misturado com a personagem intragável Rasputia, as diversas cenas constrangedoras, além de péssimos diálogos, acabam deixando o filme extremamente irritante ao invés de engraçado. Fica difícil entender como Murphy se meteu num projeto desses, que resultou no pior filme de sua carreira.

5 comentários:

Violinista do Cinema disse...

enfim, ela é o diabo ainda é digerível, mas Norbit é HORRIVEL! Eddie Murphy nao precisa ficar passando por estes micos para provar que ele pode fazer qualquer papel. Pois nós já sabemos disso.
bjooooooooo

Ibertson Medeiros disse...

Nunca vi nada demais no Eddie Murphy. Não sei como ele chegou onde está, tendo altas bilheterias em filmes de qualidade ínfima. Norbit eu tenho nojo e é que nem sequer assisti, assim como esse Ela é o diabo, que possui uma trama de que não me agrada.

Kau disse...

Nunca tive paciência de assistir Ela é o Diabo. Mas Norbit eu vi quase que obrigado, pois meu irmão é fã do canastrão Murphy. De fato, está no meu top de piores filmes que já vi...

Abraços.

Pedro Henrique disse...

Não vi nenhum ainda, Hugo. Mas o Eddie Murphy é muito bom no que faz. Não precisa ser bom ator para ser engraçado, tem de ser um bom comediante, e isso ele é.

Hugo disse...

Vivi - Concordo, Eddie Murphy fez algumas escolhas péssimas.

Ibertson - Os filmes dele nos anos oitenta eram bons, "Um Tira da Pesada" e "48 Horas" são bem legais.

Kau - "Norbit" é péssimo.

Pedro - Tb acho, gosto de Eddie Murphy mas alguns de seus últimos filmes são bem fracos.