sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Polícia, Adjetivo

Polícia, Adjetivo (Politist, Adjectiv, Romênia, 2009) – Nota 8
Direção – Corneliu Porumboiu
Elenco – Dragos Bacur, Vlad Ivanov, Ion Stoica, Irina Saulescu, Cerasela Trandafir.

Cristi (Dragos Bacur) é um policial de uma pequena cidade da Romênia. Sua missão atual é seguir um adolescente que todos os dias fuma haxixe com um colega e uma garota. O tal colega do adolescente é um informante que alega para a polícia que o garoto e seu irmão que vive em Bucareste são traficantes. 

Durante vários dias, Cristi segue o adolescente e tenta descobrir alguma ligação dele ou de sua família com o tráfico. Ao mesmo tempo, seus chefes o pressionam para prender o garoto, mesmo sem ter prova alguma. 

Assim como em “A Leste de Bucareste”, aqui o diretor Corneliu Porumboiu faz uma crítica bem humorada sobre a dificuldade da sociedade romena em se adaptar aos novos tempos após o final do comunismo no inicio dos anos noventa. 

A polícia é mostrada como um órgão arcaico, onde um policial sofre para conseguir informações básicas sobre os suspeitos e os superiores são burocratas que agem como se ainda estivessem no comunismo. 

É interessante a narrativa imposta pelo diretor, que é ao mesmo tempo lenta e realista. A câmera segue o policial em longos planos-sequências durante a investigação, assim como na relação com outros policiais dentro da delegacia e principalmente com a esposa. 

Em uma destas sequências sem cortes, o protagonista chega em casa, fala rapidamente com a esposa, vai para a cozinha jantar, volta para sala e novamente conversa com a mulher, até resolver dormir. É uma sequência sem cortes com mais de dez minutos, que por si só mostra o talento do diretor. 

É um filme indicado para quem gosta de obras diferentes.

4 comentários:

Liliane de Paula disse...

Essa sequencia sem cortes é como gosto de vê. Como se fosse a vida real.
Aqueles filmes que tem cortes de cenas, rápidos é um terror para mim.

Vi que vc já comentou sobre Memórias Secretas.
Ele está no Netflix.
Vou assistir.

Hugo disse...

Liliane - Este filme realmente lembra bastante a vida real, sem glamour algum por sinal.

Gustavo H. Razera disse...

Vi o trailer e achei meia-boca; acho que vou repensar minha indiferença agora.

Cumps.

Hugo disse...

Gustavo - É um filme com uma narrativa lenta, muito mais um drama do que uma história policial. Eu gostei do estilo, mas sei que agradará a poucos.

Abraço