quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Howard Hawks & John Wayne









Onde Começa o Inferno (Rio Bravo, EUA, 1959) – Nota 8,5
Direção – Howard Hawks
Elenco – John Wayne, Dean Martin, Angie Dickinson, Ricky Nelson, Walter Brennan, Ward Bond, Claude Akins.

Grande faroeste que tem John Wayne como um xerife que depois de ter prendido um assassino precisa defender sua cadeia do resto do quadrilha que se arma para libertá-lo. Ele terá ajuda apenas de um auxiliar bebâdo (Dean Martin), que é motivo de chacota na cidade, um velho deficiente (Walter Brennan) e um garoto que deseja provar ser bom no gatilho (Ricky Nelson), contando ainda com a decidida garota que o ama (uma jovem Angie Dickinson).

Esta parceria de Hawks e Wayne é de primeira, tanto nas ótimas cenas de ação como na boa história que acabam resultando num grande faroeste, com todos os elementos que o gênero pede. Como sempre Wayne dá conta do recado, sendo muito bem auxiliado por Dean Martin em um de seus melhores papéis da carreira como o bêbado e pelo veterano Walter Brennan.

El Dorado (El Dorado, EUA, 1966) – Nota 8
Direção – Howard Hawks
Elenco – John Wayne, Robert Mitchum, James Caan, Arthur Hunnicutt, Charlene Holt, Michele Carey, Edward Asner, R. G. Armstrong.

Este faroeste foi o penúltimo filme dirigido por Hawks, que conta história de um pistoleiro (John Wayne) que volta para sua cidade e precisa ajudar o seu amigo xerife (Robert Mitchum), que se entregou à bebida depois de uma desilusão amorosa e no momento se envolveu em briga de duas famílias por terras. Eles terão ajuda apenas do velho assistente de xerife (Arthur Hunnicutt) e do garoto rápido no gatilho (James Caan).

Apesar de ser quase uma refilmagem de “Onde Começa o Inferno” o resultado é dos melhores, também com ótimas cenas de ação (tiroteios eram especialidade de Howard Hawks), uma história bem amarrada e grandes desempenhos de Mitchum como xerife bêbado e de Hunnicutt como o velho esperto, além é claro da presença de John Wayne. Atenção para um jovem James Caan bem no início de carreira.

Rio Lobo (Rio Lobo, EUA, 1970) – Nota 7,5
Direção – Howard Hawks
Elenco – John Wayne, Jennifer O’Neill, Jack Elam, Christopher Mitchum, Jorge Rivero.

Último filme de Hawks e a quinta parceria com John Wayne não é tão bom como os anteriores, mas mesmo assim não faz feio ao gênero. Aqui John Wayne é o comandante de um trem que carrega ouro durante a Guerra da Secessão, porém seu trem é atacado por um grupo de confederados liderados por dois oficias (Jorge Rivero e Christopher Mitchum). Após o assalto e alguns outros incidentes Wayne e os dois confederados acabam se unindo para perseguir o responsável por uma série de roubos de trem.

Muita ação, com um ótima sequência inicial do assalto ao trem fazem deste um bom faroeste, que tem ainda como curiosidade a participação da bela Jennifer O’Neill (“Verão de 42”) ainda bem jovem e Wayne tendo como um dos parceiros o filho de Robert Mitchum, Christopher

6 comentários:

Kamila disse...

Não assisti a nenhum dos três filmes. O gênero de western é uma lacuna tremenda que tenho como cinéfila. Preciso conferir mais longas neste estilo.

Bom final de semana!

Kau disse...

Weeeeeeeestern!!!

Infelizmente, só vi o primeiro que, pra mim, é sensacional. Mas não faz parte do meu top 5 westerns.

Abraços.

Fifeco disse...

Nunca fui fã de westerns. Mas começarei brevemente com o Once upon a Time on the West.

Abraço

Sérgio Déda disse...

Adoro o gênero, mas não assisti tanto filme do Wayne assim, oq é uma icgónita... hehehe

vlws

Cine Carranca disse...

Vi todos os 3!!!
Sao muito bons. Gosto bastante do John Wayne.

abraços

Hugo disse...

Kamila - É um gênero que rendeu dezenas de clássicos, vale a pena conhecer mais.

Kau - Dos três vc assistiu o melhor.

Fifeco - Vai começar muito bem então, com um dos melhores da história.

Sérgio - John Wayne é o maior ícone do gênero, tente assistir alguns dos seus filmes.

Carranca - John Wayne foi a cara do faroeste.

Abraços