sábado, 2 de fevereiro de 2013

Safety Not Guaranteed

Safety Not Guaranteed (Safety Not Guaranteed, EUA, 2012) – Nota 7,5
Direção – Colin Trevorrow
Elenco – Aubrey Plaza, Mark Duplass, Jake Johnson, Karan Soni, Jenice Bergere, Kristen Bell, Jeff Garlin, Mary Lynn Rajskub.

Corre na internet uma história sobre um jornalista que teria publicado em 1997 como piada e uma espécie de pesquisa maluca, um anúncio dizendo que procurava um parceiro para uma viagem no tempo. Dizem que até hoje o sujeito recebe correspondências sobre o assunto na caixa postal que ele divulgou no anúncio. Partindo desta história, o desconhecido roteirista Derek Connolly escreveu o roteiro deste simpático longa, que a princípio pode parecer uma comédia idiota, mas que no desenrolar da trama se revela uma história bem mais profunda do que aparenta. 

A protagonista da trama é a jovem Darius (Aubrey Plaza de “Tá Rindo do Que?”), uma tímida estagiária que trabalha numa revista e acaba se interessando em participar de uma matéria sobre o tal anúncio que fica a cargo do jornalista Jeff (Jake Johnson), um sujeito cínico e mulherengo que na verdade pretende encontrar um velho amor da época de colégio que mora na cidade onde foi postado o anúncio da viagem no tempo. Junto com a dupla segue o estagiário Arnau (Karan Soni), um nerd de origem indiana que tem grande dificuldade em se comunicar. 

Chegando no local, eles descobrem que o homem do anúncio é Kenneth (Mark Duplass), um sujeito paranóico que trabalha num supermercado. Logo, Darius se aproxima de Kenneth para ganhar sua confiança e acaba criando um forte ligação com ele, descobrindo que os dois tem várias coisas em comum. 

O bom roteiro é valorizado pelo elenco, a jovem Aubrey Plaza acerta no tom da personagem que é ao mesmo tempo triste, tímida e sincera, criando um tipo de humor diferente, que em alguns momentos lembra a “Juno” de Ellen Page do filme homônimo. O desconhecido Mark Duplass está bem como o sujeito meio maluco e Jake Johnson como o cínico que no fundo procura o amor. 

Esta produção é mais um exemplo de como o cinema independente é importante no cenário atual e muito mais original que a maioria das grandes produções.    

2 comentários:

Gonga disse...

Concordo ctg, filme que demostra que com criatividade e pouco dinheiro também se pode fazer bom cinema, claramente recomendavel.

Hugo disse...

Gonga - É um bom filme como uma história original bem legal.

Abraço